Franciane Nunes Paciência Torres en beBee em Português Bebee • Brand Embassador 30/11/2016 · 3 min de lectura · 1,3K

Um resumo da carreira do "veloz e furioso" Paul Walker!!


Há 3 anos o "veloz e furioso" Paul Walker nos deixou. Um ator que amava velocidade e que adorava o mar e surfar. Confesso que não conheço muito sobre ele, mas o admiro pela maneira como encarava a vida e o trabalho. Hoje, o producer é sobre o resumo da carreira deste brilhante ator que morreu fazendo o que mais amava. 


Um resumo da carreira do "veloz e furioso" Paul Walker!!(Imagem: cnn.com



Paul começou como modelo desde criança, quando tinha dois anos de idade, estrelando um comercial das fraldas Pampers. Na sequência começou a trabalhar na TV, e a partir de 1985, aos doze anos, conquistou papeis em séries de TV como, "Highway to Heaven", "The Young and the Restless" e "Touched By an Angel".

Em 1986, ganhou seu primeiro papel no cinema, deixando de lado a carreira de modelo, que começou incentivada pela mãe, uma ex-modelo. Depois, participou de "Throb", em 1986, "Charles in Charge" (1990) e "Who’s the Boss?" (1991).


Eu sou um sonhador. E a vida é muito curta.
Paul Walker. 


Sua estréia no cinema foi em 1986, no filme "O Monstro do Armário". Paul continuou com papéis em diversos outros filmes sem muito sucesso. Em 1998, veio o filme "Os Irmãos Id & Ota", sendo que com esse filme ele ganhou fama.


Isto o levou a papéis de apoio nos filmes "Pleasantville - A Vida em Preto e Branco", "Marcação Cerrada", "Ela É Demais" e "Sociedade Secreta".

Em 2001, Walker chegou ao total estrelato ao contracenar com Vin Diesel no bem sucedido filme de ação Velozes e Furiosos. O filme deu notoriedade a Walker e o levou a fazer a sua sequencia em "+ Velozes + Furiosos".


Eu achei que faríamos um filme só [Velozes e Furiosos]. Nós tivemos sorte. Não houve muito risco - eu era novo na indústria, tinha feito apenas uns dois filmes, Vin [Diesel] tinha feito O Resgate do Soldado Ryan... Na época a fórmula estava certa, não tinha custado muito dinheiro, eles sabiam que já havia um público... Eles só não perceberam o quão grande era esse público. Eles acharam que talvez estivessem fazendo um filme para uma cultura underground de carros, para as pessoas do sul da Califórnia, e estavam rezando para que houvesse um mercado mundial maior. Eles sabiam que no Japão poderia dar certo, mas não sabiam