Rowan de Araujo in PROFISSIONAIS EM ADMINISTRAÇÃO, Profissionais Administrativos, Recursos Humanos Vice Presidente do Conselho Empresarial de Mineração e Siderurgia Assoc.Com. Emp. Minas Jun 21, 2020 · 3 min read · 1.5K

O que está ocorrendo na mineração global nesse mês de junho 2020

O que está ocorrendo na mineração global nesse mês de junho 2020

ÁFRICA PARTE DOS ESFORÇOS COLETIVOS PARA MINIMIZAR O IMPACTO DO COVID-19

O Conselho de Minerais da África do Sul reconhece que os sul-africanos de todas as esferas da vida se uniram para encontrar caminhos eficazes e colaborativos para minimizar o impacto da pandemia de COVID-19 no país e em seu povo.

UM EXEMPLO PARA O BRASIL

Aprovações mais rápidas para minas e outros projetos importantes apoiarão o investimento e os empregos que a Austrália precisa recuperar mais rapidamente da pandemia do COVID-19.

MARCO PARA A MINA GLENCORE

O Conselho de Recursos de Queensland saudou a designação do governo de Palaszczuk da mina de carvão Glencore Valeria, de US $ 1,5 bilhão, proposta no centro de Queensland, como um projeto coordenado.

ECONOMIA AUSTRALIANA E MINERADORAS LUCRAM COM SURTO DE CORONAVÍRUS NO BRASIL

As exportações de minério de ferro devem continuar fortes, apesar da tensão comercial entre Austrália e China (Reuters: David Gray)

A economia australiana e seus maiores mineradores de minério de ferro - BHP, Rio Tinto e Fortescue Metals - devem se beneficiar mais uma vez do infortúnio brasileiro.

VALE É UMA DAS MAIORES MINERADORAS DE MINÉRIO DE FERRO DO MUNDO

Um juiz ordenou que a Vale fechasse três de suas minas após um surto de COVID-19

A oferta reduzida de minério de ferro beneficiará as mineradoras australianas, apesar do tenso relacionamento do governo com a China.

Um surto de coronavírus infectou pelo menos 188 trabalhadores, empregados da gigante mineradora Vale SA, em seu complexo de mineração em Itabira, no sudeste de Minas Gerais.

Isso levou um juiz brasileiro a ordenar que toda a atividade seja suspensa em três minas da Vale naquele complexo.

A decisão judicial causou e nervosismo pelo mercado global de minério de ferro, já que 12% da produção de minério de ferro da Vale sairá do mercado.

A Vale produziu 302 milhões de toneladas de minério de ferro no ano passado, com o complexo de Itabira respondendo por 36 milhões de toneladas.

A VOLTA DAS OPERAÇÕES EM ITABIRA MG PELA VALE:

A Vale informou após o pregão desta quarta, 17, que recebeu, nesta data, da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, em Minas Gerais, o termo de suspensão da interdição do Complexo de Itabira.

Segundo a Vale, no relatório da Subsecretaria, consta que foram tomadas medidas adicionais pela companhia consideradas suficientes pelo órgão para mitigar o risco de contaminação dos trabalhadores durante suas atividades laborais.

“A Vale reafirma que tem consciência de sua responsabilidade socioeconômica e, desde o início da pandemia, tem buscado meios para contribuir com a sociedade brasileira na luta contra o vírus, protegendo seus empregados e as comunidades no entorno de suas operações”, afirmou a mineradora.

As atividades do Complexo de Itabira estavam paralisadas desde 5 de junho. De acordo com a Vale, a perda de produção foi inferior a 1 Mt.

As mineradora informou que as atividades serão retomadas gradualmente sem que haja alteração no guidance de volume de produção de minério de ferro de 310-330 Mt em 2020.

O complexo é formado pelas minas de Conceição, Cauê e Periquito.

BRASIL E AUSTRÁLIA

Como a Austrália, o Brasil é um dos maiores exportadores de minério de ferro do mundo.

