Rowan de Araujo in PROFISSIONAIS EM ADMINISTRAÇÃO, Profissionais Administrativos, Recursos Humanos Conselho de Mineração e Siderurgia da Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais May 14, 2019 · 10 min read · 2.4K

No Brasil, temos a falta de educação e um câncer chamado 3 poderes dominados por corrupção e corruptos

No Brasil, temos a falta de educação e um câncer chamado 3 poderes dominados por corrupção e corruptos

ESTRATÉGICO PARA O PAÍS É  SAÚDE  PARA A POPULAÇÃO,  EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PARA AS CRIANÇAS E OS JOVENS. SEGURANÇA DA POPULAÇÃO, INVESTIMENTO EM  PESQUISA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, MEIO AMBIENTE, LOGÍSTICA, COMUNICAÇÃO E INFRAESTRUTURA. 

PETRÓLEO, ENERGIA E GÁS. BANCOS, CORREIOS E SERVIÇOS OPERADOS PELO GOVERNO, É UMA DESGRAÇA, SÓ PRODUZ CORRUPÇÃO.  O MEIO ESTATAL VIRA COM AS SUAS DIRETORIAS UM LOTEAMENTO COMANDADO POR  CORRUPTOS, GERALMENTE DEPUTADOS E SENADORES. AS LICITAÇÕES SÃO COM CARTAS  MARCADAS, COMPRAS SUPER FATURADAS, CONTRATOS FRAUDULENTOS, CONSULTORIAS DE ARAQUE QUE GANHAM SEM TRABALHAR E A PURA POLITICAGEM,  MOVIDA A CORRUPÇÃO  PERVERSA AO POVO BRASILEIRO. ROUBO DE DINHEIRO



Temos no Brasil 5570 cidades com problemas maiúsculo e de solução minúscula, porque a maioria absoluta de medidas com alto custo financeiros, atreladas em projetos pífios e sem retorno, regados a corrupção embasados em ações totalmente políticas, sempre prevaleceram. Não tivemos iniciativas técnicas de interesses  coletivo para o bem da população. Refiro iniciativas fortes e eficazes, que deveriam ter sido tomadas ontem, não foram tomadas , até hoje. O governo 16 anos entregue a grandes mafiosos políticos e a pura desgraça da nação. 

Não podemos deixar de ressaltar que na maioria destas 5570 cidades, existem verdadeiros impérios, as fortalezas  de conluios. As verdadeiras máfias e indústria de corrupção, onde prefeitos, vereadores, laranjas, empreiteiros inimigos da população fazem acontecer. O interesse é drenar os cofres públicos com licitações viciadas, compras superfaturadas, contratos que tem a medição voltada a oferecer vantagens aos propinodutos brasileiros que começa nas prefeituras, câmara deputados estaduais, federais, senado federal e gabinetes de presidentes da república e centenas de assessores da corruptocracia. O governo é um péssimo gerentes e as centenas de estatais ferramenta de corrupção. Felizmente a cidade de Colatina no ES, está mostrando ao mundo um tipo de prefeito diferente; simples, humilde, trabalhador e inimigo número 1 da corrupção. Exemplo de ética, trabalho, moral e honestidade para o Brasil. Cuida dos recursos da população como nenhum outro prefeito do Brasil, pelo que estamos vendo.

A Lava Jato é o maior patrimônio do povo brasileiro, representada por Sérgio Moro, Dallagnol e procuradores/ equipe, policia federal e todos os juízes e corpo jurídico que a apoia e enfrenta um STF poluído de advogados do PT, organização criminosas famosas e também pessoas da pior espécie entre o STF. Há exceções, mas há 6 ministros que a população não aceita: Toffoli, Gilmar, Alexandre de Morais, Marco Aurélio Mello, Celso Melo e  Ricardo Lewandowski, são pessoas  Persona non gratas de norte a sul, leste a oeste do Brasil. São tidos como inimigos da Lava Jato e amigos intimo de todo tipo de corruptos e criminosos. 

 A mais suprema corte além de imoral, faz recentemente licitação para compra de lagostas e os mais finos pratos da ordem de 1 milhão de uma nação quebrada. São campeões em mordomias e ninguém fala, faz e não fecha esta torneira. 

