Joseane Tulio en Cultura Italiana, Profissionais Administrativos, Curitiba 29/11/2016 · 5 min de lectura · +500

ROMANOS

ROMANOS

Esta miscelânea contém as seguintes obras: Commentarii in Ciceronis Topica (Comentários sobre os “tópicos” de Cícero), de Boécio; o famoso Somnium Scipionis (ex libris VI De re publica) (O sonho de Cipião, o sexto livro de “A República”), de Cícero; Commentarii in Ciceronis Somnium Scipionis (Comentários sobre “O sonho de Cipião”, de Cícero), de Macróbio; Naturalis historia, ex libris II (excerpta Eboracensia) (História natural, livro dois com dois trechos de York), de Plínio, o Velho; e Epistola de ratione horologii (Carta sobre a contagem do tempo). Na Idade Média, o comentário de Macróbio, um filósofo e gramático do final do Império Romano, foi muitas vezes ilustrado com o que são chamados de mapas zonais. O fólio 74 reto desse códice contém um belo exemplo desse tipo de mapa, com base na descrição do mundo pelo gramático e filósofo grego Crates de Malo (ativo no século II a.C.). Crates dividiu o mundo em cinco zonas. A zona média não poderia ser habitada por causa do calor excessivo; as duas zonas externas também eram inabitáveis ​​devido ao frio extremo. Apenas as duas zonas temperadas entre as zonas externas eram consideradas habitáveis, especialmente a zona norte, que constituía o mundo até então conhecido (Oikomene). Conforme mostrado nesse mapa, o mundo é composto de quatro continentes isolados: “Europa”, “África”, “Arábia” e a “Terra incógnita” ou desconhecida, até agora um mundo inexplorado. O mapa zonal nesse volume é extraordinariamente detalhado: ele contém detalhes topográficos como os nomes de alguns países, mares e cidades. Próximo à cidade de Roma há um desenho de um edifício, que pode ser identificado como Castelo de Santo Ângelo.

Autor