Bruno Pinto en Tradutores e Intérpretes da LIBRAS, Estudantes, Comunicação e Jornalismo Assistente de Serviços de Comunicação • Câmara Municipal de Jaboticabal 27/9/2016 · 4 min de lectura · 1,2K

Ser Surdo

Ser Surdo


Para os surdos e os envolvidos com a causa, o mês de setembro é especial, pois além de ter várias datas comemorativas, é chamado de Setembro Azul, onde aproveitam para engajar ações e atividades em prol dos Direitos dos Surdos, e sempre em defesa da Educação Bilíngue. Com a mobilização Nacional, o Movimento Surdo ganhou destaque quando entre os dias 19 e 20 de maio de 2011, se manifestaram em grande número em Brasília, a favor das Escolas Bilíngues para surdos, que utilizem a Libras como primeira língua (L1) e língua de instrução.


Ser Surdo

A Fita Azul

A cor azul representa “O Orgulho Surdo”, o “Ser Surdo”, é uma cor viva para mostrar que eles não têm vergonha de serem surdos, homenageando a todos que tiveram sua morte durante o governo da Alemanha nazista, por simplesmente serem classificados como “surdo”. Quando paramos para recordar a opressão que eles sofreram e ainda sofrem, é de se admirar e tem se tornado claro que podem fazer qualquer coisa, exceto ouvir.

Sobre a cor Azul, foi escolhida pelo Dr. Paddy Ladd (surdo), usado em laço de fita na cor azul como símbolo, foi introduzida em Brisbane, na Austrália, em julho de 1999, no XIII Congresso Mundial da Federação Mundial de Surdos. Durante a cerimônia que faz lembrança das vítimas surdos da opressão e Audismo, e a sensibilização da luta dos Surdos e suas famílias ouvintes, através dos tempos.

Desde então os surdos têm usado a fita azul como forma de expressar seu orgulho pela Cultura Surda, própria de um povo, que tem sua própria língua, e que apesar da opressão enfrentada ao longo da história, não se deixam silenciar pelas muitas vozes e línguas faladas, e estão lutando pelo seu espaço na sociedade.

Ser Surdo

Setembro Azul

No dia 21 de setembro tive o prazer de me reunir aos surdos e ouvintes envolvidos à causa, para assistir palestras em comemoração ao Setembro Azul, com o tema: Ser Surdo é um direito meu. Respeitar isso é um dever seu. Que aconteceu na APÁS de Jaboticabal – SP, no bairro Recreio dos Bandeirantes, das 19h30min às 20h30min.

Depois de um breve discurso de abertura onde fomos apresentados às atividades e os colaboradores da casa por meio de fotos, e onde a diretoria do local alertou sobre a falta de participação da família do surdo, que apesar de tentarem, se esforçarem e cobrar, a expectativa era de que o local enchesse, mas que infelizmente não há tanto apoio.