Joelson Madeira en Desenvolvimento Humano, Professores e Educadores, Escritores Escritor • Entre Cabelos e Barba 11/10/2016 · 1 min de lectura · 1,1K

A verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou

A verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou

Muitas das vezes fodem*s nossas mentes com coisas das quais nunca aconteceram e talvez nunca acontecerão. Essa auto sabotagem é desgastante e nos desfoca do objetivo. Se estamos certos, não se sabe, mas entre a dúvida inquietante e a alienação apaziguadora, sinto-me na necessidade de esvaziar minha mente e viver na completa alienação de meu ser.

Algumas pessoas preferem sofrer por antecedência. Como se aquilo realmente fizesse a dor ser menor. É algo como: “eu sabia!” - Como se o saber, realmente diminuísse algo. Talvez, diminua, mas não é uma regra geral. 

A verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou

Você vai fazer o velório antes mesmo do moribundo bater as botas?

Às vezes o velório se estende por anos sem ter qualquer defunto ali. Então você deixou de viver momentos bons para simplesmente ficar rezando a missa antes do padre entrar na igreja?

Sorrisos, abraços e outras tantas coisas que se perderam por você ser apenas metade. Não da para aproveitar o todo sendo metade. Não da para viver um relacionamento não estando ali. Relacionamentos precisam de entrega, de ambas as partes.


A verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou

Bom, talvez esse pensar todo em coisas externas, em traições, em vontades, em desejos... São apenas uma boa desculpa para mascarar o que de fato acontece aí dentro. É uma boa desculpa para escapar da própria responsabilidade. Escapar da verdade de que o amor já se foi a bastante tempo e você vive o comodismo de estar com alguém que você conhece.

Sem ter que passar por todas aquelas novidades boas e ao mesmo tempo desgastantes que é um novo amor. Às vezes, a verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou.


A verdade de pensar tanto no que o outro é capaz é a incapacidade de admitir que o seu amor acabou


Então, o que você acha? Pensar tanto no que o outro é capaz de fazer, talvez seja porque você é capaz de fazer o mesmo? Ou uma coisa não tem nada a ver com a outra? Quero saber a sua opinião!


Esse foi um texto exclusivo para o #Bebee, se você quiser acompanhar mais sobre relacionamentos, entre em: Entrecabelosebarba.com.br



Tifany Rodio 18/10/2016 · #5

Texto exclusivo para o beBee 👏👏 adorei! É isso mesmo, um relacionamento é uma troca, e tem que existir confiança dos dois lados para funcionar 😃

0
Joelson Madeira 12/10/2016 · #4

#2 Faz sentido, @Bárbara Fernandez Lima! Apesar de que quando se trata de ser humano, temos sempre que falar com ressalvas.

0
Joelson Madeira 12/10/2016 · #3

#1 Exatamente, @Marcos Vinicius Fernandes Ferreira! Ás vezes nos martirizamos por algo que talvez nem aconteça.

0
Bárbara Fernandez Lima 11/10/2016 · #2

Quanto a pergunta no final, pode ser que sim… dizem que se você quiser saber como uma pessoa é, deve escutar o que ela diz dos outros!

+1 +1

É incrível a quantidade de relacionamentos que terminam (e outros que, nem sequer, começam) por conta dessa auto-sabotagem. E logo, no final das contas, tudo ocorre de uma forma completamente diferente do previsto/ imaginado/ temido.

+1 +1