Marcos Santos en Mclucasi Serviços e Soluções Financeiras, Controladoria, Contadores / Contabilistas Proprietário , Analista Sênior de Administração , Custos e Finanças • Mclucasi Serviços de Apoio Administrativo 16/5/2016 · 1 min de lectura · +500

Atividade Rural – Tratamento Tributário IR e CSSL , Curso Prático

                                   

Excelente trabalho publicado pelo COAD com os principais aspectos da tributação do Imposto de Renda e Contribuição Social da PJ ligada a atividade rural com exemplos práticos de controles e apuração dos valores dos impostos.

“As pessoas jurídicas que se dedicam à exploração de atividade rural sujeitam-se, atualmente, às mesmas regras de incidência do Imposto de Renda (inclusive adicional) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido aplicáveis às demais pessoas jurídicas, podendo, atendidas as condições e limites da legislação vigente, enquadrar-se no lucro real, presumido ou arbitrado.

1.FORMA DE TRIBUTAÇÃO
A atividade rural é beneficiada com determinados incentivos que somente podem ser utilizados pela pessoa jurídica quando tributada com base no lucro real.
O lucro real deverá ser apurado de conformidade com as leis comerciais e fiscais, inclusive com a manutenção do Lalur, segregando contabilmente as receitas, os custos e as despesas referentes à atividade rural das demais atividades, a fim de se proceder a correta determinação dos resultados da atividade rural, com vistas à utilização dos citados incentivos.
A regra geral de apuração do lucro real é trimestral. No entanto, a empresa pode optar pela apuração do lucro real anual, sem prejuízo do recolhimento mensal do IRPJ e da CSLL calculados com base em regime de estimativa. Nesse caso, o período de apuração encerra-se em 31 de dezembro do respectivo ano-calendário.

Trabalho completo 

 by

COAD

 

Complemento:

CPC 29 – Ativos Biológico e Produto Agrícola – Harmonização das normas contábeis Brasileiras com as Internacionais (IFRS)








.