logoSign upLog in
Idioma Brasil- Profesor de Portugués en Buenos Aires - beBee

Idioma Brasil- Profesor de Portugués en Buenos Aires

~ 100 buzzes
Este és un espacio donde podras encontrar tu profesor de portugués, Asi como sugerencias de materiales de estudios para aprender con seguridad el idioma.
Buzzes
  1. ProducerCarlos Souza Ribeiro
    Psicologia: Porque somos viciados em redes sociais?
    Psicologia: Porque somos viciados em redes sociais?Vamos fazer uma enquete. Quem já curtiu um vídeo com filhotes fofos ou compartilhou um artigo antes de ler porque o título parecia interessante? Não precisa ter vergonha, todos nós já fizemos isso. Por mais racionais que sejamos, há algo mais forte...
    Relevant

    Comments

    Henri Galvão
    01/02/2017 #15 Henri Galvão
    muito bacana a análise, principalmente a parte que fala do "Eu ideal". afinal, um bom ponto de partida, quando se fala de qualquer coisa que seja social (online ou não) é o quanto isso é importante pra reforçar o nosso senso de identidade.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #14 Franciane Nunes Paciência Torres
    #13 Estamos aqui debatendo uma coisa que não vai chegar a um lugar muito longe, pois é como você disse, @César de Souza, temos discordâncias iguais.
    César de Souza
    27/01/2017 #13 César de Souza
    #12 Não temos visões diferentes @Franciane Nunes Paciência Torres. Temos discordâncias iguais. Toda unanimidade é estúpida.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #12 Franciane Nunes Paciência Torres
    #11 Temos visões completamente diferentes, @César de Souza, e isso é bom. O que seria da humanidade se todo mundo concordasse entre si.
    César de Souza
    27/01/2017 #11 César de Souza
    #10 Rs. Seguidores não são confiáveis, na forma de pensar. O que eles fazem, sim. Qualidade em Rede Social não garante admiração ou reconhecimento, mas Famosidade garante. Diferente do que você acha da minha visão, eu sou adepto à qualidade, sempre. Só que eu não melhoro, eu não desenvolvo e eu não aperfeiçoo se não tiver retorno, 'feedback'. Só existe qualidade quando alguém que 'comprou', disse isso, atestou. Isso tem que acontecer com uma, duas, três, quatro pessoas e, assim, sucessivamente. Não existe qualidade sem números que a atestem. Isso é utopia. Não vou desapegar. Eu sou um Numerati e a beBee deve ter vários Numerati como seus integrantes, para fazer com qualidade todos os dias. No Marketing da beBee, só tem Numerati.
    Franciane Nunes Paciência Torres
    27/01/2017 #10 Franciane Nunes Paciência Torres
    #9@César de Souza, números são importantes? Sim, são! Mas não são essenciais e nem definem a qualidade do nosso trabalho. E, além do mais, há diferença entre o número de curtidas ou de relevâncias, no caso da beBee, e o número de seguidores. Se você pegar o seu número de seguidores, seja aqui na beBee ou em outra rede social, quantos, de fato, curtem seu trabalho? Quantos, de fato, te acompanham? Quantos, de fato, elogiam o que você faz? Todo mundo segue alguém por que se identifica com um artigo ou algo que posta, isso significa que você fez um trabalho de qualidade, mas para continuar fazendo todo mundo seguir é preciso continuar na qualidade, senão você se perde querendo só números, a qualidade vai se esvaindo e a o que fica são apenas números. E, no mais, números....métricas...seja o que relacionado a números, não servem de argumentos sólidos para "vender" ou para você "se vender". Desapega um pouco dos números e foque mais na qualidade.
    César de Souza
    27/01/2017 #9 César de Souza
    @Luizia Patrício e @Franciane Nunes Paciência Torres. A importância dos números fica bem evidente no Parágrafo 11. O detalhismo da métrica, informando que ao menos uma vez por dia, 44% dos usuários apertam o botão Curtir. E, depois, os números de quem acha interessante, engraçado ou diferente. Informações importantíssimas, para dar suporte à um trabalho.
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #8 Carlos Souza Ribeiro
    #7 Thank you @Stephane 🐝 Fenner for following me and it really is an interesting subject and that we should analyze in every way and, science does its part, contributing with expert studies, like the video you sent me. But as I am a spiritualist and through ten years of studies, I also feel the right to observe in a deeper way and that brings positive results, at least in those I have known and also in my own experience. The "Good" and the "Evil" that arose during these centuries, in relation to science and technology, were necessary for the very growth of the Human being and his intelligence. The example that I can cite is the countries that had their internal or external wars, and after that emerged prosperous countries and cultures enviable. So as not to extend my commentary, I Carlos, I understand that all scientific studies are necessary, but at the same time reinforce a study that many do not believe and do not have the courage to abort them that is the Spiritual Study of any subject that Involve the human being. I'm already following you and I'll confess something, how good it is to expose our ideas of any subject, respecting the opinions of other people, congratulations to all who put their comments here, thank you once more!
    Stephane 🐝 Fenner
    26/01/2017 #7 Stephane 🐝 Fenner
    @Carlos Souza Ribeiro Interesting points. I would ad that some studies show many people are addicted to social media. They keep posting because they feel recognized or rewarded when they receive likes and comments. Apparently these "rewards" act like coffee, alcool or drugs. It makes your brain product dopamine.
    Watch this video at around 2:30 and 3:10 www.youtube.com/watch?v=HK97VG-m3W0 Great video on millennials!
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #6 Carlos Souza Ribeiro
    Once again thank you for your comments and you do not know the importance of diverse and relevant opinions that serve for our spiritual growth, thank you my friend @CityVP 🐝 Manjit
    CityVP 🐝 Manjit
    26/01/2017 #4 CityVP 🐝 Manjit
    #2 Carlos once upon a time 50 year ago people said "we really cannot blame Cigarettes for the behaviours of many users". The reality here is not about the users but the use. If social media is akin to weed, this is how I go about smoking it. It is not for me to judge how others use social media, but since the words I type here actually emanate from my thinking - I am seeing my thinking, but am I thinking about that. Likewise what you write may correspond to what thoughts you have, or it may simply be marketing spin or a social image - that is a personal choice which each of us make. I am the voice of the 21st Century because I am present to my own voice and sometimes I am even more present to my silence. That is the value for me of being "be men of the present".
    Oscar Gomez Amento
    26/01/2017 #3 Oscar Gomez Amento
    Estou totalmente de acordo ...compartilho
    Carlos Souza Ribeiro
    26/01/2017 #2 Carlos Souza Ribeiro
    #1 Thank you @CityVP 🐝 Manjit for your comment, and we really can not blame Social Networks for the behaviors of many users, but I believe it came to many, as a platform for help, both personal and professional. It is clear that some members psychologically, end up being influenced by many negative news and that does not add up to anything, but there, it is up to each one, to know how to choose what he wants to read and see. There is a teaching in the Messiah that says "Be Men of the Present," so we have to keep up with science and technology, otherwise we are left behind, but it can bring positive benefits to all of us human beings, hugs!
    CityVP 🐝 Manjit
    26/01/2017 #1 CityVP 🐝 Manjit
    Carlos, it is interesting you bring up "Ideal Self" Hazel Markus and Paula Nurius. They describe the concept but I say it does not have to be a way of life - but serve as a warning or concern the same way Marshall McLuhan wrote about the electric age.

