logoSign upLog in
Reginaldo Afonso Bobato

Reginaldo Afonso Bobato

Gente soberba e orgulhosa no miolo e no centro de Prudentópolis, enquanto os colonos, entre lágrimas, suor , sofrimento, angústia e aflição veem tudo isso e se obrigam a ficarem em silêncio pela segregação classista que bebe o melhor vinho e rouba usa mulheres do seio da família e as transformam em cobras traiçoeiras, e não lhe outorgam o direito de se expressarem na tribuna da câmara, enquanto enfrentam intempéries e ameaças do banco de tomar suas terras, e os políticos com sorrisos meigos e delicados fingem não enxergar nada disso como se tivessem aço nos olhos e ferro na alma autor Reginaldo Afonso Bobato

Relevant