Lucila Egydio in profissionais de turismo, Turismo Rural, Hotelaria, Gastronomia e Turismo Consultora Autônoma • Raízes Desenvolvimento Sustentável Jul 26, 2016 · 1 min read · +500

VI. Nossa primeira casa aqui... Um Cantinho de Amizade.

Passar dois meses em outro país para um trabalho que exige organização e dedicação é muito diferente de viajar ao sabor do vento e do tempo, afinal é preciso estabelecer uma rotina e, por mais temporário que seja, a hospedagem deve ser o mais próximo possível de um lar.

Em Ribeira Grande a decisão dos nossos contratantes foi de nos hospedar em um apartamento, o que chama aqui de residencial. Uma sala ampla conjugada com cozinha, dois quartos e banheiros separados. Para duas mulheres já com suas manias essa foi uma solução ideal. Além do espaço agradável e arejado, a equipe do lugar nos recebeu com profissionalismo e, acima de tudo, com aconchego e carinho. Sim, estamos praticamente em casa! Para coroar tudo isso, o lugar se chama Cantinho de Amizade, precisa dizer mais?!??!

Atenção, apoio, solução de problemas e a prova de que a palavra “morabeza”, o jeito cabo-verdiano de ser hospitaleiro, não é somente um slogan falacioso. Sim, até mesmo as pessoas daqui afirmam que a morabeza se perdeu no tempo e hoje é história, mas aqui nesse cantinho ela ainda existe e faz parte do dia a dia!

Agora partiremos para o outro lado da ilha e levaremos o coração aquecido por estes dias em que nossa casa foi esse cantinho com gente tão especial.

VI.	Nossa primeira casa aqui... Um Cantinho de Amizade.