    I have a name for comments, I call them "brainfarts", because unless we are thinking about the nature and meaning of our own thinking, then we are only socializing and if we are merely socializing then what my kids are doing makes far more sense - because they use snapchat. When they socialize snapchat deletes the resulting conversations - so for my kids, it is no different to chatting with a friend without that friend recording every word of the conversation. This is an extension of their friendships - my kids are not an extension of social media. Nor are the students that are a part of my club at college.

    The dogma of why we follow and why we share is a belief system. When it comes to my life, I have a responsibility to myself to continuously see what is the root or foundation of my own belief and whether I am conditioned by an external medium. If I am conditioned by an external medium - I become a slave to the digital media slave-owners (Facebook does a great job here).
  2. ProducerVera Tomaz

    Vera Tomaz

    20/05/2016
    O Prédio do Nova América
    O Prédio do Nova AméricaDesde que comecei a ir para Del Castilho - Zona Norte do Rio de Janeiro - para pegar o metrô até o Centro do Rio, fiquei curiosa ao ver a arquitetura do prédio onde funciona o Shopping Nova América. Chamou minha atenção o fato do shopping ser...
    Relevant
  3. Vera Tomaz

    Vera Tomaz

    19/05/2016
    XII PLE-RJ E O 3º CPLI

    14, 15 E 16 DE SETEMBRO DE 2016
    NA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. - Niterói, RJ

    AS INSCRIÇÕES FORAM PRORROGADAS PARA O DIA 30 DE MAIO.
    Vera Tomaz
    Apresentação
    www.plerj.uff.br Joomla! - O sistema dinâmico de portais e gerenciador de...
    Relevant