logoSign upLog in
RODRIGO GAIOTTO

RODRIGO GAIOTTO

Faltas não justificadas não são motivo para demissão por justa causa.

Empregado da empresa de serviços gerais Soservi demitido por justa causa por ter faltado ao serviço teve sua demissão convertida em dispensa imotivada pela Justiça do Trabalho do Ceará. Com a decisão da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, o trabalhador poderá receber aviso-prévio, 13º salário e férias proporcionais, FGTS e a multa de 40%, que são direitos de quem é demitido sem justa causa.

O empregado faltou ao serviço por dois dias em junho de 2014 e não apresentou justificativa. Diante desse fato, a Soservi demitiu-o por justa causa, alegando que o trabalhador seria desidioso em suas funções, que é quando um funcionário age com negligência, desatenção ou inabilidade, de maneira a deixar de cumprir suas obrigações com qualidade.

No entanto, a empresa não foi capaz de produzir provas, sejam por testemunhas ou por documentos, que comprovassem que as faltas caracterizariam desídia do funcionário. "A ocorrência de faltas ou atrasos, somente, não autorizam a dispensa por justa causa", declarou o juiz Francisco Fortuna na sentença da 7ª vara do trabalho de Fortaleza, que já havia condenado a empresa em 1ª instância.

A Soservi recorreu da decisão ao TRT/CE, mas os desembargadores da 3ª Turma foram unânimes em confirmar a condenação proferida pela vara trabalhista.

Da decisão, cabe recurso.

( 0000289-04.2014.5.07.0007)

Fonte: Tribunal Regional do Trabalho 7ª Região Ceará, 25.05.2015

Relevant
  1. ELISANGELA SILVA PEREIRA
    28/05/2015 #1ELISANGELA SILVA PEREIRA
    As empresas que pensam em trabalhar com dispensas com justa causa, deverá primeiro, ter cuidado com as provas que poderão ser juntadas no decorrer da vida do funcionário na empresa. Pois se faltou e não justificou, caberia uma advertência, na segunda vez seria uma suspensão e por fim depois da advertência e da suspensão o funcionário cometer o mesmo erro aí aplicaremos a justa causa. Nesse caso poderemos mostrar para o juiz que a empresa deu chances para o funcionário se redimir, mas mesmo assim não se consertou.
    Reply