A Odontologia é realmente para você? Um pouco sobre dentes..

Começarei hoje com uma introdução breve sobre os dentes e sua anatomia.

O dente é composto por 3 partes:

  • A coroa
  • A raiz
  • A cavidade pulpar

Hoje vamos falar sobre cada uma delas.

A coroa é a parte do dente que é coberta pelo esmalte.

A "coroa anatômica" é a parte que você consegue ver no espelho, já a "coroa clínica" é a parte que você não consegue enxergar, vista somente pelo seu dentista durante a consulta

Polpa

A Odontologia é realmente para você? Um pouco sobre dentes..

A polpa é encontrada na parte interna do dente. Dentro da coroa você encontra a câmara pulpar, e descendo a raiz do dente é onde são encontrados os canais radiculares.

Existem 4 tecidos dentários:

Temos 3 tecidos rígidos:



Esmalte: 


É o mais rígido de todo o corpo humano, cobrindo toda a coroa. Tem como função principal proteger a dentina e o esmalte no dente adulto não cresce nem se recupera/restaura naturalmente.

Dentina:


Tem coloração amarelada e é encontrada logo abaixo do esmalte, em pessoas mais velhas as vezes é possível ver uma parte mais escura no topo do dente, essa é a dentina. É mais rígido que nossos ossos porém ainda mais fraco que o esmalte. Tem como funções principais preencher e modelar o dente.

Muitas vezes quando sentimos sensibilidade nos dentes não é devido à caries, e sim a uma parte da dentina que ficou exposta devido a retração da gengiva.

Cemento:


É uma camada de tecido calcificada ou mineralizada que cobre a raiz do dente.

São pequenas fibras que ancoram o dente no osso alveolar



Porque escolher a Odontologia?


Muitas vezes ouvimos perguntas como:

"Por que você quer ficar olhando para as bocas das pessoas todos os dias? O que tem de tão interessante nos dentes?"

Vamos falar um pouco sobre a razão pela qual escolhemos cursar odontologia, reunimos opiniões de alunos e de profissionais e aqui estão algumas de suas opiniões a respeito.

Esperamos que isso ajude a decidir se esse curso e essa profissão é a melhor opção para você.

Dr. André Vaz:

"A odontologia requer criatividade, é um processo artístico, desafiador e muito gratificante.

Está constantemente abrindo milhares de opções e possibilidades para o desenvolvimento do dentista."

Dra. Marcia Lucena Andreolli:

"Eu não sabia direito se devia seguir uma carreira ligada a arte e à habilidades manuais ou a odontologia... essas eram minhas duas principais opções na época.

Hoje vejo que a carreira do dentista é também muito ligada a criatividade mas de uma maneira mais peculiar, você está sempre mexendo com diversos materiais diferentes. Sempre esculpindo, moldando e a morfologia do dente requer um trabalho muito preciso.

Provavelmente um dos maiores motivos pelo qual eu optei por odontologia ao invés de artes é o fato que sendo um endodontista você pode realmente impactar positivamente a vida das pessoas.

Lembro-me de quando eu tinha 13 anos e um dos meus dentes quebrou eu fiquei muito constrangida ao sorrir. Quando o dentista consertou me deixou muito feliz e trouxe minha auto-confiança de volta.

Dr. Jonas Macedo

"Eu cursei odontologia pois eu queria ajudar as pessoas, fazer diferença em suas vidas e ao mesmo tempo deixar alguma coisa nas mentes e corações alheios. Me tornei cirurgião dentista para ajudar a sociedade e as pessoas ao meu redor. Na verdade meu objetivo principal é ensinar as pessoas, e educa-las a cuidar melhor de seus dentes, dando a elas um sentimento interno de felicidade.

A maioria das pessoas tem medo e ansiedade de ir ao dentista, mas se você as ensina a cuidar delas mesmas, então você fez uma diferença gigante com menos pessoas ansiosas e mais dispostas a ir a uma clínica odontológica.

Dra. Marcília Campos

"Eu não sabia que queria cursar odontologia... não foi algo que sempre esteve em mim.

Algumas pessoas sabiam que queria ser dentistas desde muito jovens, comigo não... foi uma decisão gradual.

Quando eu estava no ensino médio fiz uma pesquisa sobre qual carreira seguir. Encontrei nesse curso algo muito positivo onde eu poderia ajudar minha comunidade.