Mas, diferentemente da Austrália, o país sul-americano é atormentado pelo segundo maior número de infecções por COVID-19 no mundo (com 692.000 casos).

O manejo da pandemia no Brasil, particularmente nas regiões de mineração, levou a preocupações com a oferta reduzida de minério de ferro no mundo.

AUSTRÁLIA SE BENEFICIARÁ DO SURTO BRASILEIRO

Também ocorre em um momento de crescente demanda da maior parceira comercial da Austrália, a China.

Analistas prevêm um mundo pós-COVID-19

Alguns analistas previram o impacto de uma pandemia na economia global com uma precisão notável. Agora eles prevêm que negócios, governo e tecnologia mudarão drasticamente em todo o mundo.

O PREÇO DO MINÉRIO DE Fe

Nos últimos dois meses, o preço à vista do minério de ferro subiu de US $ 80 para mais de US $ 100 por tonelada - um nível que não é observado desde agosto de 2019.

O boom do minério de ferro também levou o dólar australiano a subir mais de 25%, ante sua baixa de 55,1 centavos de dólar em meados de março.

O CENÁRIO CHINA

A China está gastando muito com infraestrutura como parte de sua recuperação econômica do coronavírus, e as mineradoras australianas devem se beneficiar enquanto as minas brasileiras continuam lutando contra o coronavírus.

"O mercado marítimo de minério de ferro é dominado pela China, respondendo por cerca de 70% da demanda marítima", de acordo com relatório do analista de commodities do UBS Dim Ariyasinghe e sua equipe.

"A RÁPIDA RECUPERAÇÃO DO PAÍS DO COVID-19 AUMENTOU A DEMANDA.

"Enquanto [fora da China] ... a produção e o consumo de aço permanecem fracos como resultado da pandemia, observamos que a maioria dos principais mercados de importação está agora diminuindo as restrições de mobilidade".

As principais exportações da Austrália, no último ano financeiro, foram minério de ferro (US $ 77,2 bilhões), carvão (US $ 69,6 bilhões) e gás natural (US $ 49,7 bilhões), segundo o Departamento de Relações Exteriores e Comércio.

"A China foi o maior parceiro comercial de produtos e serviços bidirecionais da Austrália em 2018-19, representando 26,4% (US $ 235 bilhões) do comércio total", escreveu o DFAT em seu relatório

UM CAMINHÃO SEM MOTORISTA NA MINA YANDICOOGINA DA RIO TINTO EM PILBARA.

A Austrália produz minério de ferro de alta qualidade, com uma concentração de 55 a 65% de ferro. (ABC News: Kathryn Diss)

Os negócios com a China valiam muito mais, especialmente quando comparados aos segundo, terceiro e quarto maiores parceiros comerciais da Austrália.

As exportações e importações da Austrália com o Japão (9,9%), os Estados Unidos (8,6%) e a Coréia do Sul (4,6%) representaram 23,1% do comércio total, no valor de US $ 206,3 bilhões.

CHINA NÃO DEVE ATINGIR MINÉRIO DE FERRO

No entanto, o relacionamento entre Pequim e Canberra tornou-se cada vez mais tenso.

Isso foi depois que o governo federal pediu uma investigação sobre as origens do surto de COVID-19 em abril.

Isso resultou na China impondo tarifas de 80% à cevada australiana e na proibição de importação de quatro matadouros de carne vermelha australianos.

O governo australiano também reforçou as regras de investimento estrangeiro - para que todos os investimentos em "negócios sensíveis de segurança nacional" precisem de aprovação do governo, independentemente do valor do negócio.

ECONOMIA NÃO TERÁ A MESMA APARÊNCIA COVID-19

A "saída" do coronavírus pode seguir uma direção totalmente diferente daquela que viajamos em direção ao abismo e a ponte para atravessá-lo pode precisar de muito mais tempo do que muitos imaginam, adverte Ian Verrender.

UM DOCUMENTO QUE TODOS OS BRASILEIROS, SEM EXCEÇÃO DEVERIAM LER

http://portaldamineracao.com.br/ibram/carta-compromisso-do-ibram-perante-sociedade/