Franciane Nunes Paciência Torres en beBee em Português Bebee • Brand Embassador 12/10/2016 · 4 min de lectura · +800

Ser brasileiro era uma profissão. Você sabia??


Ser brasileiro era uma profissão. Você sabia??

Pois é!! Ser brasileiro era uma profissão, assim como ser padeiro, pedreiro ou joalheiro, por exemplo. Levei um susto quando li artigos que falavam disso, achei curioso e resolvi compartilhar com vocês. 

De acordo com a historiadora, Gislane Azevedo, o termo brasileiro começou a ser empregado aqui no Brasil ainda no século 16. Era utilizado para designar os comerciantes portugueses que vinham para cá a fim de levar para a Europa o pau-brasil. Ou seja, brasileiro era o comerciante de pau-brasil.

Já o filólogo, Silveira Bueno, diz que no tempo colonial, ‘brasileiro’ era adjetivo que indicava profissão: tirador de pau-brasil. Como tal, sendo esses homens criminosos, banidos para o nosso país por Portugal, o adjetivo tinha significado pejorativo e por isto ninguém queria chamar-se ‘brasileiro’. Foi o franciscano Frei Vicente do Salvador, o primeiro que teve a coragem de usar ‘brasileiro’, não já na antiga significação de tirador de pau-brasil, mas na de originário, oriundo, nascido no Brasil. Assim procedeu Frei Vicente do Salvador ao escrever a sua “História da Custódia Franciscana do Brasil”.

Sufixo eiro se refere a profissão

O sufixo - eiro é utilizado para formação de palavras que se referem a profissões, então temos: padeiro, pedreiro, jornaleiro, carpinteiro, engenheiro...
O Brasil como colônia de Portugal serviu, por muitos anos, apenas para a exploração do Pau-brasil e