logoSign upLog in
DISC,  Comportamentos do Indivíduo por William M. Marstom - beBee

DISC, Comportamentos do Indivíduo por William M. Marstom

~ 100 buzzes
A Avaliação Disc é uma teoria postulada pelo psicólogo Dr. William Moulton Marston.
A partir desta teoria, foram elaboradas ferramentas para análise de perfil comportamental e tais avaliações consideram comportamentos ou emoções observáveis, não abrangendo, portanto, a personalidade dos indivíduos.
Buzzes
  1. ProducerCarlos Souza Ribeiro
    Psicologia: Porque somos viciados em redes sociais?
    Psicologia: Porque somos viciados em redes sociais?Vamos fazer uma enquete. Quem já curtiu um vídeo com filhotes fofos ou compartilhou um artigo antes de ler porque o título parecia interessante? Não precisa ter vergonha, todos nós já fizemos isso. Por mais racionais que sejamos, há algo mais forte...
    Relevant

    Comments

    Henri Galvão
    01/02/2017 #15 Henri Galvão
    muito bacana a análise, principalmente a parte que fala do "Eu ideal". afinal, um bom ponto de partida, quando se fala de qualquer coisa que seja social (online ou não) é o quanto isso é importante pra reforçar o nosso senso de identidade.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #14 Franciane Nunes Paciência Torres
    #13 Estamos aqui debatendo uma coisa que não vai chegar a um lugar muito longe, pois é como você disse, @César de Souza, temos discordâncias iguais.
    César de Souza
    27/01/2017 #13 César de Souza
    #12 Não temos visões diferentes @Franciane Nunes Paciência Torres. Temos discordâncias iguais. Toda unanimidade é estúpida.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #12 Franciane Nunes Paciência Torres
    #11 Temos visões completamente diferentes, @César de Souza, e isso é bom. O que seria da humanidade se todo mundo concordasse entre si.
    César de Souza
    27/01/2017 #11 César de Souza
    #10 Rs. Seguidores não são confiáveis, na forma de pensar. O que eles fazem, sim. Qualidade em Rede Social não garante admiração ou reconhecimento, mas Famosidade garante. Diferente do que você acha da minha visão, eu sou adepto à qualidade, sempre. Só que eu não melhoro, eu não desenvolvo e eu não aperfeiçoo se não tiver retorno, 'feedback'. Só existe qualidade quando alguém que 'comprou', disse isso, atestou. Isso tem que acontecer com uma, duas, três, quatro pessoas e, assim, sucessivamente. Não existe qualidade sem números que a atestem. Isso é utopia. Não vou desapegar. Eu sou um Numerati e a beBee deve ter vários Numerati como seus integrantes, para fazer com qualidade todos os dias. No Marketing da beBee, só tem Numerati.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #10 Franciane Nunes Paciência Torres
    #9@César de Souza, números são importantes? Sim, são! Mas não são essenciais e nem definem a qualidade do nosso trabalho. E, além do mais, há diferença entre o número de curtidas ou de relevâncias, no caso da beBee, e o número de seguidores. Se você pegar o seu número de seguidores, seja aqui na beBee ou em outra rede social, quantos, de fato, curtem seu trabalho? Quantos, de fato, te acompanham? Quantos, de fato, elogiam o que você faz? Todo mundo segue alguém por que se identifica com um artigo ou algo que posta, isso significa que você fez um trabalho de qualidade, mas para continuar fazendo todo mundo seguir é preciso continuar na qualidade, senão você se perde querendo só números, a qualidade vai se esvaindo e a o que fica são apenas números. E, no mais, números....métricas...seja o que relacionado a números, não servem de argumentos sólidos para "vender" ou para você "se vender". Desapega um pouco dos números e foque mais na qualidade.
    César de Souza
    27/01/2017 #9 César de Souza
    @Luizia Patrício e @Franciane Nunes Paciência Torres. A importância dos números fica bem evidente no Parágrafo 11. O detalhismo da métrica, informando que ao menos uma vez por dia, 44% dos usuários apertam o botão Curtir. E, depois, os números de quem acha interessante, engraçado ou diferente. Informações importantíssimas, para dar suporte à um trabalho.
