Empresa que não investe no desenvolvimento dos seus líderes, tenha ela o tamanho que tiver, está correndo o grande risco de ficar para traz no mercado competitivo que se apresenta. Um sistema organizacional pode virar sucata.

Empresa que não investe no desenvolvimento dos seus líderes, tenha ela o tamanho que tiver, está correndo o grande risco de ficar para traz no mercado competitivo que se apresenta. Um sistema organizacional pode virar sucata.

A natureza e o exercício da liderança têm sido foco de pesquisas do homem ao longo da sua história. Bernard Bass argumenta que "desde sua infância, o estudo da história tem sido o estudo dos líderes - o quê e porquê eles fizeram o que fizeram". A busca do ideal do líder também está presente no campo da filosofia. 

Liderança é a arte de comandar pessoas, atraindo seguidores e influenciando de forma positiva mentalidades e comportamentos.

Coach é uma carreira que pode ser exercida por qualquer pessoa, independente da área de atuação ou formação acadêmica é um treinador, o antigo instrutor, muito usado nas empresas de mineração para treinar os operadores de máquinas pesadas

O termo coaching é uma palavra em inglês que define um processo de desenvolvimento humano em que um instrutor ajuda o seu cliente a potencializar os resultados positivos na vida pessoal e profissional. Por ainda ser uma área não muito bem difundida no Brasil, é comum que as pessoas não saibam o que significa coaching ou até confundam sua definição com autoajuda, terapia, mentoring e até mesmo com consultoria. No entanto, é necessário saber que se trata de um processo com foco 100% em solução e que visa apoiar a pessoa que busca um desenvolvimento seja, com foco pessoal ou profissional, através de ferramentas de análise, comunicação e feedback leal. O bom coaching  é aquele, coaching  ético, treinado, habilitado e especialista usar as ferramentas e técnicas desta profissão, que no Brasil, vem sendo depreciada e agredida, infelizmente,  em razão do mau uso da "palavra coaching". Precedida de  uma enxurrada de maus profissionais aproveitadores que poluíram o bom sentido da palavra.

Todo Líder deve ser um coach. A Liderança é uma das atribuições mais difíceis que o ser humano enfrenta no mundo corporativo. Uma grande parte das empresas ainda nos dias atuais possuem líderes despreparados, fracos em comunicação e habilidade humana em razão da falta de planejamento organizacional e   políticas estratégicas de desenvolvimento de Recursos Humanos, carreiras e sucessões, lideranças estratégicas, etc. Formar grandes líderes faz parte das prioridades das empresas que se dedicam em fortalecer  sua  cultura organizacional e esta visão vem ganhando muita força nas governanças corporativas modernas deste século.

“No futuro todos os líderes serão Coaches. Quem não desenvolver essa habilidade, automaticamente será descartado pelo mercado.” Jack Welch

Quando existe um corpo de líderes com qualidade à quem das exigências organizacionais atuais. Fica clara a  conclusão da  falta de sintonia com as diretrizes organizacionais que estão sendo praticadas, juntamente aos novos  valores, inteligência organizacional e ausência de um processo de   treinamento, educação, avaliação de aptidão para liderança, manutenção da competência e uma filosofia corporativa de preparação de líderes. Em suma  uma falha gravíssima da administração de RH´s. Quanto mais cresce os efeitos colaterais  desta falha,  mais  resultados nefastos. Os concorrentes enxergam esta fraqueza via Swot, e preparam os seus líderes, investem neles, ficam mais fortes e poderosos no mercado. Destroem os concorrentes míopes para questão da liderança super qualificada. 

O bom desempenho dos líderes sustenta a empresa. Uma liderança despreparada é o  passa porte para o fracasso dos negócios, esta é a maior preocupação.As melhores empresas ranqueadas no mundo,que enxergam estas más experiências de líderes despreparados nas  empresas tanto do  oriente e ocidente, formam uma tônica lógica, sobre os riscos organizacionais sobre o quesito liderança. Previnem e criam recursos e sistemas para desenvolver seus líderes de forma diferenciada e também planejando fazer sucessores ainda mais potencializados organizacionalmente no que tange a eficácia  de comunicar, gerar competências e transmitir valores essenciais para os seus liderados como um treinador quotidiano, o verdadeiro Líder-Coach que a empresa precisa, e que entende, sabe a linguagem da prática daquilo que orienta, inspira a segurança, confiança e lealdade organizacional.

