Como Sair da Mediocridade?

Quando falamos em mediocridade normalmente pensamos em algo ruim, algo inferior.

Se alguém fala que determinada coisa é medíocre, logo associamos isso a algo ruim, de baixa qualidade não é mesmo?

Ao menos eu pensava assim.

E por mais que ser medíocre realmente não seja algo bom, o significado de mediocridade provavelmente não é o que você está pensando.

Mediocridade representa a média. E ser medíocre significa estar na média, apenas isso.

Claro que ninguém quer ser medíocre, mas estatisticamente falando, a maioria das pessoas está na média, por mais que possam pensar o contrário.

Em um estudo feito nos EUA com um determinado número de motoristas, foi perguntado a eles se eles achavam que dirigiam melhor do que a maioria das pessoas.

E 80% dos participantes respondeu que dirigia melhor do que a maioria das pessoas.

Bom, não é preciso nem dizer que estatisticamente isso é impossível não é mesmo?

Pois a média representa a maioria das pessoas. Então apenas algumas pessoas podem estar definitivamente acima da média.

Esse estudo representa como muitas vezes nós pensamos que somos melhores que as outras pessoas em determinados aspectos, mas acontece que na maioria dos casos isso não é verdade.

Ou seja, na maioria dos casos nós estamos na média. Portanto, na maioria dos casos somos medíocres. E o primeiro passo para sair da mediocridade é exatamente reconhecer e aceitar isso.

Com isso em mente, o objetivo deste artigo é apresentar 5 atitudes para quem deseja sair da mediocridade e ter uma vida com resultados acima da média.

Como Sair da Mediocridade?

5 Atitudes para Sair da Mediocridade

Uma coisa é certa, para sair da mediocridade é preciso pagar o preço. É preciso sair da sua zona de conforto. E tenha em mente que isso vai doer.

Portanto, as atitudes que serão apresentadas a seguir são para aquelas pessoas que estão dispostas a pagar o preço para sair da mediocridade e alcançar resultados excepcionais.

Tenha um propósito definido para sair da mediocridade

Uma vez eu ouvi uma frase que achei bem impactante, ela é mais ou menos assim:

“Tenha planos para a vida, e não para o final de semana”.

Eu achei essa frase muito impactante, pois estava vivendo um momento onde eu só pensava no final de semana. Sempre pensava quais os planos para o próximo final de semana.

Passava a semana no trabalho, mas a todo momento nos grupos do whatsapp combinando o que seria feito na sexta, no sábado e no domingo.

Veja bem.

Não há nada de errado em ter planos para o final de semana. Sair e descansar um pouco depois de uma semana agitada no trabalho.

Mas o problema é que a maioria das pessoas não tem um propósito pelo qual se guiar no longo prazo.

Apenas vão vivendo a vida, seguindo a rotina que nos é imposta e pensando o que vamos fazer no final de semana para aliviar o estresse.

Enquanto isso a vida vai passando e vamos seguindo o único trajeto que nos é mostrado no colégio. O de estudar, tirar boas notas, conseguir um bom emprego, comprar uma casa financiada em 30 anos, e viver nessa casa até se aposentar e morrer.

Esse é o caminho que nos é imposto desde sempre. Mas esse também é o caminho da mediocridade.

E a primeira atitude para sair da mediocridade é estabelecer um propósito bem definido. Um propósito que lhe guiará e determinará quais são os seus próximos passos.

Não há problema algum em marcar um churrasco no final de semana, uma festa, uma viagem para descansar. Mas é importante sempre ter em mente o propósito final a ser alcançado, e ter clareza de que os planos para o final de semana são pequenas partes do trajeto, e não o objetivo final.

Pare com o vitimismo para sair da média

Outra atitude de pessoas medíocres e que precisa ser deixada de lado é o vitimismo.

Do que se trata o vitimismo?

Se trata de estar sempre colocando a culpa nos outros quando algo de ruim acontece em suas vidas.

Estar constantemente pensando que as outras pessoas são mais felizes, possuem vidas melhores que a sua, e reclamando de como o mundo foi injusto com você.

É apenas reclamar da sua situação atual, ao invés de levantar a bunda da cadeira e batalhar pelo que você quer. Ou seja, é o foco no problema, ao invés de focar na solução.

É estar sempre pensando no passado, nas coisas que já aconteceram, nos erros que foram cometidos, e colocar esses mesmos erros como causa das coisas que você não gosta na sua vida hoje.

Outra atitude de pessoas vitimistas é estar sempre criticando os outros mas nunca aceitar receber críticas, exatamente por achar que a culpa é sempre das outras pessoas.

De uma maneira geral, o vitimismo é a incapacidade de assumir a responsabilidade pelas suas próprias escolhas.

E qual o problema disso?

O problema é que ao terceirizar a responsabilidade, também estamos terceirizando a capacidade de mudar nossas atitudes para consequentemente buscar os resultados almejados.

Ao responsabilizar os outros pelos nossos problemas estamos dizendo que nós não temos condições de mudar a nossa vida. Pois ela depende inteiramente de outras pessoas.

O vitimismo é a fórmula perfeita para nunca sair da mediocridade.

Portanto, se você não quer ser uma pessoa mediana, passe a tomar responsabilidade pelas suas ações.

