Joaquim Costa in Guia do Emprego & Carreira, Diretores e Executivos, Negócios e Empresas Head Of Sales Operations • SOMOV S.A. - Grupo SOTREQ Feb 21, 2020 · 1 min read · +600

O melhor para se fazer com limão: LIMONADA

O melhor para se fazer com limão: LIMONADA

Sábado pela manhã. Um sábado com sabor diferente pois na segunda estaria de férias. Sem nenhum compromisso, sem nenhuma pressa ou necessidade de fazer algo que não pudesse esperar até segunda.

Sento na sala, meu filho mais velho se preparando para ir jogar futebol, hobby que ele alimenta com os mesmos amigos com os quais sempre joguei e o levava quando menino.

Cenário perfeito para um bom final de semana.

Mas a semana encerrava-se com queda de ministro e fábrica de cerveja fechada por razões que nos fazem questionar o quanto conseguimos evoluir como seres humanos.

Assistindo ao noticiário, fácil de entender o comentário de meu filho: “Complicada a vida por aqui”.

Sim, complicado mesmo. Mas a curva continua sendo de melhora. Talvez por sua juventude, pela sua amostragem, pelo seu recorte, está visão não seja muito favorável. Talvez não seja tão simples de enxergar.

Mas não é só isto!

Você já parou para pensar sobre a quantidade de notícias ruins com as quais você é bombardeado dia a dia? Será que não acontece realmente nada de bom digno de nota? Digno de ser comentado? Digno de ser compartilhado?

Não estou falando sobre as viagens que todos fazem, os restaurantes que são frequentados, os passeios que são feitos, enfim, todas as histórias maravilhosas de vida que encontrados todos os dias nas mídias sociais.

Estou falando de vida real. As condições expostas pelo mundo exterior compõem nosso Princípio de Realidade. Quando temos estas dificuldades de compreensão, ou esta miopia causada pela limitação das informações, temos este Princípio da Realidade   limitando ainda mais nosso Princípio de Prazer, nossa pulsão de vida, como nos ensinou Freud.

E a vida não está tão ruim quanto parece, como já tive oportunidade de escrever em outro artigo.

Nosso desafio é o da compreensão!

Precisamos, sobretudo, compreender o que acontece ao nosso redor, em nossa sociedade. Mas não com os olhos da crítica, nem com os olhos da indignação ou do medo.

Nem da negação da realidade.

Compreender como nos ensina Hannah Arendt em “Origem do Totalitarismo”, cujo texto, transcrevo a seguir:

“...Compreender não significa negar nos fatos o chocante, eliminar deles o inaudito, ou, ao explicar fenômenos, utilizar-se de analogias e generalidades que diminuam o impacto da realidade e o choque da experiência. Significa, antes de mais nada, examinar e suportar conscientemente o fardo que o nosso século colocou sobre nós — sem negar sua existência, nem vergar humildemente ao seu peso. Compreender significa, em suma, encarar a realidade sem preconceitos e com atenção, e resistir a ela — qualquer que seja...”

Compreender que as dificuldades existem e que são um fardo, mas não devemos vergar humildemente com seu peso. Encarar a realidade e resistir.

Por toda a história da humanidade nossa capacidade de lidar com as dificuldades e sobrepujá-las sempre nos deixou mais fortes, mais capazes, melhores!

Já o conforto muitas vezes pode ser enganador. Muitas vezes até perigoso!

O livro “Antifrágil – Coisas que se beneficiam com o caos”, de Nassin Nicholas Taleb pode lhe dar muitos outros exemplos melhores que os meus.

Entretanto, se está sem muito tempo para leitura, seguem dois ensinamentos da  sabedoria popular para sua degustação

“Aquilo que não nos mata nos fortalece”

“Se a vida lhe der um limão faça dele uma limonada”



Joaquim Costa Mar 8, 2020 · #2

#1 Obrigado pelo FB Luis!

0
Luis CAMPOS Mar 6, 2020 · #1

Legal sua reflexão Joaquim!

0