Sobre as críticas...

Sobre as críticas...


A palavra crítica provém do grego kritikê, significando "a arte de discernir", ou seja, o fato de discernir o valor das pessoas ou das coisas. Já discernimento é a capacidade de compreender situações, de separar o certo do errado. 

Quando se pensa em críticas, logo vem a cabeça..."vixe, lá vem fulano falar mal do que eu fiz".

Lidar com as críticas não é facil, principalmente críticas vindas de quem não possui discernimento, essa que vos fala fica "emburrada" quando recebe uma crítica, mas logo procura o erro e tenta consertar, transformando-a em algo positivo. O fato é que ninguém gosta de ouvir que está errado, ninguém gosta quando alguém fala mal de algo que você fez. A crítica pode afetar nossa autoestima e nos deixar incertos e sem esperanças em relação ao futuro e, em alguns casos, pode vir a levar a depressão. Por isso é importante aprender a lidar com elas e entender que a vida não é 100% feita de alegrias, além de entender também que sempre haverá alguém falando mal, inclusive se você fizer um ótimo trabalho. 

Você já parou para pensar que pode crescer com as críticas?? Eu vou dizer como você pode crescer, pois é o que faço e dá certo. Bom...procuro enxergar a situação alvo de críticas de várias formas, procuro entender os motivos que levaram as pessoas a criticarem, além de enxergar os meus possíveis erros. Enxergar os erros é difícil, eu sei, até porque ninguém gosta de admitir que está errado, mas é necessário para que se possa melhorar e assim crescer. 

Tirando a carga negativa das críticas!

  • Feedback, essa é palavra que você deve utilizar ao invés de críticas.
  • Não pensar que a crítica é uma forma de ataque pessoal.
  • Considerar que a pessoa que está criticando: sabe apontar quais as reais falhas ou se é alguém que está a lhe desmotivar.
  • Ouça a crítica com atenção e esteja aberto ao diálogo. 
Perguntar faz bem! Quando estiver sendo criticado pergunte o porquê das críticas, pergunte o que ela faria de diferente, enfim...faça a pessoa se colocar no seu lugar. 
                                                                                                  
E por fim...aceite as críticas!!                                                                                                                      





Vânia Micheletto 14/9/2016 · #16

Tirar a carga negativa das críticas realmente é muito difícil, porém necessário.
Parabéns pelo texto!

0
CityVP 🐝 Manjit 6/7/2016 · #15

#14 Dear Franciane I absolutely agree with your view of discernment as a part of criticism and applaud the mention of being present in terms of constructive criticism, and by presence I think of developing deep listening. Personally I also evaluate discernment beyond its relationship to criticism. An article by Jeremy Youst explores the difference between discernment and judgement http://powerofbreath.com/articles/discernment-vs-judgment/ - Ultimately, when I read the translation of "Sobre as críticas" it is important to my own learning journey because all of this aligns with personal practice. This then is an on-going learning for me, as are the wisdom's associated with criticism which your article articulates very well.

+1 +1

#12 CityVP Manjit, I believe that the discernment is part of criticism, where the lack of it is a destructive criticism, and being present is constructive criticism. Thank you for comment and made the most complete article. Ahh, I will read the article on Buddha carefully.

+1 +1

#12 Very interesting this article on Buddha, Thanks for the tip CityVp Manjit.

+3 +3
CityVP 🐝 Manjit 5/7/2016 · #12

Very wise to focus on discernment as a way of looking at criticism. Learning how to receive criticism is a wisdom we gain and it informs how we give criticism. It is true that criticism can help us grow if we know how to handle it well. Important aspect of criticism is understanding intent and if we assume bad intentions we may receive criticism badly, but many people have good intentions but as you said, may lack discernment. If criticism is given as anger or in an insulting way, a Buddha story about anger shows discernment https://essenceofbuddhism.wordpress.com/2013/08/01/how-the-buddha-handled-insults/ I do think that improving our own discernment is a most valuable skill but not all people are able or maybe capable of discernment. In that case another important part of criticism is compassion. It is more difficult to apply compassion when criticism is taken personally but this too (like discernment) is a part of our individual learning.

+4 +4

#10 Bem por aí...

+1 +1

#9 há os dois tipos de amigos, o que critica pra desmotivar e o que critica com a intenção de fazer o outro melhorar.

+2 +2

#8 Ou não... ele aponta suas falhas pra que você corrija

+2 +2