Jose Carlos Chaves en Hotelaria, Gastronomia e Turismo 23/1/2019 · 1 min de lectura · +100

Vigilância Sanitária para que.

Vigilância Sanitária para que.Lendo os jornais de hoje deparei-me com uma noticia muito preocupante, uma noticia que mostra toda a fragilidade das fiscalizações em geral em nosso País. Pois bem, encontraram uma capsula de Césio 137 em um ferro felho e esta capsula era proveniente de um aparelho de Mamografia que foi descartado sabe-se lá por quem. Sabemos que diversas são as burocracias para certos itens, se você precisa tomar um antibiótico tem de haver a receita médica e idem a medicamentos ditos controlados aonde pedem até a certidão de batismo. Uma incoerência total em tudo, eu gostaria de saber se a Vigilância sanitária tem o controle destes equipamentos e aonde estão instalados, com certeza não, quantos pequenos municípios possuem equipamentos que usam elementos radioativos e ninguém sabe quem manuseia, quem usa e quando da defeito simplesmente descartam sem saber o mal que podem trazer a população.

No caso de Goias aonde abriram uma capsula com o césio 137 ainda existem pessoas morrendo de cancer, pessoas com a doença e que o Governo fez, nada, deu uma ajuda miseravel mensalmente e as pessoas vivem abandonadas sem um cuidado médico eficiente. Quando houve aquele problema de Tsumani no Japão e danificou a Usina Nuclear todas as pessoas foram imediatamente removida a hospitais especializados e logo tratadas, além é claro de uma indenização condizente com o acontecido.

Escrevo isso para que nós Brasileiros possamos saber o que acontece e se acontecer o que fazer, ai venho a perguntar, existem hospitais especializado nas Cidades aonde estão instalados as Usinas Angra I e II, claro que não, um acidente pode acontecer, e a fiscalização o que faz.

Eu sou especializado em Gastronomia e problemas com alimentações e acabo de escrever um livro sobre o assunto, se nós visitar-mos 90% das cozinhas de restaurantes, lanchonetes, fast-food em S. Paulo jamais iriamos consumir algo pois o bonito é por fora, entrem em uma cozinha e terão a certeza do que escrevo.