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #8 Carlos Souza Ribeiro
    #7 Thank you @Stephane 🐝 Fenner for following me and it really is an interesting subject and that we should analyze in every way and, science does its part, contributing with expert studies, like the video you sent me. But as I am a spiritualist and through ten years of studies, I also feel the right to observe in a deeper way and that brings positive results, at least in those I have known and also in my own experience. The "Good" and the "Evil" that arose during these centuries, in relation to science and technology, were necessary for the very growth of the Human being and his intelligence. The example that I can cite is the countries that had their internal or external wars, and after that emerged prosperous countries and cultures enviable. So as not to extend my commentary, I Carlos, I understand that all scientific studies are necessary, but at the same time reinforce a study that many do not believe and do not have the courage to abort them that is the Spiritual Study of any subject that Involve the human being. I'm already following you and I'll confess something, how good it is to expose our ideas of any subject, respecting the opinions of other people, congratulations to all who put their comments here, thank you once more!
    Stephane 🐝 Fenner
    26/01/2017 #7 Stephane 🐝 Fenner
    @Carlos Souza Ribeiro Interesting points. I would ad that some studies show many people are addicted to social media. They keep posting because they feel recognized or rewarded when they receive likes and comments. Apparently these "rewards" act like coffee, alcool or drugs. It makes your brain product dopamine.
    Watch this video at around 2:30 and 3:10 www.youtube.com/watch?v=HK97VG-m3W0 Great video on millennials!
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #6 Carlos Souza Ribeiro
    Once again thank you for your comments and you do not know the importance of diverse and relevant opinions that serve for our spiritual growth, thank you my friend @CityVP 🐝 Manjit
    CityVP 🐝 Manjit
    26/01/2017 #4 CityVP 🐝 Manjit
    #2 Carlos once upon a time 50 year ago people said "we really cannot blame Cigarettes for the behaviours of many users". The reality here is not about the users but the use. If social media is akin to weed, this is how I go about smoking it. It is not for me to judge how others use social media, but since the words I type here actually emanate from my thinking - I am seeing my thinking, but am I thinking about that. Likewise what you write may correspond to what thoughts you have, or it may simply be marketing spin or a social image - that is a personal choice which each of us make. I am the voice of the 21st Century because I am present to my own voice and sometimes I am even more present to my silence. That is the value for me of being "be men of the present".
    Oscar Gomez Amento
    26/01/2017 #3 Oscar Gomez Amento
    Estou totalmente de acordo ...compartilho
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #2 Carlos Souza Ribeiro
    #1 Thank you @CityVP 🐝 Manjit for your comment, and we really can not blame Social Networks for the behaviors of many users, but I believe it came to many, as a platform for help, both personal and professional. It is clear that some members psychologically, end up being influenced by many negative news and that does not add up to anything, but there, it is up to each one, to know how to choose what he wants to read and see. There is a teaching in the Messiah that says "Be Men of the Present," so we have to keep up with science and technology, otherwise we are left behind, but it can bring positive benefits to all of us human beings, hugs!
    CityVP 🐝 Manjit
    26/01/2017 #1 CityVP 🐝 Manjit
    Carlos, it is interesting you bring up "Ideal Self" Hazel Markus and Paula Nurius. They describe the concept but I say it does not have to be a way of life - but serve as a warning or concern the same way Marshall McLuhan wrote about the electric age.

