Breno Barreto en Empreendedores e Empresários, Diretores e Executivos, beBee em Português Account Executive • beBee 5/10/2016 · 3 min de lectura · 1,9K

“LinkedIn espanhol” ferroa a Big Apple

“LinkedIn espanhol” ferroa a Big Apple


Com poucos anos de vida, o beBee, rede social espanhola de affinity networking, voa até os EUA com o objetivo de se tornar a “primeira plataforma social espanhola global”


JOSÉ A. GONZÁLEZ. MADRI. Em 1931, o historiador americano James Truslow batizou os EUA como a terra das oportunidades, onde os sonhos se tornam realidade. 85 anos mais tarde, uma empresa espanhola com sede em Alcobendas (Madri) aterrissa no coração da Big Apple para abrir uma lacuna no mercado das redes sociais.


Javier Cámara, co-fundador e CEO do beBee, em entrevista ao jornal El Correo
"Estamos muito animados, estamos nos instalando em frente ao touro de Wall Street".


Com mais de 11 milhões de usuários em todo o mundo, os zumbidos desta abelha espanhola vêm sendo ouvidos fortemente nos Estados Unidos: "temos 150.000 usuários e soa interessante. Se funcionar lá, será por algum motivo", acrescenta.


O beBee é uma rede social de afinidade cujo principal objetivo é conectar seus usuários com base em sua profissão e seus hobbies. "Trouxemos a vida real ao mundo digital. No face a face são fechados melhores negócios, melhores relações pessoais são construídas e isso acontece porque temos algo em comum", diz o executivo do beBee. Trata-se de uma nova maneira de se conectar à Internet, que os criadores da plataforma denominam “Affinity networking”. Entre as mais de 22.000 colmeias (grupos de afinidade), 11 milhões de abelhas (usuários) se integram. O beBee torna possível estabelecer conexão com pessoas que compartilham gostos e interesses.


Compartilhar afinidades é a chave para entender como funciona o beBee”, assegura Cámara novamente para enfatizar as diferenças com outras redes sociais. Apesar de reunir características próprias do Facebook e do LinkedIn, o beBee também possui um espaço gratuito para vagas de emprego. "O trabalho para nós não é tudo. Não há nenhum tipo de cobrança, esse não é nosso modelo de negócio", lembra.


Algoritmo premiado


Durante seu primeiro ano em funcionamento, cerca de 25.000 empresas publicaram suas ofertas de emprego no beBee, para as quais 400.000 usuários conseguiram ser selecionados ou pré-selecionados dentro dos diferentes modelos de contrato de trabalho.


Numa época em que a inteligência artificial e o uso de alguns algoritmos estão sendo questionados, como acontece com o Facebook, o projeto do beBee recebeu um prêmio concedido pelo Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Industrial no âmbito do Ministério de Economia espanhol.


Graças ao Affinity Rank, na startup espanhola “o usuário tem o poder”. Através de conexões na plataforma e "independentemente de quem você segue" o conteúdo mostrado aos usuários está ligado a suas afinidades. "No seu mural aparece apenas conteúdo que interessa a você", afirma.


Elogiado por prestigiados meios de comunicação internacionais, o beBee pode ser considerado a próxima startup unicórnio espanhola (empresas que valem US$ 1 bilhão). “E por que não?", pergunta Cámara, embora cauteloso com os elogios que recebe do exterior.


"É muito difícil ser uma startup bem sucedida na Espanha. O principal problema é a falta de financiamento e o ambiente econômico não é o mais adequado. Além disso, há muita burocracia para abrir uma empresa e pouca ajuda ao empreendedor".


Com presença física na Espanha e nos Estados Unidos, a rede social de Javier Cámara e Juan Imaz começa a abrir portas também em mercados como México, Brasil, Índia e Reino Unido. Isto exige "saber onde está chegando e ter um especialista no mercado local", diz Javier. Assim nasceu o projeto beBee Ambassadors, uma ideia inovadora para crescer e continuar criando “colmeias em todos os lugares do planeta”.


“São as pessoas que promovem o beBee em outras plataformas de forma altruísta".


O projeto, nascido este ano, por enquanto conta com pouco mais de 10 embaixadores, mas é uma iniciativa aberta a todos os usuários da plataforma que atenderem a uma série de requisitos. Em troca, o beBee oferece um número de ações que poderão ser utilizadas em caso de Oferta Pública Inicial ou de venda da empresa a terceiros.


Polinizando os EUA


J.A. González. MADRI.


Com apenas um mês em Nova Iorque, o beBee já começa a buscar seu espaço entre as grandes empresas da Big Apple. "Procuramos financiamento para crescer nos EUA. Competimos com empresas de 8.000 funcionários e nós temos 65", pondera Cámara.


A primeira oportunidade surgiu no último verão com a ajuda da União Europeia. beBee viajou para o Vale do Silício, epicentro das grandes tecnologias, para obter financiamento.


Lá estiveram Javier Cámara e Juan Imaz, fundadores do beBee, acompanhados por Matt Sweetwood, novo CEO da rede social nos Estados Unidos. "Lá, para expandir negócios, é absolutamente essencial contar com alguém que conheça o mercado. Para isso, Matt é perfeito, é um Social Media Expert", assinala.


Um desafio que o CEO aceita com bastante interesse e cautela. "O principal desafio nos EUA é difundir o que estamos fazendo. Há muito ‘barulho’, muita mídia, existem muitas redes sociais. Os americanos são constantemente bombardeados por novos conceitos. Fazer com que se conheça a mensagem do beBee é o principal desafio. Tratar de alcançar esse objetivo é um grande desafio", explica Sweetwood a Innova+.


A queda por Matt veio através de uma das colmeias do beBee. "Eu conheci a plataforma depois de ler um artigo em um blog. Então eu percebi que em uma única plataforma poderia fazer tudo o que vinha fazendo em outras. Conciliar os meus interesses, transformando-os em uma marca pessoal e compartilhar tudo isso com os outras pessoas".


Artigo publicado no dia 28 de setembro de 2016, extraído do jornal El Correo e traduzido pelo beBee.



Oi @Geraldo Rabelo! Que legal você está curtindo o beBee! E você já pode configurar para o português brasileiro se quiser. É só abrir o menu que aparece quando você clica na sua foto de perfil e marcar configuração... irá surgir uma janelinha para selecionar o idioma. 😉

+2 +2
Geraldo Rabelo 5/10/2016 · #5

Que o brasil seja premiado com beBee em português..em espanhol já é demais.

+3 +3

Sempre digo que os propósitos se atraem e, talvez, por este motivo estou aqui inserida nesta rede. Gosto muito da proposta do beBee, admiro demais a humildade e participação de toda equipe operacional e estratégica do beBee, interagindo com os usuários. Nós acreditamos no beBee e isso faz muita diferença. Boas vibrações e parabéns!

+5 +5

Esse algoritmo reflete a ideologia da empresa e revela uma nova forma de fazer networking! beBee tá de parabéns por oferecer algo muito além do que se pode esperar de uma rede social! Nota 10!

+6 +6