O povo elegeu Bolsonaro, achando que ele teria esta coragem imediata. E ele vem perdendo o jogo feio, para um congresso corrupto  que concorda e um STF, juntos, orquestrados para desmanchar a Lava Jato. Bolsonaro não reflete mais a confiança de sua campanha aos seus eleitores. Ele sofreu atentado em setembro de 2018, caminha para 1 ano e nada se apurou, ou se descobriu  deste atentado. Isto causa a impressão de uma frouxidão,  que se somam aos atos de resistências dos  3 poderes corruptos  brasileiros. Bolsonaro não enfrenta de frente e até mesmo não usa as Forças Armadas  e o prestigio para fechar o congresso e o STF juntos.

As cidades, os estados e o país em si, possuem uma identidade, vida, saúde, tendências, vocações, e assim, toda uma necessidade óbvia de ser tratada por especialistas e técnicos competentes; e não por políticas absurdas, aquelas, isentas de conhecimento de causas, que geram, multiplicam ou derivam em sérios problemas. Eu sofro com isto; e prefiro chamar tudo isto de doenças de nossas cidades. O mais preponderante e provado, é que um país só pode mudar se as suas cidades mudarem. As cidades são as células de um país , a maioria está muito doente. Outros dizem que elas sofrem o câncer da corrupção e existem aqueles que dizem que temos um sistema corroído pela Crise da ética, valores e caráter. Em síntese estamos em uma péssima condição na economia, política e futuro da nação com alto desemprego, indústriade transformação com ¼ de produtividade do americano. Educação e produção científica vergonhosa: Saúde um caos, infraestrutura logística sucateada e com 3 poderes que funcionam movidos a conluios, proteção de corruptos e bandidagem.


TODO PROGRESSO COMEÇA COM EDUCAÇÃO E TERMINA COM EDUCAÇÃO

Um país de analfabeto escolhe mal seus governantes e políticos , que vão fazer leis, gerir os recursos da nação. De 4 em 4 anos vem promessas de políticos irresponsáveis que não dão conta de cumprir metas de priorizar a saúde, educação e mobilidade. O absurdo se repete; a não realização de obras importantes como o trem-bala, aeroportos, portos, rodovias e ferrovias. Dilma prometeu Trem Bala para Copa de 2014 no PAC, “programa acelera a corrupção”. Se feito, estávamos modernizados viável com a nossa mobilidade. Ganho de tempo é produtividade. O custo Brasil estaria reduzido. Poderíamos estar na economia pujante de negócios. Gerando milhões de empregos, bilhões de renda, melhorando o nível socioeconômico. Estamos parados, e não termos políticos competentes nos ministérios e empresas estatais. Político no Brasil não tem compromisso com produtividade e metas, e sim com reeleição e manutenção no poder dele, aliados, vantagens e fazer sucessores. Gal. Figueiredo evitava político nos ministérios e estatais. Preferia técnicos e ficava imune de decisões embrenhadas na corrupção e troca de favores. Não falta dinheiro, falta estadista e politico ético, sério e honesto nos 3 poderes. 

Eles gastam mais que arrecadam, não fazem economia, investem mal. Governo operar empresas de petróleo, energia, gás, transportes, correios, bancos é coisa obsoleta. Nenhum pais do mundo evoluído, tem esta politica de conglomerado estatal , só Brasil da corrupção sistêmica. BNDES é sócio da JBS (de corruptos) Há 154 estatais. Falam em  500 diretorias loteadas por partidos políticos que usam poder para fomentar licitação viciadas. É indústria do conluio, ineficiência e corrupção.

 Em 1958 o Brasil ganhava sua 1ª Copa do Mundo, Japão e Coréia, saiam das ruínas. Hoje são referência em educação e indústria. Enquanto o Brasil é eleito referência da corrupção sistêmica. Eles priorizaram a educação das crianças em física e matemática.