    I have a name for comments, I call them "brainfarts", because unless we are thinking about the nature and meaning of our own thinking, then we are only socializing and if we are merely socializing then what my kids are doing makes far more sense - because they use snapchat. When they socialize snapchat deletes the resulting conversations - so for my kids, it is no different to chatting with a friend without that friend recording every word of the conversation. This is an extension of their friendships - my kids are not an extension of social media. Nor are the students that are a part of my club at college.

    The dogma of why we follow and why we share is a belief system. When it comes to my life, I have a responsibility to myself to continuously see what is the root or foundation of my own belief and whether I am conditioned by an external medium. If I am conditioned by an external medium - I become a slave to the digital media slave-owners (Facebook does a great job here).
  2. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    27/09/2016
    POSICIONAMENTO DO CANDIDATO AO RECEBER FEEDBACK DE ENTREVISTA DE EMPREGO
    POSICIONAMENTO DO CANDIDATO AO RECEBER FEEDBACK DE ENTREVISTA DE EMPREGOMuito se fala sobre as empresas que não retornam a resposta de um processo seletivo ao candidato. Assim como o pretendente a uma vaga é convidado a participar da seleção de uma vaga de trabalho, as empresas deveriam via de regra, agradecer ao...
    Relevant

    Comments

    Maria Efigenia Santana Cruz
    06/10/2016 #15 Maria Efigenia Santana Cruz
    #14 verdade
    manoel getulio
    03/10/2016 #14 manoel getulio
    Tbm concordo com esse raciocínio, pois quando um cidadão se dispõem a fazer uma entrevista, ele se enche de expectativa, e acaba sendo frustrado por falta do retorno.
    Flávio Rodrigues Vieira
    27/09/2016 #12 Flávio Rodrigues Vieira
    @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira quando eu li meu comentário novamente, achei que ficou áspero e com muita emoção, pois é algo que eu sofri, só queria demonstrar que estamos no mesmo barco. ^^ kkk
    Marcos Vinicius Fernandes Ferreira
    27/09/2016 #10 Anonymous
    Estamos completamente de acordo @Flávio Rodrigues Vieira. Inclusive quanto ao fato de que problemas que existem (e nao podemos negar) e de que a mudança deve partir de nós! Creio que não discordamos em nenhum momento! ;)
    Marcos Vinicius Fernandes Ferreira
    27/09/2016 #9 Anonymous
    É isso aí @Franciane Nunes Paciência Torres! É preciso lutar pelas mudanças e, sobretudo, dar o exemplo!
    Flávio Rodrigues Vieira
    27/09/2016 #8 Flávio Rodrigues Vieira
    @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira esse é o ponto, talvez possa ter me interpretado errado, a mudança começa em nós, para assim o próximo também mudar, não é necessário agir com desprezo ou com indiferença, o fato é seguir adiante, obrigado por escutar e ter discernimento para apontar com extrema coerência o seu ponto de vista.
    Marcos Vinicius Fernandes Ferreira
    27/09/2016 #7 Anonymous
    Concordo plenamente com você @Flávio Rodrigues Vieira! E a luta pela mudança, como você mesmo e a @Cyntia Gonzales disseram, é absolutamente legítima! Ainda sim, independentemente do comportamento que possam ter as empresas em relação a nós, tenho a convicção que ser cordial e buscar ter uma postura exemplar sempre que possível, nos torna melhores profissionais e seres humanos.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/09/2016 #6 Franciane Nunes Paciência Torres
    Ser educado e deixar uma ótima impressão é essencial, tanto para os recrutadores quanto para o profissional que participa de uma seleção. No mundo corporativo se faz necessário ter educação e uma boa inteligência emocional, além de empatia. Tudo o que a @Cyntia Gonzales, escreveu é a realidade atualmente, e o que o @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira, e o Flávio disseram, concordo plenamente, é preciso haver uma mudança de postura imediatamente.
    Flávio Rodrigues Vieira
    27/09/2016 #5 Flávio Rodrigues Vieira
    @Cyntia Gonzales concordo plenamente, gosto de estudar o comportamento humano, verificar seus anseios, fica fácil de conduzir uma organização quando damos a real importância a toda voz dentro e fora da organização, luto dia após dia para mostrar isso a gestores e empreendedores.
    Cyntia Gonzales
    27/09/2016 #4 Cyntia Gonzales
    #3 Mas é isso que precisamos lutar para mudar!
    Recursos Humanos e Depto. Pessoal não são a mesma coisa.
    Infelizmente, empresas e profissionais ainda não distinguem um do outro.
    Flávio Rodrigues Vieira
    27/09/2016 #3 Flávio Rodrigues Vieira
    @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira concordo com oque diz Marcos, mas tendo em vista que no Brasil não existe recursos humanos e sim um departamento pessoal, onde pessoas são somente números, por muitas vezes você não recebe o tão necessário feedback.
    Flávio Rodrigues Vieira
    27/09/2016 #2 Flávio Rodrigues Vieira
    quando me coloquei a disposição do mercado, decidi por conta própria não participar mais de processos seletivos, pois os mesmos são extremamente engessados, posso falar com extrema convicção e clareza, pois participei de alguns processos de multinacionais e o problema é o mesmo, agora como gestor, toda vez em que preciso de um profissional para trabalhar em nosso escritório, prefiro dizer oque eu quero dele na organização e o coloque em uma estação de trabalho, de 10 pessoas, 6 tomam isso como afronta e desistem logo de cara, ou seja são pessoas que estão ali por um salário e não por crescimento profissional, agora nossa assertividade é muito maior, tanto que não contratamos mais ninguém a pelo menos 6 meses, muitas empresas pecam nesse sentido, o curriculum é algo de extrema importância, mas contratar alguém somente por isso, sem testar sua velocidade e capacidade, tanto mental quanto física, na minha opinião é perca de tempo e dinheiro, o feed-back para a organização é viável desde que a mesma tenha ombridade em pelo menos lhe enviar um email de retorno, muitas empresas não o fazem, como a frase " quem muito abaixa a cabeça, acaba mostrando o rabo" .
    Marcos Vinicius Fernandes Ferreira
    27/09/2016 #1 Anonymous
    Completamente de acordo @Cyntia Gonzales! Mostrar o mínimo de cordialidade e respeito, além de ser algo estratégico, é o que recomenda a boa educação! Conheço mais de um caso de pessoas que não foram selecionadas em um primeiro momento e, no entanto, voltaram a ser chamados mais tarde, imediatamente quando surgiu uma nova oportunidade!
  3. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    23/09/2016
    PARA OS 10 PRIMEIROS - ANÁLISE DISC E GRAFO NA FAIXA!
    PARA OS 10 PRIMEIROS - ANÁLISE DISC E GRAFO NA FAIXA!Dizem que quanto mais ensinamos, mais aprendemos, não é verdade?Assim, resolvi fazer todo mês 10 análises para vocês, queridas abelhas!Então, se você está curioso para saber o resultado de sua análise DISC e um pouco da sua análise GRAFOLÓGICA, me...
    Relevant

