Frederico José Otaviano Robalinho de Barros explica os sete erros mais comuns cometidos pelas gestões administrativas

1) Pressa: ter a certeza de que o Projeto será um sucesso ou ter medo de perder a ideia para terceiros. Isso tem levado gestores e empreendedores a não traçar um planejamento e ficar sem visão de longo prazo (erro gravíssimo!).

2) Tributo: desconhecer a legislação tributária pode gerar encargos a mais ou uma situação irregular.

3) Crédito: abrir ou iniciar um novo investimento ou negócio sem prever seus gastos é um ‘pecado’ recorrente. Isso na maioria das vezes gera danos irreversíveis ao gestor ou empreendedor que utilizou seus bens para garantir esse novo investimento.

4) Orçamento: realizar um orçamento de tal forma que o corte de custos comprometa a qualidade dos produtos ou serviços, pode gerar grandes prejuízos.

5) Finanças: misturar as contas pessoais com as da empresa provoca confusão nas finanças da empresa, além de trazer impactos inclusive no Imposto de Renda.

6) Caixa: perder o controle do fluxo de caixa e não prever investimentos para médio e longos prazos.

7) Gestão: a falta de profissionais especializados nas áreas administrativas pode ser muito grave, principalmente quando os sócios dominam e se interessam apenas pela atividade final da empresa.

Finaliza o empresário e especialista Frederico José Otaviano Robalinho de Barros que entende e comenta sempre sobre o assunto.

Frederico José Otaviano Robalinho de Barros explica os sete erros mais comuns cometidos pelas gestões administrativas