Akio Morita dono da Sony, aprendeu matemática como milhões de orientais em Ábaco, instrumento simples que inspirou a invenção do computador e custa R$ 7,00. Aprendem matemática brincando. Evolui o raciocínio lógico. Deixa as crianças inteligentes. Cada criança no Brasil poderia ter um. Mas preferem encher as crianças de cançãozinha de atirei o pau no gato, ao invés de instrumentalizarem o cérebro para lógica. O maior ativo, o maior valor e capital humano de um país, é saúde e a educação de suas crianças. No Brasil, elas não tem creches, educação, saúde e nem futuro. Morrem de dengue, desnutrição ,sarampo e falta de vacinas nas filas de hospitais. Os políticos do PT corruptos, são assassinos de crianças. Eles deram 55 bilhões ( patrimônio das crianças brasileiras ) junto ao BNDES para Fidel de Cuba, e outros países de ditadores com conluios odebechinanos e ainda dão calote. Os Tucnalhas de SP roubam é na merenda escolar das crianças. A população tem de reagir. Temos 700 cientistas por milhão de habitantes, Argentina 1.200, China 1.100, Rússia 3.100, a União Europeia 3.200, os Estados Unidos 3.900, Coréia e Singapura 6.400, Israel 8.300. Há fuga de cérebros para os EUA, França, Canadá e Alemanha, que apoiam pesquisa cientifica, investindo nas pessoas. O Brasil como sempre anda na contra mão e corta bolsas. Estamos recuando cientificamente. Todo progresso existente no mundo começa e termina com educação. Tivemos meio milhão de zero em redação em 2014 e em 2107 uns 300 mil (ENEM) as escolas estão fracas. Técnicos chegam na entrevista de industrias não sabendo calcular densidade e estudantes de 1º período de engenharia sem saber fazer redação. Não estamos produzindo conhecimento. A indústria de transformação cresce como nos anos 40-60.

O parque industrial está parado. Significa menos produção de técnicos e ciência industrial. A nossa produtividade é 1/4 do americano. Exportamos, milho, soja, café, suco de laranja aço e minério de ferro, há pouco valor agregado. Somos colônia africana do séc. XV no século XXI. Não há país no mundo que desenvolve só exportando matéria prima, população ignorante e sem investimento na educação, ciência, comunicação, inovação, pesquisa, tecnologia e capital humano. A Crise é do Caráter, Ética e Corrupção. Temos mais diplomas, mas menos senso comum e competência de fato. Mais oportunidade de conhecimento, mas menos aproveitamento e muita preguiça. Mais tecnologia, mas menos uso racional na educação. Mais especialistas, mas mais problemas sociais, econômicos e falta de ética. Mais drogas, menos saúde e mais tragédias, Mais leis, mas mais impunidade e inversão de valores. Mais escolas, mas pouca qualidade de ensino. Multiplicamos dispositivos de comunicação, mas com menos comunicação olho no olho, que educa e forma a disciplina de valores. Há pais que acham que educação familiar é agora obrigação da escola e não assume a educação dos filhos, sem liderança, eles vão para o traficante. A educação e transição moral da infância até a juventude é uma vergonha. Jovens saem da escola sem nenhum preparo para as necessidades práticas do mundo, cada vez mais pobre em energia, valores, poluído e incerto. Não sabem nada de negócios, meio ambiente, indústria, crise, sustentabilidade e futuro da humanidade. Amam celulares, aplicativos, whatshapp e não inspiram responsabilidade futura de cidadãos, para tocar o pais. O MEC incompetente não exige mais as disciplinas extraordinárias de Moral e Cívica e OSPB. 

A produção social de valores, educação, ciência, economia e conhecimento faliu. O estado é corrupto e bandido, muitas escolas particulares são comércio da educação e fabrica de diploma, não reprovam. Religião virou mercearia, vendendo sabonete da salvação. Família destruída pela mídia Globo. Políticos corruptos, juízes amigos de corruptos soltam bandidos. Justiça vergonhosa, leis frouxas. No Brasil as leis mudam conforme o réu, esta revisão de prisão em 2a estância é o exemplo, uma conspiração para soltar Lula, o maior corrupto da nação, mas que indicou para suprema corte, amigos favorecidos pela nomeação. Advogados não concursados, desqualificados e de currículo fraco. O STF É UMA VERGONHA PARA O POVO BRASILEIRO no Brasil e exterior. 

Padres pedófilos, pastores ladrões, traficantes, estupradores, drogas, violência. Morte da família da ética e educação. País é império da corrupção e impunidade. 

O BRASIL PRECISA DE GRANDES MUDANÇAS E PRIORIDADE DA EDUCAÇÃO

A conclusão é de que o país precisa urgente de um projeto estratégico para o desenvolvimento, guiado por reformas profundas com liderança, competência, ética e eficiência. A prioridade é saúde, educação, segurança e um plano de privatização. Governo operar empresas de petróleo, energia, gás, correios, BNDES, serviços, 154 empresas , mais de 600 autarquias é mentalidade atrasada. Em uma economia global o perfil das empresas é de eficiência, é de menos burocracia e a não interferência politica. Estas atividades com interferências politicas são facilmente contaminadas pela corrupção e ineficiência.. O Governo via BNDES é sócio por exemplo da JBS. Pergunto: o que o dinheiro publico está fazendo em empresa que mata boi? Deveria estar na educação, saúde e segurança publica. Estatais não sobrevivem na competitividade global.