    Comments

    Cyntia Gonzales
    27/09/2016 #3 Cyntia Gonzales
    #1 rsss... vc precisa me aceitar primeiro...rssss
    Cyntia Gonzales
    27/09/2016 #2 Cyntia Gonzales
    #1 Vou te mandar uma msg
    Roberta Distrutti
    26/09/2016 #1 Roberta Distrutti
    Oi Cyntia, gostaria de ter o meu DISC feito.

    Como devo proceder?
  4. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    19/09/2016
    O TRABALHO E O ESTRESSE.
    O TRABALHO E O ESTRESSE.Coloca o despertador para as cinco horas! Providencie tudo na noite anterior, porque a hora voa! Não esqueça os compromissos! Não tem espaço na agenda para marcar um médico; é preciso, mas não dá tempo. E assim, os dias vão passando...
    Relevant
  5. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    19/09/2016
    O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER.
    O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER.Somos tão cobrados desde o começo de nossas vidas.... Na escola, para ter notas altas e ótimo desempenho fora que, ir treinando nossas aptidões para desde cedo, saber o que queremos ser quando crescer. Sabe, eu tinha um sonho. Eu...
    Relevant

    Comments

    Marcos Vinicius Fernandes Ferreira
    19/09/2016 #1 Anonymous
    Ótimo @Cyntia Gonzales! Como você, estou em vias de completar 40 anos e muitas vezes na minha vida fiz os mesmos questionamentos. Hoje trabalho com algo que não é estritamente ligado a minha formação (mesmo porque não há muitas alternativas para quem se formou em Artes Plástica). Ainda assim tenho o privilégio de ter um trabalho que considero bacana e que me permite ter autosuficiência, me dando a possibilidade de continuar buscando formas de realizar meus sonhos. Vivo, como você mesma mencionou no outro texto, “um dia após o outro”.
  6. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    15/09/2016
    DISC e suas dominâncias.
    DISC e suas dominâncias.Através do preenchimento de grupos de frases ou palavras (o que pode variar, mas na verdade, tudo tem o mesmo resultado), é realizado um mapeamento e deste surge um gráfico, apontando as características da personalidade do analisado. São...
    Relevant
  7. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    15/09/2016
    O Símbolo e seu significado
    O Símbolo e seu significadoA profissão do Assistente Social no Brasil até hoje é uma luta diária dentre tantas lacunas sociais que nos traz ao dia a dia.Conforme orientação do CFESS, este símbolo representa o caráter da justiça social; É a busca árdua e incessante destes...
    Relevant
  8. ProducerCyntia Gonzales

    Cyntia Gonzales

    14/09/2016
    A Análise DISC
    A Análise DISCDesde que conheci a ferramenta DISC, nunca mais me separei dela. É um ótimo braço para a área de seleção e treinamento de colaboradores, dentre outras tantas áreas. William Marstom em sua máxima nos estudos da personalidade humana,...
    Relevant

    Comments

    Cristiane Bittencourt Spinelli
    15/09/2016 #4 Cristiane Bittencourt Spinelli
    Muito boa essa ferramenta. Me certifiquei como Analista DISC e, realmente os resultados são bastante expressivos.
    Cyntia Gonzales
    15/09/2016 #3 Cyntia Gonzales
    #2 Marcelo de Elias Consultoria
    Priscila MESQUITA
    14/09/2016 #2 Priscila MESQUITA
    pode me indicar um lugar para fazer o treinamento da ferramenta Disc?
    Breno Barreto
    14/09/2016 #1 Anonymous
    Muito bom, @Cyntia Gonzales! Não conhecia a ferramenta DISC. Obrigado por compartilhar! :)