Sou muito habilidosas com as mãos, desde muito jovem esculpindo, desenhando e modelando... então quando fui passar um dia em um consultório odontológico acabei me apaixonando pela profissão.

Depois de anos voltei para Betim, interior de Minas Gerais que é a minha cidade natal e reparei que as pessoas lá não tinham muito acesso à odontologia e isso acendeu uma chama em mim para que eu desse o meu melhor durante a faculdade e pudesse voltar pra casa e ajudar as pessoas."

Dr. Andrei Fantonelli

"Escolhi a Odontopediatria principalmente porque minha irmã mais nova desde muito cedo tinha péssima dentição e cuidava muito mal de seus dentes.

Pude ver que isso realmente afetava demais sua auto-estima. Lembro-me que após a primeira vez que ela foi ao dentista ela chegou em casa extasiada e isso tornou sua vida tão melhor.

Antes disso ela não era uma pessoa muito comunicativa e era muito tímida. Depois de consertar os dentes ela ficou tão feliz, cheia de vida e muito sociável"

Dr. Marco Aurélio Souza

"Lembro que durante minha adolescência eu sempre quis ser médico mas meu boletim infelizmente não era repleto de notas 10 e naquela época era muito mais fácil ser dentista então eu pensei:

Já sei... vou virar dentista e logo assim que eu me tornar um profissional experiente eu vou pular para a medicina.

Mas o mais engraçado foi que ao começar especialização em ortodontia, eu realmente acabei me apaixonando pelas habilidades de destreza manual, pela extrema atenção por detalhes e poder usar minhas mãos como instrumento de trabalho.

Mas também o fato de que se você não tem dentes firmes e uma mordida correta você acaba por não aproveitar as comidas devidamente e isso era muito importante para mim.

Ao longo do caminho eu percebi que você poderia ajudar as pessoas e amenizar suas dores e de eventuais problemas maiores que originam de uma pobre saúde bucal."

Dr. Alceu Pereira da Costa

"Desde que eu era muito jovem sempre via meu avô fumando e conforme eu fui crescendo ao lado dele a condição de seus dentes ficou cada vez pior chegando a um ponto onde ele teve tantos dentes removidos e isso para mim foi emocionalmente traumático.

Eu não queria que isso tivesse acontecido com meu avô e nem com os avós e ou pais de ninguém por isso me tornei especialista em implantodontia"

Dra. Carolina Burkmann

"Eu escolhi ser dentista porque quando eu estava no ensino médio eu comecei a estudar física, química e biologia a um nível avançado e eu não sabia realmente o que fazer então eu olhei para o curso de Farmácia e decidi que não era aquilo o que eu queria.

E então fiquei entre medicina e medicina veterinária, e como não sou muito fã de animais acabei indo para Odontologia na UFMG para dar uma olhada e tenho que dizer que fiquei apaixonada pela faculdade e as pessoas de lá foram muito receptivas e amigáveis.


Conversei com o médico da família sobre o curso de medicina e ele me disse que embora tivesse se formado, não era muito feliz na carreira então me decidi por odontologia.

No verão seguinte fui trabalhar como assistente de um dentista aqui na cidade e tudo ficou tão óbvio para mim, decidi naquele momento que aquela era a carreira que eu queria seguir."

Dr. André Martins Oliveira

"Pensei que Odontologia fosse uma excelente opção, é bem similar a medicina mas depende muito sobre qual especialização você quer seguir na medicina.

Como odontologista você tem a chance de fazer muito mais trabalhos com as mãos, não só contribuindo para a saúde bucal da sua comunidade mas fazendo parte de um time onde o bem estar e saúde são os pontos mais importantes"



Conclusão

Hoje sou cirurgião dentista e tenho o prazer de dizer que essa foi uma excelente opção que fiz.

Espero que vocês aspirantes e estudantes de odonto possam ter tido uma boa experiência e aberto suas mentes em relação ao curso.

Não é um curso fácil e nem poderia ser afinal de contas estamos lidando diretamente com a saúde das pessoas, por outro lado é uma profissão muito gratificante independentemente de qual especialização e nicho dentro da odontologia você escolher.

Pense cuidadosamente se essa é a melhor opção para você e tenha sempre em mente que o acesso a outros dentistas e estudantes de odontologia é muito fácil caso queira conversar sobre a profissão e tirar dúvidas.

Por: Márcio Freitas