O sistema estatal é lento, ineficiente, não tem capital e nem produtividade. As estatais deram prejuízo em 2017 de 19,1 bilhões. Cada brasileiro pagou 92 R$ pela ineficiência, e o governo retira recursos da saúde, educação e segurança para socorrer estatais. Vamos pagar o calote de 1,16 bilhões só de Moçambique e Venezuela, oriundo de 55 bilhões da maracutaia do Lula, Dilma do PT e BNDES, que emprestaram à ditadores, amigos particulares com juros de pai para filho e ainda dão calote. Se estivesse privatizado não estávamos com esta bomba e prejuízos. O governo, estados e municípios estão quebrados. A confiança no pais é zero. Ninguém quer investir no Brasil, O Risco Brasil e o Custo Brasil afugenta investidores. A carga tributária mata. O cartão de visita é a corrupção sistêmica que não cessa, e a gestão ineficiente. 

Entre 63 países analisados pela eficiência empresarial o Brasil é o 60º , só ganha da Croácia, Mongólia e Venezuela. A indústria de transformação cresce como nos anos 50 e 60. A divida publica bruta prevista em 2018 é de 78% do PIB. Espanha quebrou com 50% e Grécia 55%. Uma população de analfabetos e sem cultura que não enxerga estes números, não entende estes efeitos. Elegem governos populistas, sem habilidade de gestão e irresponsáveis com dinheiro público. É hora de amadurecer, não podemos mais viver numa época moderna de novas comunicações, avanços de mentalidade, decisões velozes, economia global e mutável do séc. XXI com novas ideias, sistemas inteligentes e capital humano avante. 

Mas com as idéias velhas do século XX. Re experimentando o que já deu errado. Precisamos mudar, refletir sobre ética, honestidade, competência, educação, tecnologia, engenharia, economia, saúde, segurança, administração e recursos humanos. Convivemos com acultura arcaica, governos não criativos que tratam mal as prioridades da população e respeito aos gastos públicos. Tudo do governo é aumentar impostos, mas não corta os seus próprios gastos, excessos e mordomias, não fazem economia. Não há projetos inteligentes para aumentar a receita. O governo vive da incompetência e mãos dadas com a corrupção. Não podemos ficar só exportando, aço, milho, soja e minério de ferro. Temos de exportar produtos de maior valor agregado. Pais que só exporta matéria prima com baixa educação e produtividade 1 / 4 do americano caminha para ser uma África colônia no séc. XVI dentro do séc. XXI.

O conhecimento das pessoas vêem da educação e a boa informação, Isto é o que molda a qualidade dos RH´s e gera qualificação para a indústria, ciência, inovação, pesquisa e tecnologia. Isto desenvolve qualquer país, se aplicado com afinco. Os portadores desses recursos são: família e os pais educam. A boa escola que dá instrução e o conhecimento. A empresa que dá profissão. Isso só funciona e se consolida com a integração lastreada na ética, moral, valores. honestidade, disciplina, dedicação e bons exemplos A economia da educação era a que mais deveria estar crescendo unida à tecnologia e investimentos. Mas estamos na contra mão. O governo não apoia a educação de qualidade. ENEM de 2014, 500 mil- zero em redação, 2017 mais de 300 mil. Tem técnicos em entrevistas, não sabendo calcular densidade. Alunos no 1º Período de Engenharia fracos em redação. Eles não tem culpa. Se a educação é o pilar do desenvolvimento do país, é também o pilar do desenvolvimento da indústria. No Brasil há 700 cientistas por milhão de habitantes, Argentina 1.200, China 1.100, Rússia 3.100, a União Europeia 3.200, os Estados Unidos 3.900, Coréia e Singapura 6.400, Israel 8.300.. Vem havendo fuga de cérebro da mão de obra excelente e qualificadíssima para os EUA, Canadá, Japão, França, Alemanha e Suécia, que investem em pesquisa, ciência, inovação e tecnologia. As indústrias precisam de coaches e os países de professores, indiferente do nível de desenvolvimento sócio econômico e industrial. O maior benefício da educação das escolas e dos treinamentos nas empresas não vem do aprender algo novo, mas de inovar e melhorar o que temos hoje.

