3 atitudes de seletividade que se não aplicadas têm o poder de acabar com o seu sonho de sucesso!

Com quem andamos, o que vemos e ouvimos é nossa escolha.

3 atitudes de seletividade que se não aplicadas têm o poder de acabar com o seu sonho de sucesso!A má notícia é que não vivemos apartados do mundo e de certa forma por uma questão de existência estamos expostos e sujeitos ao ataque inesperado de notícias que insistem em roubar nossa energia.


E isso independe de nossas crenças, condição social, sexo, raça, idade, formação acadêmica, sim todos estamos na mira desta artilharia.

É crise, violência, corrupção, caos da educação, descaso com a saúde, maus tratos aos idosos, crianças abandonadas, desemprego, falências, enfim... tem bala para todo tipo de calibre e tiro para todos os lados.  

Certo é que a trincheira da vida é para os fortes, para os determinados, estrategistas e focados.

Mas temos a boa notícia também… por uma questão de decisão e escolha, podemos nos manter firme e focados nos nossos propósitos usando a sabedoria da seletividade.

Escolher o que ler, o que ouvir, com quem conviver, sobre qual assunto conversamos é a melhor forma de alimentarmos a nossa mente e nos mantermos energizados para a batalha que é ferrenha.

O empreendedor que sabe qual é o seu ponto “A” e que não tira os olhos do ponto “B” que é o seu objetivo, este jamais perde o FOCO e não se distrai com a artilharia do mal.

Quer vencer a batalha do dia a dia e se manter firme no propósito de vencer a guerra travada entre o INSUCESSO E O SUCESSO? Então opte em fazer as escolhas corretas.

3 atitudes de seletividade:

“Me diga com quem andas e direi quem tu és” .

Normalmente somos a média das 5 pessoas que escolhemos conviver o maior tempo de nossas vidas.

Se o teu círculo de amizades tem mais pessoas pessimistas do que otimistas, secundarize alguns “sangue sugas” que estão roubando a sua boa energia, eleja e privilegie estar mais tempo ao lado dos otimistas, em geral são pessoas mais bem preparadas para a guerra.

Olhe para os vencedores e esteja colado neles.

“O que entra por um ouvido sai pelo outro”

Em geral não é assim… Quase sempre o que entra pelos ouvidos ou estaciona na mente, ou desce ao coração. E o que você