Luciano Carmo en Prmovendo Segurança, Recursos Humanos, Construção Técnico em Segurança do Trabalho 5/11/2016 · 1 min de lectura · 2,9K

Segurança no transito


                                              Segurança no transito

Motoristas, pedestres, motociclistas, ciclistas, agentes de trânsito, carroceiros e papeleiros.


Direção defensiva => Ato de locomover-se observendo a se e aos outros, planejar todas as ações pessoais com antecendência, a fim de prevenir-se contra o mau comportamento de outros e as condições adversas com habilidades e aptidão.


Condições adversas => São condições que podem causar acidentes que são:


A - Luz

Intensidade da luz natural ou artificial, em dado momento, pode afetar a capacidade do motorista de ser visto. Pode haver luz demais, provocando ofuscamento, ou menos, provocando penubra. Importante utilizar óculos de sombra, parabrisa que evita embaraçamento e reflexo.


B - Vias

O motorista deve adaptar-se as condições das vias, identificando o traçado das curvas, das elevações, a largura da pista, o estado do acostamento, a existência de árvore e postes., tipo de pavimentação, buracos, lombadas, etc.


C - Condições metorológicas

Frio, calor, vento, chuva, granizo, neblina, e neve. Reduzem a capacidade visual do motorista, dificultando a visibilidade de outros veículos, da via, das sinalizações, além tornar perigosa a pista de rolamento.

D - Trânsito

Deve-se observar outros usuários constantemente e a interação entre eles. Deve-se preocupar com os horários de pico, o pedestre, animais, veículos estacionados, principalmente próximo a parada de ônibus, frente as garagens.

E - Motorista

Plenas condições físicas, mentais e psicológicas para conduzir veículos. Várias condiçoes adversas. Fadiga, embriaguez, sonolência, dificuldade visual ou auditiva, mal estar etc.


OBS: Evitar dirigir irritado, preocupado ou ansioso. Confira a direção para um amigo ou chame um táxi.

F - Veículo

  • Deve estar em perfeitas condições de uso e adaptado ao motorista
  • Calibração dos pneus
  • Conferência do óleo, lubrificante, água do radiador, nível do óleo de freio
  • Verificar as condições do pneus
  • Geometria e balanceamento
  • Banco ajustado
  • Ajustes dos espelhos
  • Ajustar os freios 
  • Verificar os piscas
  • Verificar estepe macaco
  • Verificar os cintos de segurança
  • Verificar extintor de incêndio
  • Limpadores de parabrisa
  • Cadeirinha presa ao banco 
  • Crianças de até 10 anos viaja de banco, ao banco traseiro e com cinto. 

Exitem três tipos de poltronas para crianças. Em termo de segurança, o que interessa é o peso e a altura do seu filho, em relação ao que está escrito no manual de cada cadeirinha.

- Bebê-conforto: São cadeirinhas adequadas para bebês recém-nascidos até cerca de 9 kg (Algumas até 13 kg), que devem ser colocadas de costas para o banco da frente do carro;

- Poltrona reversíveis: São cadeirinhas progetadas para carregar desde recém-nascidos até crianças cerca de 16 kg ou mais, dependendo mo modelo. Existem também poltronas não reversíveis, que só podem ser usadas viradas para a frente;

- Poltrona para o posicionamento do cinto do carro (boosters) São poltronas ou ´´banquinhos`` que serve para a criança ficar mais alta e, dessa forma, usar o cinto normal do carro. Só podem usar esse tipo de poltrona crianças com mais de 4 anos de idade, segundo a resolução do contran, (Conselho Nacional de Trânsito).

                                              Segurança no transito





                                                           Obrigado a todos pela leitura.


Luciano Carmo 07/11/2016 · #11

#10 Muito obrigado pelas palavras @Franciane Nunes Paciência Torres.

+1 +1

#1 @Luciano Carmo, seus artigos são sempre úteis e relevantes, merecem ser sempre compartilhados. Eu que agradeço a oportunidade de compartilhá-los!

+1 +1
Luciano Carmo 07/11/2016 · #8

#4 Obrigado pelo comentário @Tifany Rodio, quem sabe não somos olhados com mais carinho pelas autoridades e conselhos. Também é de suma impotância a colaboração dos usuários ao transito. Acredito que a disciplina e educação é o remédio para todos acasos.

+1 +1
Luciano Carmo 07/11/2016 · #7

#5 Verdade @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira, temos que ter o cuidado redobrado. Eu que agradeço por ter lido e pelos compartilhamentos que vem sendo feito.

0
Débora Carvalho 07/11/2016 · #6

Dicas vitais!

+1 +1

Todo cuidado é pouco no trânsito! Creio que temos que ser inclusive mais cuidadosos do que a lei determina. Obrigado pelas dicas @Luciano Carmo!

+1 +1
Tifany Rodio 07/11/2016 · #4

Artigo de utilidade pública :)

+1 +1