A única coisa que sabemos sobre o futuro, é de que ele será diferente, e que exigirá mais inteligência, soluções e competência. Falam que sessenta por cento de todos os problemas administrativos resultam de ineficácia na comunicação. Os maiores problemas podem estar na falta de educação, comunicação, baixo conhecimento para entender os problemas diversos com pouca capacidade técnica e capital humano. Conhecimento só se adquire com educação, treinamento e vontade de aprender. O maior e mais possante motor que existe no mundo para turbinar a economia moderna, em qualquer circunstância, não os são softwares, tecnologias, bancos sponsor, ou mercados de capitais. É a educação das pessoas nos lares, ensinamento das escolas e treinamento nas empresas. O Dr. Wilson Brumer com a sua humildade e simplicidade de sempre tem feito um trabalho em prol do país como Dr.Eliezer Batista e Antônio Ermírio. Hoje ele mostra PERSPECTIVAS ECONÔMICAS E REFLEXÕES SOBRE UM PROJETO DE PAÍS, uma autêntica iniciativa de visão do Brasil, e para onde estamos caminhando , trazendo a necessidade urgente de reação das pessoas, para que o Brasil encontre caminhos seguros e sustentáveis..

A FORÇA DA EDUCAÇÃO:

A cada dia constato que a educação e comunicação, são as bases de evolução de qualquer processo, atividade ou dimensão humana. “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele”. (Immanuel Kant) Não conheço algum país, empresa ou negócios que prosperam sem educação. País ignorante que só exporta matéria prima com fraca educação será uma eterna colônia do mundo desenvolvido. Exporta a matéria e a compra transformada. Vendem o leite mais barato e compram o queijo mais caro. Meninas e meninos que estão aprendendo a ler, escrever e contar terão um futuro melhor para suas famílias e seus países. Quando a educação é melhorada, muitas outras áreas são afetadas positivamente. 

Em suma, a educação tem o poder de tornar o mundo um lugar melhor. O maior ativo, o maior patrimônio e capital humano de futuro está na saúde e educação das crianças. O político sério e responsável, que é raríssimo no Brasil. Os partidos são para o podre poder e decisões de bandidos engravatados. Assim não há prioridade. A prioridade da maioria absoluta dos vereadores, prefeitos, deputados, governadores de estado, senadores, presidente da república e estatais é puramente se manter no poder, fabricar vantagens, conveniências, produzir conluios e privilégios sujos e se manterem no poder com as reeleições e retroalimentar a corrupção sistêmica. Olhar pelo bem estar da população; saúde, educação, segurança, infraestrutura. Investimento em comunicação, ciência, pesquisa, inovação, tecnologia que fazem a nação desenvolvida com ética, justiça social, trabalho, distribuição de renda, geração de empregos ficam longe das estratégias de governar.

Este é o retrato do Brasil, Brasília & Corrução Sistêmica. Trabalhar, fomentar, valorizar, exercer e defender a educação, ética, patriotismo, visão sustentável e grandeza de caráter é educação não faz parte do governo. Chegamos ao caos, a educação reduz a pobreza de 420 milhões de pessoas (mais que dois Brasil em população) seriam retiradas da pobreza se tivessem frequentado a escola secundária, reduzindo o número de pessoas pobres no mundo em mais da metade. Um ano extra de escolaridade pode aumentar a renda de um indivíduo em 10%. Filhos de mães instruídas são mais propensos a serem vacinados e menos propensos a sofrer de distúrbios de crescimento relacionados à desnutrição. Crescimento econômico: cada ano adicional de escolaridade aumenta o produto interno bruto (PIB) anual em 0,37%. Uma criança cuja mãe saiba ler é 50% mais propensa a viver além dos 5 anos. Se a taxa de matrícula no ensino médio é 10 pontos percentuais maiores que a média, o risco de guerra é reduzido em cerca de três pontos percentuais. Taxa de fertilidade Um ano adicional de escolaridade reduz a probabilidade de se tornar mãe em 7,3% para mulheres que completaram pelo menos o ensino primário. Tornar universal o acesso ao ensino médio até 2030 impediria 200.000 mortes relacionadas a desastre nos próximos 20 anos. 

