logoSign upLog in
Nutricionista Claudia Silvestre

Nutricionista Claudia Silvestre

De acordo com pesquisadores da Universidade Estadual de Dakota do Sul a quimio e a radioterapia não conseguem eliminar as células-tronco cancerosas. Pesquisadores da UCLA mostraram que a radiação torna as células cancerosas da mama ainda mais maligna. A radiação também induziria a transformação de outras células em células-tronco do câncer de mama. Embora as células-tronco do câncer representem menos de 5 por cento de um tumor, elas podem regenerar o tumor original. E essas novas células-tronco são até 30 vezes mais propensas a formar tumores em comparação com as células cancerosas que não receberam radiação e também pode migrar através dos vasos sanguíneos espalhando câncer para locais secundários. Esses pesquisadores descobriram que um composto em vegetais crucíferos, fenetilo isotiocianato (PEITC), pode ajudar a prevenir a recorrência e a propagação de alguns tipos de câncer. Estudos mostram que tem efeito anti-inflamatório, é quimiopreventiva contra câncer do cólon, da próstata, da mama, do colo do útero, ovário e pancreático. E atualmente em ensaios clínicos para câncer de pulmão. É cada vez mais evidente que o tratamento do câncer que não consegue eliminar as células-tronco do câncer permite a recidiva do tumor. O fenetilo isotiocianato mostrou-se com ação antiproliferativa no câncer cervical e em células cancerosas e as células-tronco do câncer do colo do útero. As concentrações de fenetilo isotiocianato que foram usadas no estudo podem ser alcançadas através de uma dieta rica em vegetais crucíferos. Outros estudos mostram que comer agrião e brócolis diminui o risco de câncer de mama. Os vegetais crucíferos mais comuns que você vai encontrar no supermercado incluem: • Rúcula • Mostarda • Brócolis • Brotos de brócolis • Couves de Bruxelas • Repolho • Couve-flor • Couve • Rabanetes • Agrião Esses alimentos contêm outro composto de proteção chamado sulforafano, que melhora a capacidade do fígado para desintoxicar das drogas usadas para o tratamento do câncer e outras toxinas. Além dessas propriedades, a couve, a couve-flor e a couve de bruxelas são ótimas fontes de vitamina C e beta-caroteno (precursor da vitamina A) comprovadamente com ação anticancerígena. A couve contém mais ferro e cálcio que qualquer outra verdura. A couve de bruxelas também apresenta quantidades significativas de vitamina C, folato e vitamina E. A couve-flor apresenta boas quantidades de potássio e vitamina B6. Os brócolis também são ricos em vitamina C e boa fonte de vitamina A e de folato. Todos esses vegetais também são ricos em fibras que ajudam no bom funcionamento do intestino. Lembre que o cozimento destrói boa parte das vitaminas e dos compostos com ação anticancerígena, por isso evite o cozimento. Caso seja necessário, cozinhe no vapor. Quanto aos brócolis e a couve-flor, a melhor maneira de cozinhá-los é mergulhá-los em água fervente e retirá-los rapidamente quando levantar fervura ou utilizar o cozimento a vapor. Além desses alimentos, ainda existem outros que também podem ajudar a prevenir e eliminar as células cancerígenas incluem: • A curcumina, um composto encontrado no açafrão. • A combinação de curcumina com piperina, um composto de pimenta preta, ajuda a evitar a renovação das células-tronco do câncer de mama • Galato de epigalocatequina (EGCG), um composto no chá verde, que impede a renovação das células do câncer de próstata. E combinada com a quercetina, um composto encontrado em cebolas e maçãs, impede as células-tronco do câncer de migrar e invadir outros tecidos. Então fica aqui a dica: use e abuse dos vegetais crucíferos, sua saúde agradece. Cabbage Beats Chemo For Cervical Cancer http://www.greenmedinfo.com/blog/cabbage-beats-chemo-cervical-cancer-2

Nutricionista Claudia Silvestre
Relevant