Geralmente os líderes despreparados  têm pouca noção de como lidar com pessoas no ambiente corporativo sendo esta, uma triste realidade, pois  seriam verdadeiros propulsores de resultados se tivessem uma carreira planejada. Na maioria das vezes eles são levados a cargos de liderança pelos ótimos resultados que obtiveram em suas funções ou baseados em suas capacidades técnicas. Isto mudou, a presença do coaching, os projetos de gestão de pessoas e a valorização da habilidade humana estão melhorando a qualidade de líderes 

Estão  formando líderes de uma visão balanceada e educada de liderar com habilidade humana e habilidade técnica, o equilíbrio entre os quadrantes cerebrais da lógica e o emocional, e neste contexto podemos dizer que as políticas e RH são moldadas de psicologia interna, inteligência emocional, pedagogia empresarial. As empresas querem o líder holístico, coletivo, integrador de uma administração humana e competitiva com o objetivo de adequar  os postos de trabalho com uma filosofia colaborativa de maior felicidade no trabalho. É simplesmente a visão do futuro,ou mesmo uma tendência organizacional global.

Todos os líderes podem crescer com educação, treinamento e integração organizacional, mas dentro de um principio, que o formate de equilíbrio comportamental e técnico e daí saia um campo de visão holística de gestão resultante, ou como produto do crescimento embasado em habilidade humana organizacional, o maior eixo de ação,posição, integração e potencialização de um líder. Isto assegura a sua condição de líder e até mesmo o suporte de gestão por objetivos e os alcances relativos. 

Lemos  inúmeras vezes palavras vindas de líderes que estão há anos a frente de equipes que jamais tiveram oportunidade de desenvolvimento focado na liderança, e que estão ali por força de suas funções técnicas. A afirmação de que líderes podem ser melhorados não é nova e  pode  mudar conceitos antigos, de que uma pessoa já nasce líder por exemplo. Depende do que está a frente, conquistou e pretende conquistar. Akio Morita, BIL Gattes, Steve Job, não nasceram líderes, as suas conquistas sim. 

Podemos então despreocupar grande parte das empresas, quando elas investem verdadeiramente no desenvolvimento do seu quadro de liderança. Uma diretriz corporativa estratégica de RH certamente acompanha as mudanças, organizacionais globais. Os fenômenos que ocorrem nas esferas de gestão  de RH, o cenário mutável e toda uma necessidade de adequação de valores e meios de sustentabilidade do negócio, que trata da função humana na empresa e a  influência no rumo, estratégia, determinação e meios de operar a empresa com menos dificuldade e mais sucesso. A função do líder, gerente e gestor é melhorar a empresa em suas dimensões   humanas, técnicas, operacionais, através do seu planejamento estratégico e decisões neste ênfase.

Preparar os líderes para um  sistema das  habilidades de coaches, e o sistema das habilidades de coaches para os líderes, dando  formatura organizacional clara, robusta, didática, instrumentalizada de  ação.

Esta é uma iniciativa de de cunho estratégico de alto  poder para desenvolver o processo de crescimento  organizacional moderno  com ênfase  em alinhamento e elementos que fortalecem os princípios, valores e vantagens competitivas que estarão convergidas com o avanço da cultura organizacional. Buscando situações que visam  melhoria do capital humano e consequentemente o ambiente de relações humanas, clima organizacional e uma filosofia moderna de administração da comunicação, pessoas, processo, tecnologia, liderança, projetos, inovação e melhoria contínua, capaz de reunir os objetivos de assegurar a sustentabilidade e existência do negócio. 

Para ser um bom líder além das habilidades  humanas, o holismo, coletivismo,   conhecimento, entendimento e posição de tudo  aquilo que faz a aderência da cultura organizacional nos aspectos sociais, pessoais e profissionais que estão presentes nas relações e objetivos empresariais e por consequência em todos os departamentos da empresa é mandatório, vamos dizer assim, porque é além de essencial. Esta ambiência é a formada  natural  da  relação de clima organizacional e valores de liderança, processos, pessoas, tecnologia, projeto, produtividade, competitividade, eficiência e lucro. A empresa vai funcionar na integração e gestão destes elementos e as estratégias de sustentabilidade do negócio correlata.

A liderança coach  na realidade forma uma condição estratégica para evoluir a empresa. Consegue a transmissão de valores, eleva o nível da comunicação, segurança, confiança e fortalecimento da cultura organizacional. Lembrando que a qualificação do líder é mandatória e essencial, Sem líderes corajosos, éticos. preparados, treinados  qualificados, holísticos, sistêmicos,  determinados e educados.  Portadores  de empatia, humildade; e principalmente com ampla capacidade de comunicação. Tenham certeza;  nada caminha bem no ambiente organizacional .  A liderança portadora  destes atributos equaliza e forma o ambiente coletivo  que  determina a qualidade do capital organizacional, operacional, para construir resultados, métodos e filosofia  de produzir com confiança, segurança, ética,  transparência  em  consonância da missão, visão,crenças e valores integrados com as bases da cultura organizacional e do espírito de liderança. 

No século XXI todos são alimentados de informações diariamente de todos os pesos, valores, o que agrega e não agrega, propulsionadas pela velocidade da comunicação. As informações mudam a forma dos padrões de  comunicarmos e percebermos o que está por vir. São combustíveis organizacionais. Esta é a necessidade das empresas possuírem líderes cada vez mais competentes e habilitados, para comunicar, agir e liderar com a habilidade coach. Com isto pode orientar, reorientar, educar, filtrar e catalisar o conhecimento e a estabilidade do clima organizacional e da comunicação. Podendo assim, compartilhar as melhores atitudes e posturas compatíveis com a cultura organizacional que representa com responsabilidade e comprometimento de fazer cresce-la, com os seus valores intrínsecos.

