Marisa Fonseca Diniz en beBee in English, beBee em Português, beBee en Español Independent Writer • Medium Inc. 3/6/2018 · 1 min de lectura · +600

Quando o relacionamento vira um jogo de interesses

Quando o relacionamento vira um jogo de interesses

Por Marisa Fonseca Diniz

O mundo gira muito rápido bem como os relacionamentos, as pessoas estão sempre em busca de algo, não importa o quê, pode ser diversão, amizade, trabalho, oportunidades ou até mesmo a tão sonhada cara metade. Enquanto muitos correm para o abraço outros correm do abraço preferindo uma vida muito mais calma.

Nada é como imagina ser, em algumas situações um simples “oi” pode significar muita coisa ou não significar absolutamente nada. Para chegar perto de algo que almejam algumas pessoas são sutis, enquanto outras são capazes de tudo. A vida nem sempre é um mar de rosas, assim como nem sempre as pessoas são amáveis em algumas abordagens.

Tudo pode fazer sentido ou não, isso depende do ponto de vista de cada um, porém não podemos negar que vivemos em um mundo onde a maior parte das pessoas recorre ao outro apenas por interesse e não porque querem aprender algo, e sim porque querem sugar alguma coisa que lhes interesse.



O comportamento das pessoas interesseiras vai muito além do imaginável, pois são capazes de tudo para tirar proveito de quem acredita ser a ponta da escada para seu próprio sucesso, ora, nem todas as pessoas são tão ingênuas a ponto de se deixarem levar por qualquer palavra mais adocicada.

As pessoas interesseiras podem ser confundidas com pessoas comuns, porém elas têm algumas particularidades que chamam atenção dos mais observadores. Possuem o hábito de elogiarem os seus alvos de maneira a mostrar que estão interessadas em interagir por admirarem o sucesso alheio. 

Em situações onde o interesse se refere a negócios, trabalho ou oportunidades tendem a concordar com decisões alheias e buscam uma proximidade maior para não perder o foco.

Quando o assunto é amizade, os interesseiros investem de maneira ativa criando conflitos e entrando em assuntos privados como se fosse íntimo o suficiente para darem conselhos do que acreditam ser o certo a fazer, além de fazerem comentários da vida alheia sem o menor pudor. Em contrapartida evitam ao máximo falar sobre si ou descrever como é sua própria personalidade. Quando não demonstram certas atitudes duvidosas quanto à seriedade de suas atitudes, por saberem que podem entrar em contradições facilmente.

Sabemos que uma amizade não surge do dia para a noite, muitas vezes depende de uma confiabilidade adquirida ao longo dos anos, engana-se quem acredita que a amizade pode surgir do nada, descomplicada e de modo fácil por meio de algum recurso impessoal, as pessoas que acreditam...acesse este link para continuar a leitura, pois o artigo possui Direitos Autorais da escritora.


Marisa Fonseca Diniz é Comendadora, Fundadora & CEO da D&K Negócios, Intermediação e Consultoria (América Latina), Editora e Escritora da MD Networking (USA), Escritora na Medium Corporation e beBee Affinity Social Network, SL. Recebeu prêmios de reconhecimentos pela IBSO de Israel em 2014, 2015 e 2016. E em 2015 recebeu a Comenda de Honra ao Mérito por Networking Construção Civil da Associação Brasileira de Liderança do Brasil.