Cristiane Bittencourt Spinelli en Recursos Humanos, beBee em Português, Negócios e Empresas Coach de vida e relacionamento • Coach Cristiane Spinelli 1/11/2016 · 3 min de lectura · 2,2K

Glossário da Gestão: 48 termos que você precisa conhecer


Glossário da Gestão: 48 termos que você precisa conhecer


Olá, 

Li um artigo no Portal RH e, vou compartilhar com você. Se você trabalha com gestão de pessoas e toda área de negócios, acredito que este artigo vai sanar algumas dúvidas. Até mesmo se você está iniciando a carreira em gestão e, ou, tem interesse sobre o tema, também será super válido esta leitura. Conhecimento nunca é demais, né? 

O mercado muda o tempo todo e, com isso, surgem novas linguagens, das quais, muitas vezes, é difícil de acompanhar. Mas não se preocupe, é normal que você não saiba de cabeça todas as linguagens, se você está iniciando na área de Gestão agora.

Veja os 48 termos da Gestão que você precisa conhecer. Confira!

Absenteísmo: Falta constante ao trabalho, por parte do empregado, ou sua ausência devido a problemas de saúde.

Avaliação 180 graus: É um modelo intermediário ao 360 graus. Com ele, não há avaliação dos subordinados, mas apenas dos pares, clientes e chefe.

Avaliação 360 graus: Sistema usado para medir o desempenho, em que o funcionário não é submetido somente à avaliação do chefe imediato, mas à dos colegas de trabalho, subordinados e até de clientes da empresa.

B2B: Sigla fonética de “business to business”. É o comércio eletrônico entre empresas. Trata-se de um mercado sem a participação do consumidor.

B2C: Business to Customer, a empresa que vende diretamente para o consumidor via internet.

Benchmark: Parâmetros de excelência, exemplos de coisas boas.

Breakthrough: Trata-se de um avanço em determinada área.

Briefing: Todas as informações necessárias para realização de uma determinada ação.

CEO: Chief Executive Officer: É o cargo mais alto da empresa. É chamado também de presidente, principal executivo, diretor geral, entre outros. Quando existe um presidente e um CEO, o primeiro é mais forte.

Clima organizacional: É o ambiente interno de uma empresa. Para avaliá-lo são considerados, entre vários itens, a liderança na companhia, a motivação para o trabalho, as possibilidades de crescimento profissional, enfim, as satisfações e insatisfações dos funcionários.

CLO: Chief Learning Officer: Responsável por administrar o capital intelectual. Ele precisa reunir e gerenciar todo o conhecimento da organização.

CMM: Capacity Maturity Model, recurso para desenvolvimento de software.

Coaching: Sessões de aconselhamento feitas por um consultor de carreira que acompanha e se envolve no desenvolvimento contínuo do profissional.

Compliance: Agir de acordo com uma regra, um pedido ou um comando. Através das atividades de compliance, qualquer possível desvio em relação a política de investimento dos produtos é identificado e evitado.

Counseling: Aconselhamento de carreira. É uma espécie de terapia profissional, que discute, entre outras coisas, os objetivos pessoais e futuros, estilo gerencial do executivo, nível cultural, valores e conhecimento do mercado.

Downsizing: Redução no número de funcionários da empresa.

E-learning: Aprendizagem realizada através da Internet. Ensino ou formação a distância.

Empowerment: Este termo surgiu nos anos 80 e se refere às situações em que os chefes devem decidir um pouco menos e os subordinados um pouco mais.

Endomarketing: É uma área diretamente ligada à de comunicação interna, que alia técnicas de marketing a conceitos de recursos humanos.

Feedback: É uma conversa particular entre o líder e o liderado, com caráter de avaliação, sobre os acertos e erros do liderado.

Fine Tuning: Sintonia fina, calibragem.

Follow-up: Dar prosseguimento a uma discussão ou debate, retomando temas para atingir soluções. Também pode significar revisão das tarefas atrasadas que foram geradas após uma reunião ou auditoria.

Headcount: Número de pessoas que trabalham em determinada equipe ou empresa.

Headhunter: Caça-talentos do mundo corporativo.

Intranet: Rede de comunicação interna e exclusiva das empresas.

Intrapreneur: Empreendedor interno, pessoa que dirige uma unidade do negócio como se ela fosse uma empresa independente.

Job rotation: Rodízio de funções promovido pela empresa, para que o funcionário possa adquirir novos conhecimentos em setores diferentes e acumular experiências, sem sair da companhia em que trabalha.

Know how: Conhecimento.

Mentoring: Profissional mais velho, com experiência e habilidade de relacionamento, que acompanha e passa para o mais novo suas ideias sobre o trabalho e a carreira.

Meritocracia: Sistema de recompensa e/ou promoção fundamentado no mérito pessoal.

Nepotismo: Favorecimento de parentes próximos feito por quem tem autoridade e poder.

Networking: Construir uma boa rede de relacionamentos, geralmente em sua área de atuação.

Newsletter: Boletim de notícias.

Outsourcing: Terceirização.

Overhead: Despesas operacionais.

Outplacement: Serviço oferecido e pago pela empresa, que consiste no aconselhamento, orientação e estímulo ao profissional demitido, preparando-o técnica e psicologicamente para se recolocar no mercado de trabalho, bem como para o planejamento de sua carreira.

Paradigma: Um exemplo que serve como modelo; padrão.

Performance: Palavra inglesa que significa atuação e desempenho.

Player: Empresa que está desempenhando algum papel em algum mercado ou negociação.

Presenteísmo: Diferente do absenteísmo, quem sofre deste mal não falta ao trabalho – com cansaço excessivo, a produtividade e a motivação é que deixam de aparecer.

Reengenharia: Mudança nos processos internos de uma empresa.

Resiliência: Capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças.

RH: Sigla de recursos humanos (departamento responsável pelas contratações, treinamentos, remuneração, encaminhamento de carreira e conflitos na empresa).

Skill: Habilidade.

Stakeholders: Partes ou grupos que estão diretamente interessadas na atividade da empresa: acionistas, governo, clientes, funcionários, fornecedores e sociedade.

Turnover: Rotatividade de funcionários dentro de uma empresa, medida pela média de pessoal que se mantém fixa na companhia.

Workaholic: Pessoa viciada em trabalho.

Workshop: Treinamento em grupo de acordo com a técnica dominada pelo instrutor, que visa ao aprendizado de novas práticas para o trabalho.

E, aí? Você gostou? Tem algum outro termo que não esteja nesta lista que você conhece? Comente e ajude agregar valor nos inúmeros termos que são falados entre executivos e profissionais de RH. 

Por SOLIDES


Glossário bastante completo @Cristiane Bittencourt Spinelli! Se falta algo não me lembro agora... :D

+1 +1