Cada ano do ensino médio reduz a probabilidade de se casar cedo em 5 pontos percentuais ou mais. Se todas as mulheres completassem o ensino primário, a mortalidade materna poderia estar reduzida em 2/3 e significa 189.000 vidas. Um ano letivo extra pode aumentar a renda de uma mulher de 10% para 20%. As mulheres que se beneficiaram da educação pós-primária têm 5 vezes mais probabilidades de serem informadas sobre HIV e Aids do que as mulheres analfabetas. Não há dúvidas que o progresso é proporcional a educação das pessoas. Os pais e a família dão a educação, o moral e os valores. A escola dá a informação e o conhecimento. A empresa a profissão. Tudo começa e termina com a educação de berço. “Se você acha que a educação é inútil, tente a ignorância.” Serge Bouchard) Ciência é conhecimento organizado. “(Herbert Spencer)” A educação de um povo é julgada principalmente pelo comportamento deles na rua. Onde você vai encontrar a grosseria nas ruas, você também vai encontrá-la nas casas. “(Edmondo de Amicis)” Instrução é dada na escola; educação, em casa. “(Anita Dener) “A educação é, em suma, a arte de revelar ao ser humano o significado íntimo que deve governar suas ações, preparando o uso de suas energias e comunicando-lhe o gosto e a força para viver plenamente”.” (Henry Bordeaux) O que os países desenvolvidos fizeram? O Japão a Coréia que estavam praticamente em ruínas, quando o Brasil ganhava a 1ª Copa do Mundo. Investiram em educação e hoje são exemplos de eficiência na indústria. A Índia copiou a Coréia e em TI e sensoriamento remoto caminha em passos longos. O que falta no Brasil? 

“O conhecimento e a informação são os recursos estratégicos para o desenvolvimento de qualquer país. Os portadores desses recursos são as pessoas.” (Peter Drucker) O controle da qualidade começa e termina com educação. (Ishikawa)

Não temos como negar que educação significa evolução. O Brasil hoje só ganha em eficiência empresarial entre 63 países analisados da Croácia, Mongólia e Venezuela em desmanche. Repetindo: A produtividade é 1 / 4 do americano. A indústria de transformação cresce com as taxas de 1950. O país é conhecido mundialmente pela corrupção sistêmica e propina. O governo gasta mais do que arrecada. Em plena crise arrecadou em 2017 - R$ 2,1 trilhões. Não falta dinheiro. Falta estadistas, gestores, honestidade e ética no comando político da nação. Se quisermos um Brasil inovador, competitivo, empreendedor e com crescimento, precisamos nos atentar ao capital humano das próximas décadas a partir de hoje. o problema do acesso à escola, 2,5 milhões de crianças e adolescentes estão fora dela – grande parte no Ensino Médio, o último degrau para a universidade. A educação no Brasil é uma máquina de exclusão. De cada cem crianças que ingressam na escola, só 65 concluem o Ensino Médio. Dessas, apenas 18 aprendem português adequadamente, apenas cinco assimilam matemática como deveriam e só sete seguem rumo à faculdade. .

Falta qualificação e capital humano. A taxa de crescimento da indústria de transformação tem os mesmos percentuais de 1957. A produção cientifica é triste. O Brasil possui, 700 cientistas por milhão de habitantes. China 1.100, a Rússia 3.100, União Europeia 3.200, Estados Unidos 3.900, Coréia e Cingapura 6.400, Israel 8.300. Argentina tem 1.200. Está havendo fuga de cérebros para os EUA, França, Alemanha, Suíça e Canadá. Não há produção cientifica. País que não investe em pesquisa, inovação, ciência, comunicação e tecnologia está fora da civilização moderna e não compete mais com ninguém. Só exportando minério de ferro, aço, soja e milho. Estamos sendo colônia do séc. XVI dentro do século XXI. Há pouco valor agregado nas exportações e capital humano fraco. No ENEM de 2014 teve 500 mil zero (meio milhão) em redação e 2017 mais de 300 mil. Temos verdadeiras á indústrias de diplomas, escolas e faculdades frouxas pagou passou de baixa qualidade, que não reprovam ninguém, que se estabeleceram como propriedades de políticos atraídos pelo FIES e dinheiro fácil do governo. Não forma gente com conhecimento. E o pior; as empresas não estão fazendo lideres sucessores melhores, para sustentabilidade competitiva de know how, liderança, conhecimento e habilidades de gerir mudanças em plena era do capital  humano.