Você vai falir se continuar vendendo o que faz

Você vai falir se continuar vendendo o que faz


Pergunte a um coach o que ele faz. Tenho certeza de que a resposta será algo parecido com: “eu sou master-blaster-fucker coach formado pela escola XPTO e gosto de atuar com coaching nas situações x, y e z” – isso se não vier com o papinho barato e furado de que decidiu mudar vidas porque isso e aquilo outro.

Questione um consultor de marketing digital com o que ele atua, a resposta será alguma coisa do tipo: “eu faço sites (mesmo que ele monte através de templates prontos), estudo o seu público-alvo, ranqueio seu site no google, faço landing pages com iscas digitais e trabalho o conteúdo. Ah! Mas você vai precisar investir uma boa verba em ads, pq o facebook e o google estão cada vez mais trabalhando com grana e blá blá blá”

Você é coach ou consultor de marketing digital e se enquadra nas situações? Pode ser sincero consigo mesmo!
Não exerce nenhuma destas profissões mas percebeu que vende o mais do mesmo sempre?

Você vai falir, morrer de fome ou trocar de profissão em menos de dois anos se não mudar este comportamento. Porque:

  • ninguém aguenta mais o seu discurso ensaiado e mentiroso;
  • você não passa verdade e tão pouco tesão pelo que faz;
  • você deve estar baixando cada vez mais o seu valor/hora;
  • em decorrência do terceiro, você deve estar cheio de trabalho ruim que consome um tempo absurdo, limando a sua chance de se reestruturar com saúde e inteligência. E talvez, só talvez, a sua vida possa estar desequilibrada e este resultado pífio atingindo outras pessoas – que você ama –  das mais variadas formas, tipo não ter tempo ou recurso.

O que você vende mesmo?

O que você faz é um caminho para algo maior. Isso se realmente acredita e ama o seu exercício.

Que algo maior é esse? Agora eu te convido para fazer uma reflexão e escrever esse algo, esse propósito. Vá resumindo essa descrição até que ela fique explícita em uma linha.

Pronto! É isso o que você vende.

Durante muito tempo eu falei sobre o meu propósito de vida na hora de vender a Propósito MAIOR, mas não passava de um falar desencorajado, vergonhoso. Estava pronto para falir. Hoje eu falo dele com propriedade, tesão e verdade. Foquei as vendas para micro e pequenas empresas e não falo sobre coaching executivo, mostro como o mundo corporativo é muito melhor com gestão por competências e liderança positiva. Pronto! Afinal de contas,