A partir de agora, toda e qualquer coisa que aconteça na sua vida, seja bom ou ruim, independentemente se a culpa foi sua ou não, pare e reflita: “o que eu poderia ter feito diferente para melhorar o resultado?”, “como posso mudar na próxima vez?”.

Pense no seu objetivo, no seu propósito, trace planos e ações para chegar lá e comece a executar, pois tudo depende unicamente de você.

Largue as amizades medíocres

Provavelmente você já escutou a seguinte frase:

“Nós somos a média das 5 pessoas com quem mais convivemos”.

E esta frase está absolutamente correta.

Veja bem.

Não há nada de errado em ir a um churrasco com amigos de vez em quando. Sair para tomar um chopp em um happy hour as vezes. Ou então ir a uma festa para dançar e aproveitar uma vez que outra.

Entretanto, lembre-se que para sair da mediocridade é preciso sacrifício. Isso significa que na maior parte do tempo precisamos estar batalhando pelos nossos sonhos.

E no momento que você tem apenas amigos que estão sempre lhe convidando para tomar uma cerveja, ir a uma festa ou coisas desse tipo, isso não lhe ajuda nem um pouco.

Você precisa ter por perto pessoas que querem te ver crescer. Que estejam sempre lhe encorajando a adquirir hábitos bons. A ser a melhor versão de si mesmo.

E não amigos que gozem da sua cara quando você disser que não vai beber hoje a noite porque está tentando diminuir um pouco o álcool. Ou que tirem sarro de você quando você disser que vai acordar às 6h da manhã no final de semana para trabalhar, ler um livro ou ir na academia.

Você precisa ter por perto pessoas que agreguem conhecimento para você, e não o contrário.

A boa notícia é que hoje em dia é muito fácil estar próximo de pessoas com excelentes resultados e que agregam muito valor à sua vida.

Através das redes sociais e aplicativos como o Instagram você pode observar o dia a dia dessas pessoas, ver como são as suas rotinas, os seus hábitos, além de entender a forma com que elas pensam.

Isso vai lhe dar motivação para ser uma pessoa melhor e consequentemente sair da mediocridade.

Nunca pare de aprender

A maioria das pessoas acredita que depois de terminarem o colégio e a faculdade, seu tempo de aprendizado acabou. A partir de agora elas só devem trabalhar. Mas isso é outra atitude de pessoas medianas.

Se você quer sair da mediocridade, precisa ter em mente que você nunca vai parar de aprender.

Tenha como objetivo aprender algo novo todos os dias. Não interessa de qual forma.

Algumas pessoas acham que a única forma de aprender é pelos meios tradicionais de ensino. Então caso queiram novos aprendizados é preciso fazer uma pós-graduação ou algo do tipo.

Não há nada de errado com isso. Se você acredita que isso vai lhe agregar conhecimento e vai ajudar em sua carreira, vá em frente.

Contudo, não se limite aos meios tradicionais de ensino. Você pode aprender utilizando diversos meios.

Existe tanto conteúdo gratuito e de qualidade na palma da nossa mão atualmente. Leia artigos na internet, veja vídeos no youtube, faça cursos online, vá a palestras e principalmente, leia livros.

Ao parar para analisar algumas das pessoas mais bem-sucedidas do mundo, existe sempre este hábito em comum, o da leitura.

Para você ter uma ideia, Warren Buffet gasta cerca de 6 horas por dia em seu escritório lendo, desde jornais, artigos, balanços empresariais e livros.

Bill Gates lê cerca de 50 livros por ano.

Mark Zuckerberg lê ao menos 1 livro a cada duas semanas.

Elon Musk cresceu lendo cerca de 2 livros por dia.

Portanto, se você deseja realmente sair da mediocridade, desenvolva o hábito da leitura, e tenha em mente que você nunca deve parar de aprender.

Acredite e implemente a Lei da Semeadura

Esta atitude está de uma certa forma atrelada a todas as outras mencionadas neste artigo.

A Lei da Semeadura, ou o nome que você preferir dar, se trata da atitude de plantar hoje para colher amanhã.

A situação em que você se encontra hoje é resultado das suas atitudes do passado.

Por mais que você não goste e não esteja satisfeito com a sua situação
atual, de nada adianta ficar reclamando. O tempo não volta e você não pode
mudar o passado.

Mas tenha em mente que as suas atitudes hoje é que definirão onde você
estará amanhã.

Portanto cresça, se desenvolva, busque adotar hábitos bons, passe a se
responsabilizar por tudo em sua vida e busque melhorar um pouquinho todos os dias.

As vezes olhamos o nosso objetivo final e desanimamos um pouco, pois reconhecemos que há muito trabalho a ser feito, e ainda estamos muito longe do resultado esperado.

Entretanto, foque em pequenas mudanças de cada vez. Vá melhorando um pouco a cada dia.

Se você melhorar apenas 1% todos os dias, em apenas 1 ano notará uma diferença tremenda.

É a consistência nessas pequenas ações que fará você sair da mediocridade e alcançar resultados extraordinários.



Alvaro Lordelo Jun 25, 2020 · #1

Excelente conteúdo Francisco Abrunhoza

0