Cristiane Bittencourt Spinelli in Desenvolvimento Humano, Recursos Humanos, Diretores de RH Coach de vida e relacionamento • Coach Cristiane Spinelli Jul 7, 2016 · 1 min read · 2.2K

FOQUE NAS SEMELHANÇAS E NÃO NAS DIFERENÇAS.

FOQUE NAS SEMELHANÇAS E NÃO NAS DIFERENÇAS.

Hoje, ouvi algo do tipo: "Não gosto daquela mulher". Indaguei: "Por quê?". Como resposta obtive: "Não sei. Não fui com a cara". Indaguei novamente: "Ué! Pré julgamento sem conhecer. O que você ganha com isso?" Como resposta obtive: "Não sei. Mas, acho ela bem diferente de mim e por isso não fui com a cara dela".

OBS: A pessoa tem nível superior com algumas certificações, uma pessoa que já viajou bastante, mas, infelizmente necessita do mais valioso diploma: HUMILDADE.

Vejamos que por atitudes assim, estamos assistindo diversos cenários de guerra, preconceitos, violência, etc. 

O ponto inicial para brigas e desentendimentos:  As diferenças. Seja opção sexual, maneira de se vestir, religião, política, futebol e por aí vai. 

O que ganhamos em analisar somente as diferenças e já "pré-julgarmos", sem antes buscar as semelhanças com o indivíduo, suas qualidades e propósito de vida? Por que o ser humano anda tão reativo?

Por este motivo...hoje, em especial a este fato, me empolguei para escrever este artigo...

Quase sempre, quando somos surpreendidos em um novo grupo, inseridos em uma nova equipe de trabalho, quando somos apresentados ao novo colega de trabalho ou, de repente, uma viagem internacional e que estejamos num lugar diferente, caminhando na rua, seja lá o que for no que diz respeito a relacionamentos... a primeira análise é procurar as diferenças para que possamos mudar o nosso comportamento. OPA! Pare e reflita: Qual a vantagem de começar uma relação com aspectos negativos: buscar as diferenças? Provavelmente você já ouviu "Ele ou ela é muito diferente de mim".

Procure analisar as suas semelhanças com a outra pessoa. Algo que vocês tenham em comum, e tudo isso facilmente poderá ser descoberto com uma simples conversa respeitosa e livre de qualquer tipo de preconceito e rótulos. Que possamos ter a essência da criança que ao se relacionar, já abre um sorriso e se mantém receptiva para descobrir o outro, independente de qualquer coisa.  O adulto se torna reativo e competitivo a todo momento. Não que seja ruim ser competitivo, mas desde que a humildade e o respeito sejam o seu diferencial. 

Que possamos olhar o outro como ser humano cheio de sentimentos, erros e acertos, sonhos e ilusões, entre tantos sentimentos contidos e misteriosos...simplesmente SERES HUMANOS, assim como nós mesmos. 

Não há uma receita e nem "10, 20 ou 30 maneiras de se relacionar", porque se relacionar é algo natural e tão simples, que nós adultos costumamos complicar. Apenas seja. Apenas olhe o seu próximo em busca de semelhanças e verá que as diferenças, não passam de ponto de vista. O que é diferente para você, pode ser normal para o outro. O que é normal para você, poderá ser diferente para o outro. Portanto, o essencial é o respeito.  O que é certo ou errado? Você é perfeito(a)?

Olhe com olhos de amor, gentileza, respeito e curiosidade.

Se alguém não te faz bem, se a presença de alguém te causa algum desconforto, procure entender a causa, as razões para tal sentimento. Nos casos mais extremos de se relacionar, apenas DESCONECTE, mas jamais julgue ou crie sentimentos de raiva contra a outra pessoa. Apenas a deixe ir. Seguir seu caminho com as suas escolhas. 

Somos todos viajantes dessa jornada chamada VIDA. 

Relaxe e crie a contabilidade da harmonia: + amigos /felicidade x cumplicidade - julgamentos = AMOR


Paz, Luz e Sucesso. 



Heudo Trancosos Jul 10, 2016 · #3

#1 Ministério da Educação (MEC) anunciou que irá liberar R$ 568,3 milhões em créditos extraorçamentários voltados para o pagamento de bolsasde pós-graduação da Capes, incluindo as que fazem parte do programa de intercâmbio Ciência Sem Fronteiras...

0

#1 Falou muito bem, Bárbara Fernandez. Verdade! Obrigada. Sucesso. :)

0
Bárbara Fernandez Lima Jul 7, 2016 · #1

Em tempos de polarização politica e ideológica, essa reflexão é fundamental para que haja uma convivência melhor e mais civilizada.

+2 +2