Bruno Pinto en Estudantes, Comunicação e Jornalismo, Universitários Assistente de Serviços de Comunicação • Câmara Municipal de Jaboticabal 9/11/2016 · 3 min de lectura · +800

Eleições para presidente dos EUA, data duvidosa e sombria.

Acordo e olho para o céu, tem cara de que será um dia como todos os outros, o céu está sem nuvem alguma, e o sol já está ardendo, mas o que não conseguimos reparar são as andanças das nuvens lá em cima, a umidade do ar, uma nuvem que ameaça chuva, ou até pancadas no fim da tarde, todos esses detalhes fazem do dia, único. O universo está em constante movimento e mudança. E achamos que por ficarmos parados as coisas ficarão do mesmo jeito. Engana-se quem pensa assim, poucos dias são capazes de reservar notáveis surpresas e de um dia para o outro, relevantes modificações. Cuja as mesmas podem ser para o bem ou mal, isso é conferido ao fim do dia, mas no caso do assunto em destaque será atestado daqui quatro anos.


Eleições para presidente dos EUA, data duvidosa e sombria.

Foi o que aconteceu nessa manhã quando acordamos com a notícia de que Donald Trump venceu as eleições para a presidência dos Estados Unidos da América. Isso se chama política, onde se faz ganhador aquele que consegue ter maior articulação entre seus eleitores, e talvez deixe parte da população insatisfeita por ter sido uma competição acirrada. Resta agora esperar para ver como será o governo com a entrada do 45º presidente dos EUA, e torcer para que o mesmo afete de forma positiva aqui no Brasil. Apesar de não ter experiência com política, em comparação com a veterana Hilary Clinton com a qual competia, Trump venceu com maioria dos 270 colegiados eleitorais e com diferença de 2% entre os dois.

Eleições para presidente dos EUA, data duvidosa e sombria.

Durante a campanha, Trump fez declarações polêmicas que deixaram não só os estadunidenses apreensivos, mas o mundo inteiro. Por conta de uma política mais conservadora e hostil talvez. E essa manhã foi reflexo desse resultado, a notícia do resultado das eleições para presidência dos EUA teve repercussão mundial e agitaram o início dessa quarta-feira. Dólar no Brasil teve aumento de mais de 2% no início do dia de hoje; peso mexicano caiu mais de 13% em relação ao dólar, maior queda desde a Crise da Tequila em 1994; e registrou queda nas bolsas da Ásia e Europa, o principal índice japonês fechou em queda de mais de 5%, na Europa, as bolsas abriram o dia em baixa, o índice geral da Bolsa de Valores de Londres, o FTSE-100, por exemplo, abriu baixa de 2,12%, na Itália, o índice seletivo da Bolsa de Valores de Milão, o FTSE MIB, abriu em forte baixa de 3%, na Alemanha, o principal índice da Bolsa de Valores de Frankfurt, o DAX, abriu em queda de mais de 4% em Paris, o CAC-40, caía mais de 2,86% após a abertura, em Portugal, a Bolsa de Lisboa perdia 3% no início dos negócios e em Madri, o índice Ibex-35 registrava baixa de 1,52%; protestos na Califórniasite de imigração do Canadá colapsa com possível vitória de Trump.


Eleições para presidente dos EUA, data duvidosa e sombria.

Trump divide opiniões entre apoiadores e odiadores, por conta das muitas declarações e posicionamentos polêmicos, conservadores e tradicionais, confira dez declarações bem polêmicas de Trump, e tire suas próprias conclusões sobre esse assunto.

01. Muro nas fronteiras.

"Quando o México manda seu povo aos Estados Unidos, eles mandam pessoas que têm um monte de problemas e trazem estes problemas para nós. Eles trazem as drogas, trazem o crime, são estupradores. E alguns deles, eu confesso, são boas pessoas. Eu iria construir um muro. E ninguém mais entraria ilegalmente. Eu faria o México pagar por isso."

02. Petróleo.

"O Estado Islâmico acaba de construir um hotel na Síria. Dá para acreditar nisso? Quando eu tenho que construir um hotel, pago taxas. Eles recolheram o petróleo. Eu disse que nós tínhamos que ter tomado o petróleo quando fomos ao Iraque."

03. Atentados de Paris.

"Se as pessoas que foram mortas em Paris tivessem armas, pelo menos eles teriam uma chance de lutar. Não é interessante que esta tragédia tenha ocorrido em um dos países com uma das leis de armas mais duras do mundo? Lembrem-se: onde ter armas é um delito, só os delinquentes as possuem."

04. Líbia.

"Só estou interessado na Líbia se nós ficarmos com o petróleo. Se não, não tenho interesse."

05. Estado Islâmico.

"Eu digo que temos que derrotar o EI tirando a sua riqueza. Retiremos todo o seu petróleo. Assim que alguém for lá e recolher todo aquele petróleo, eles não terão mais nada. Você os bombardeia até mandá-los ao inferno, cerca-os e então você entra. E deixe que entrem lá a Mobil e nossas grandes empresas de petróleo."

06. Aquecimento Global.

"O conceito de aquecimento global foi criado por e para os chineses, para que a indústria manufatureira americana não seja competitiva. Nova York está congelante, está nevando. Nós precisamos do aquecimento global!"

07. China.

"É tempo de sermos mais duros com os chineses devido à manipulação de sua moeda e à espionagem. A China será taxada por cada mau passo, e se eles continuarem vamos taxá-los ainda mais."

08. Iraque.

"Funcionários de alto nível do governo me contaram que, antes da invasão do Iraque, os EUA estavam indo ao país atrás de petróleo. O problema é que o país não conseguiu petróleo algum. Qual é a solução? Devemos capturar a reserva de petróleo deles e recuperar nossos gastos."

09.Casamento Gay.

" É como no golf. Muitas pessoas estão começando a usar tacos maiores, que são poucos atrativos. Você vê grandes jogadores com esses tacos enormes porque eles não conseguem mais tirar uma bola da terra com um taco comum. E eu odeio isso. Sou um tradicionalista. Tenho vários amigos fabulosos que vieram a ser gays, mas sou um tradicionalista."

10. Racismo.

“Nosso grande presidente afro-americano não teve exatamente um grande impacto nos bandidos que estão felizes destruindo a cidade.”


Fique a par de assuntos relacionados à eleição do novo presidente dos EUA:

Como a vitória de Trump pode afetar o Brasil?

Líderes Internacionais falam sobre a vitória de Trump.

Desafios para o novo presidente dos Estados Unidos.

Famosos criticam eleição de Trump como presidente.

Memes e Reações da web.
Eleições para presidente dos EUA, data duvidosa e sombria.

                                Por Rob Murphy/Twitter - https://twitter.com/roobmurph/status/796192112014409729



Bruno Pinto 10/11/2016 · #2

Verdade @Luizia Patrício concordo com o que disse! Ainda mais administrar um país que afetam o mundo inteiro haha...obrigado pelo comentário! :)

0
Luizia Patrício 10/11/2016 · #1

Realmente Bruno, todos os países ficaram perplexos com o resultado. Administrar um país não é nada fácil, priorizar melhorias para a população em geral deveria ser o foco. Lamentavelmente tudo que vemos nas políticas são pessoas lutando por seus interesses, a um numero inrelevante,que grita e luta , pelas razões de melhoria do pais. Os mesmos terminam por se "venderem" ou "sofreram ataques até que desistam ". Resta nos torcer para que seja uma boa jornada 4 anos não são 4 dias. Deus no comando!

+1 +1