Joao Reganassi in Profesores y educadores, beBee em Português, Recursos Humanos Executivo de Recursos Humanos e Coaching Internacional • JRH consultores associados May 28, 2020 · 2 min read · 2.6K

InteRH–Atividade!!! – 5. Quanto de Sanidade ainda me resta?

InteRH–Atividade!!! – 5. Quanto de Sanidade ainda me resta?A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo parte das atividades da JRH consultores associados no ano de 2020.

Mensalmente. Contando com a participação de meus amigos, colegas e conexões das minhas redes de relacionamentos como Facebook, LinkedIn, Google+, Bebee e Instagram, continuarei escrevendo um artigo sobre um determinado tema que interfere nos assuntos de Administração de Recursos Humanos e os leitores poderão contribuir para enriquecer o tema, com experiências pessoais e/ou corporativas. Caso não queira comentar questões pessoais, poderá indicar temas para os próximos artigos. Claro que sempre tomarei o cuidado necessário para não expor nenhum colaborador ou empresa. A menos é claro que a pessoa autorize a menção do nome ou empresa. Até porque, bons exemplos devem ser compartilhados e reconhecidos.

No final desta jornada, espero ter elaborado doze artigos com diferentes temas, com o auxílio de profissionais especializados. Lembrando sempre que os textos devem ser curtos e voltados mais para eventos reais que teóricos. Mas isso não significa que contribuições teóricas serão desconsideradas. O intuito é trazer o tema para discussão e contar com a participação, colaboração e pontos de vistas de profissionais de diferentes áreas.

Nosso quinto artigo, será sobre QUANTO DE SANIDADE AINDA ME RESTA? Como você está lidando com o isolamento? Em estudos com pessoas isoladas em submarinos, estações espaciais ou bunkers polares, os pesquisadores descobriram que parece haver um ponto de inflexão em que a frustração e as dificuldades de ser enfiado dentro de casa fica subitamente mais difícil de suportar. Tudo isso somado a uma disputa política oportunista, excesso de notícias falsas e infundadas, tem levado a população ao medo e ao mesmo tempo a falta de esperança.

Eu acredito que estou sendo impactado profundamente por esta teoria. Apesar de trabalhar em uma indústria que foi considerada serviço essencial e que pouco me isolei durante todo esse período, o fato desta restrição limitar o direito de ir e vir, meu nível de estresse já se traduz em efeitos visíveis em meu corpo. Trata-se de um estresse totalmente diferente do vivenciado rotineiramente como resultado das minhas atividades diárias.

Nunca, em meus vinte e poucos anos de experiência no mundo corporativo, lidando com diferentes ramos de negócios e culturas corporativas tive que lidar e me adaptar com tantas mudanças em tão pouco tempo. E o mais interessante de tudo isso é que para minha mente cartesiana, o mais difícil de tudo isso não e parar, avaliar e tomar decisões racionais que impactarão os negócios e as pessoas em curtíssimo prazo. Isso me causa motivação e vontade de solucionar tudo de maneira rápida e eficiente.

O que realmente me tira do prumo e tem me causado grande estresse é lidar com as questões psicológicas que tem impactado diretamente aspectos comportamentais e consequente os resultados dos colaboradores. Mas tenho percebido que isso não tem afetado somente a mim, mas que grande parte do meu dia tenho lidado com essas questões vindas de diferentes níveis dentro das organizações.

Percebo que a comunicação tem sido ineficiente e a capacidade de interpretação das pessoas está bastante comprometida, beirando a insanidade. Será que já atingimos o ponto de inflexão e que todas as ações tomadas de agora em diante será motivo para frustação e tornará tudo mais difícil do que aparenta ser?

Vale lembrar que cada ser humano reage diferentemente diante de situações críticas. Então, minha recomendação é procurar o seu ponto de equilíbrio. Procure ajuda profissional, se entender necessário. Pratique exercícios físicos, meditação, melhore sua respiração. Seguramente, tudo isso fará com que você saia de tudo isso mais forte e certamente nunca mais será a mesma pessoa. Grandes traumas podem trazer coisas inesperadas a nossa consciência e sem sombra de dúvidas tará grandes soluções.

Caso necessitar de companhia na sua jornada, pode contar com a ajuda de um profissional da JRH consultores associados. Você e sua empresa estarão nas mãos de profissionais capacitados e experientes, que poderá auxiliá-lo no caminho a seguir e, que, também estará buscando formas e parcerias para se reinventar. VAMOS JUNTOS? Pois juntos seremos mais fortes. #fiqueemcasa.

Conto com a sua colaboração para transformar o projeto InteRH–Atividade!!! em um grande sucesso. Envie-me sua estória.

Joao Reganassi

Coach Executivo e Sócio da JRH consultores associados

joao.reganassi@jrhconsultoresassociados.com