logoSign upLog in
Reginaldo Afonso Bobato

Reginaldo Afonso Bobato

Autorresgate

Nenhuma análise descreveria o aspecto oculto do saber, saber sem saber, não saber sabendo, a saber, longas averiguações de um tempo que se esqueceu, que não viu que a mente é o que recebe de fato, em muitos casos, e tantas ciências sem escolher nenhuma ao ter ciência até sobre critérios que não me fizeram pensar.
Um entre outro ato, um vazio enorme somente ao receber ordens que me levaram e me puseram diante da soberba que alguns escondiam, mas que se revelava diante de mim.
Era preciso o tempo passar como se não tivesse passado, quanto tempo perdido me fez refletir, eram noções de um passado perto de acreditar que nunca se passou.
Ali eu estaria pra sempre num suscitar de distração, a vida é para ser levada a sério, ser posta até numa série de condições inóspitas sem interpretação propriamente dita.
O comum e o completo não me deixariam perplexos, era preciso descobrir com profundidade o que me faria ver o que não aprendi ao pensar que tudo sabia, somente com um título.
Tudo tem que ser estudo, técnico-científico ou ciência humanas, e que nenhuma me deixe empedernido, ,quero noção da complexidade de um olhar para notar minha própria existência, amar por fazer, viver não somente por viver, ter paixão, me envolver por completo no que gosto e me lançar a procura até do que não existe ainda. autor Reginaldo Afonso Bobato

Relevant