Verificarmos um enorme grupo de empresas cujos líderes maiores como Presidentes e Diretores, cobram resultados dos seus liderados em cargos de liderança que cobram resultados dos seus subordinados, em forma de escalas e "tipo cascata"  por sua vez focados em resultados imediatos e exercendo uma grande pressão e gerando estresse em toda a cadeia. Pressão para maior produção, sempre existiu em todas as empresas do planeta, só nas filantrópicas não. 

Mas na realidade não sabem esses líderes maiores que seus problemas começam exatamente na falta de capacidade das lideranças da empresa em conseguir esses resultados através das pessoas e que esse é um processo em cadeia, e que o ideal é que os líderes de ponta a ponta do CEO ao operário - operacional, tenha capacidade e estatura de serem Líderes-Coaches, para fazer a empresa crescer de forma ideal, e reforçada como um todo. Não adianta a liderança do departamento de operação ser avaliado a nota 10 e o departamento de suprimento estar com a nota 4. O padrão de qualidade de liderança, pessoas, processo, tecnologia, projetos, comunicação e entendimento organizacional devem estar sincronizados, equilibrados e com um padrão de rendimento em todos os departamentos e setores da empresa. A empresa é um sistema e tem necessidade de um bom funcionamento de todas as partes.

Nessa hora as empresas devem lembrar-se de desenvolver seus líderes, focando-os não na pressão sobre o resultado direto e sim na capacidade de entrega de resultados que seus liderados podem proporcionar quando preparados para isso e um método absolutamente eficaz para se conseguir esses resultados é formar Líderes-Coach em todos os níveis de liderança, buscando o rendimento coletivo de pessoas e departamentos com esta missão e todo um avanço organizacional tecido com ênfase nesta  filosofia de gestão.

A Liderança-Coach é um método testado e aprovado pelas maiores organizações do mundo, pois quando essas organizações têm líderes que influenciam, treinam e desenvolvem seus liderados, elas conseguem seus resultados através de empregados  empreendedores e o foco no coache preparado na fase seguinte para aprimorar o coaching com foco no resultado para o desenvolvimento da empresa, clima organizacional e a potencialidade e sinergia, uma ponte de união da cultura organizacional, onde reside tudo que acontece de fato e reúne os elementos de influência interna e externa dos negócios. O Líder-Coach é  o resultado para este desenvolvimento.

Infelizmente grande parte das empresas, ainda neste século, acreditam que desenvolver pessoas de uma forma geral é um custo e raras empresas encaram como um investimento. Investir no Líder é certamente um investimento seguro, tenha ele o nível de abrangência que tiver!  Em minha experiência de consultor vejo que isto vem mudando e muitas empresas escolhem aqueles profissionais respeitados, bons exemplos pessoais e profissionais, líderes e prestes a se aposentarem, e já os preparam de didática, estratégias e conhecimento de Pedagogia Empresarial, e os fazem de instrutores, professores de suas universidades corporativas, e também os utilizam no ambiente industrial como coaches. Eles se tornam um coaching dos coaching, conhecem a área como ninguém, tiveram vivência nestas áreas e as suas opiniões são muito mais apuradas, acuradas e lapidadas do que um coaching formado em notebook e ambientes de escritórios, acadêmicos ou da pura teoria.

A maior diretriz de avanço organizacional e crescimento do tema liderança e a sua funcionalidade estará justamente na capacidade dinâmica da empresa e o desenvolvimento humano organizacional nesta era do capital humano e gestão do conhecimento / talento  convergidas para gestão de pessoas e a administração de recursos humanos. Passa ser  criar meios, recursos, educação e treinamento com a crença, de que todos os líderes devem ser automaticamente coaches e instrumentalizá-los para esta finalidade nos níveis estratégicos, tático e operacional. Esta iniciativa deixa a empresa mais competitiva, competente, munida de valores  organizacionais , culturais e potencializadas de conhecimento, habilidades comportamentais e técnicas, e ainda na  formação do modelo mental, subsidiando uma equação de forças motivacionais e capacitadas para o ambiente moderno e estratégico que faz parte da realidade organizacional,  uma vez que estarão vivendo uma atmosfera quotidiana de aprendizado e treinamento constante  com um Líder-Coach. A ambiência nestas circunstâncias vão gerar conhecimento, rendimento, prática e crescimento humano e profissional, não tenham dúvidas.

Cada vez mais faz sentido nas empresas e nos dias de hoje uma visão muito clara de que a empresa que não investe no desenvolvimento dos seus líderes, tenha ela o tamanho que tiver, está correndo o grande risco de ficar para traz no mercado competitivo que se apresenta.