Luciano Carmo en Prmovendo Segurança, Técnicos em Segurança do Trabalho, Construção Técnico em Segurança do Trabalho 23/11/2016 · 1 min de lectura · 1,6K

Proteção auditiva

Proteção auditiva



Em nossa vida diária, em casa no trabalho, viajando ou nos divertindo, existem inúmeras situações nas quais estamos expostos ao ruído.

O trabalho, na maioria dos casos, se apresenta como a situação mais perigosa em função das muitas máquinas e equipamentos ruidosos existentes, e o longo tempo que passamos sob estas condições.

O ruído contínuo e excessivo pode causar, com o passar do tempo, a perda da audição. Com isto, deixamos de desfrutar de muitos prazeres da vida.

O alto volume das caixas de som, o trânsito agitado das grandes cidades e o local ruidoso no trabalho são alguns dos motivos que nos levam, com o tempo, a perder a sensibilidade da audição e a sentir necessidade de aumentar o volume da TV ou de pedir aos amigos para que falem mais alto, pois não estamos ouvindo aquilo que eles dizem.


Conhecendo o risco


Som - O som é uma vibração que se propaga pelo ar em forma de ondas e que é percebida pela orelha humana. É uma sensação agradável. Ele pode ser mais ou menos perigoso dependendo da sua frequência e intensidade.


Ruído - O ruído é uma vibração que se propaga pelo ar em forma de ondas e que é percebida pela orelha humana. É uma sensação desagradável. Ele pode ser mais ou menos perigoso dependendo da sua frequência e intensidade.


Frequência - A frequência, medida em Hertz (HZ), é a quantidade de ondas de um som propagando no tempo de 1 segundo. Os sons de baixa frequência são chamados de graves e os de alta frequências de sons agudos. A nossa orelha é mais sensível em determinadas frequências do que em outras.


Intensidade - A intensidade, medida em decibel (dB), é a força ou pressão que o som exerce em nossas orel