Carlos Souza Ribeiro en Empreendedores e Empresários, beBee em Português, Comerciantes e Vendedores Narrador e Dublador • Editora Zona 10/1/2018 · 2 min de lectura · 2,0K

Ano Novo, Email Marketing Novo: 5 Dicas à Prova de Spam

Ano Novo, Email Marketing Novo: 5 Dicas à Prova de Spam

Quantas vezes verifica a sua caixa de spam? Raramente, nunca? Pois é, a maioria das pessoas também raramente o faz. Um dos grandes desafios do email marketing é evitar que os seus emails vão parar à caixa de spam dos usuários. Se está enviando emails para a sua lista e uma parte deles vai para o spam, está a perder pessoas e potenciais clientes.

Dica #1: Whitelisting

O que é “whitelisting”? Uma whitelist é basicamente uma lista de domínios considerados seguros e legítimos pelos serviços de email (ISP), como o Gmail, Hotmail e Yahoo. Se conseguir estar na lista segura destes serviços de email, haverá menor probabilidade de que os emails que envia parem na caixa de spam dos usuários.

Se usa um serviço de email marketing profissional (uso o E-goi), os seus envios já estarão na whitelist dos principais sistemas de correio. Mas se faz os seus envios à mão, com o seu próprio IP, este artigo explica de que forma pode ter o seu endereço de email e domínio na whitelist do Hotmail. Mesmo assim, se enviar emails demasiado promocionais ou que pareçam spam, o domínio acabará por ser considerado spammer e será removido da lista! Além disso, cada conta de email também tem a sua própria whitelist pessoal.

Aproveite esta flexibilidade para pedir aos usuários que o adicionem à lista, de modo a não perderem emails importantes vindos de você. Quer usem o Hotmail, Gmail, Yahoo ou qualquer outro sistema de correio, os usuários têm sempre a opção de adicionar a pessoa que lhes enviou um email à lista de confiança, portanto peça-lhes! Não perde nada com isso.

Dica #2: Não fale spaminês

Podem existir várias razões pelas quais um email vai parar à caixa de spam, mas por vezes uma delas é simplesmente a maneira como se escreve o email. O Gmail, Hotmail e afins têm detetores automáticos para determinar quando é que um email é considerado spam.

A maioria dos serviços de email marketing incluem opções (ex. “spam score”) para analisar se o conteúdo do email é considerado spam através do código HTML do email ou das palavras usadas. Evite usar muitas repetições de palavras que possam ser promocionais (como “grátis” ou “barato”), n