Gilson Doi Junior en Bitcoin, Finanças Pessoais, Investidores Professor • Unopar 19/7/2016 · 2 min de lectura · +300

As diversas variáveis que afetam o preço do Bitcoin

As diversas variáveis que afetam o preço do Bitcoin

Desde seu surgimento, em 2008, o bitcoin passou a atrair a atenção de muitas pessoas que tem interesse em finanças e investimentos com a sua proposta de ser uma moeda digital, global, descentralizada, sem um órgão regulador e ao mesmo tempo segura. Após oito anos de existência, boa parte desses adjetivos se provaram verdadeiros. Com exceção de poucos casos controversos (como o do MtGox) a moeda tem ganho popularidade e atingiu o status de uma comodity similar ao ouro, prata, etc. Esse status de comodity pode ter sido alcançado pelo apetite de pessoas do mundo todo por negociar essa nova moeda digital, mas é preciso estar atento a uma série de fatores que afetam as cotações do bitcoin:

  • Cotação do dólar: como muitas comodities, o bitcoin acaba tendo como referência sua cotação em dólar, por essa ser a moeda mais popular mundialmente. Essa não é uma cotação exclusiva, pois cada "bolsa" negocia o bitcoin na sua moeda local, mas a cotação em dólar dos maiores sites de bitcoin acaba sendo sempre a referência na hora dos negociadores definirem o preço que estão dispostos a pagar.
  • Cotação da moeda local em relação ao dólar: Como dito no item anterior a cotação do bitcoin em dólar acaba sendo referência na hora de negociar. Uma vez que se sabe o preço da cotação em dólar, o preço em moeda local é algo aproximado (não exatamente) ao preço em dólar convertido para a moeda local. Por conta disso, a cotação do bitcoin acaba sendo influenciada pela cotação do dólar em moeda local. Por exemplo, toda vez que o dólar sobe consequentemente o preço do bitcoin sobe de maneira proporcional a da alta do dólar e a mesma coisa vale para a queda. 
  • Liquidez: apesar de estar ganhando popularidade as negociações em bitcoin ainda estão longe do volume e fluxo de negociação de comodities tradicionais. Por conta diaao, é possível que em alguns momentos ocorram movimentos bruscos e discrepantes dos fatores anteriores. Por exemplo, se alguém deseja muito adquirir uma grande quantidade de bitcoin, essa pessoa acabará elevando o preço da oferta de compra e o inverso vale para a venda. Isso também ocorre em mercados mais maduros, mas como a oferta e liquidez de mercados maduros é maior, a variação dessa alta/queda é menor.
  • Mercado descentralizado: Uma vez que é não é regulado, qualquer pessoa ou empresa que consiga credibilidade no mercado pode se tornar um negociador de bitcoin. Por conta disso, existe um número maior de empresas que negociam bitcoin, diferente das negociações de comodities que são concentradas em uma ou duas bolsas de valores por país. Cada uma dessas empresas que negociam bitcoin cobra taxas distintas, tem níveis de reputação e quantidade de clientes distintas. Esses três fatores afetam o preço do bitcoin e é comum encontrar em um mesmo país, preços diferentes para o bitcoin em cada um dessas empresas.
  • Economia Global: Ao alcançar o patamar de comodity, o bitcoin passou a ser influenciado pela economia global, uma vez que passou a ser uma alternativa para proteger o dinheiro de variações na economia local. Esse status foi alcançado pelo fato do bitcoin ser uma moeda universal e não de um país específico. Dessa forma, ele passou a ser uma alternativa a metais como ouro, que tem valor independente de uma nação em especial. O resultado disso é que eventos como o enfraquecimento da economia da China, o Brexit e qualquer notícia que tenha impacto na economia local e global afeta diretamente a procura por bitcoins.

Esses foram alguns dos fatores que tenho observado que afetam o preço do bitcoin durante as minhas negociações como trader.


Felipe Souza 29/12/2016 · #2

Bitcoin? Nunca tinha ouvido falar... obrigado pela explicação!

0
Gilberto Rodrigues 29/12/2016 · #1

Ótimo artigo!

0