Marcelo Magoga en Trabalho Social - Serviço social, Profissionais Administrativos, Comerciantes e Vendedores Hipnotista, Psicanalista e Filosofo • Espaço Kin No Ame Holístico 25/10/2018 · 2 min de lectura · 1,0K

Transtorno de Ansiedade

Transtorno de AnsiedadeTodos temos ansiedade, é algo vital, nos mantém vivos, alertas e dispostos, mas quando há excesso desse estado emocional surge problemas na psique e no físico do indivíduo.

O excesso de ansiedade provoca o estado de apreensão crônica motivando expectativas de que algo mal aconteça.

A ansiedade é uma emoção difusa, não conseguimos distinguir sua causa primária facilmente diferente do medo que tem um objeto definido. Quando há o estado de ansiedade, o excesso, saltam vários pensamentos negativos e fantasias de cenas temidas, a preocupação, na mente do indivíduo e muito provavelmente é acompanhado por reações físicas desagradáveis, a somatização se instala.

Há inúmeros transtornos de ansiedade que podem ser apenas uma emoção passageira disparada por uma ocasião ou ainda ser sintomas de alguma patologia psíquica. Dentre os principais transtornos de ansiedade podemos citar alguns: síndrome do pânico, fobia social, fobia específica, estresse pós-traumático, transtorno obsessivo-compulsivo e distúrbio de ansiedade generalizada.

É comum que uma pessoa possa apresentar mais de um sintoma ao mesmo tempo ou desenvolver um tipo de transtorno e depois outro como depressão.

Geralmente, os transtornos de ansiedade respondem muito bem ao tratamento psicanalítico. Eu particularmente utilizo ferramentas como a Hipnose além da Analise, às vezes associo também outras terapias complementares como a acupuntura e fitoterápicos além de meditação.

Vamos conhecer um pouco sobre essas particularidades dos transtornos de ansiedade:

Estresse Pós-traumático

Muito comum após um evento traumático há diminuição notável da ansiedade, mas em alguns casos os sintomas persistem ou reaparecem depois de um tempo, deixando o individuo em estado de estresse pós-traumático. Há 3 grupos de sintomas mais comuns nesses casos: reexperiência traumática, hiperexcitação ou hipoexcitação psíquica e esquiva e distanciamento emocional.

Síndrome do Pânico

É caracterizada por ocorrências frequentes e inesperadas de ataques de pânico. São crises de intensa ansiedade acompanhadas de sintomas específicos como taquicardia, sudorese, perda do foco visual, sensação de irrealidade, dificuldades de respirar, tontura, sensação de morte iminente, confusão mental, dificuldade de fala e raciocínio etc. Os sintomas podem variar e a intensidade também, podem ser distintos em diferentes ataques de pânico no mesmo individuo que passa pelo transtorno.

Distúrbio de Ansiedade Generalizada

Conhecido também como TAG Transtorno de Ansiedade Generalizada, caracteriza-se pelo estado de ansiedade e preocupação constante sobre diversos assuntos de vida. Frequentemente é acompanhado de alguns desses sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, insônia, dificuldade de concentração e melancolia.

Fobia Simples

É o medo irracional relacionado a um objeto ou situação específica. Na presença do objeto que estimule o medo o indivíduo apresenta uma forte reação de ansiedade que chegar ao ataque de pânico. O individuo pode ter fobia de sangue, animais, altura, elevador, locais abertos ou fechados, de multidão, insetos etc, há inúmeras formas de fobia, visto que o estimulo fóbico assume um lugar substituto para os reais motivos de ansiedade da pessoa. A terapia auxilia o individuo a descobrir o real motivo da fobia. Diferente do medo, a fobia é um sentimento mais paralisante e se caracteriza por mais sintomas físicos como repulsa, enjoo, tonturas, sudorese e nervosismo.

Fobia Social

É ansiedade intensa e persistente relacionada a uma situação social, pode aparecer com situações de desempenho em público ou de interação social. Alteração de voz, tremores, sudoreses, rubor facial etc são sintomas comuns. Com isso pode levar o individuo a evitar ou mesmo isolar-se socialmente por ter sofrimento antecipado, preocupação, o individuo pode evitar de se alimentar, beber ou escrever em público com receio de que percebam os tremores de suas mãos.

Trarei mais explicações sobre os outros transtornos abordados no texto em breve. E gostaria de frisar que a Hipnose, a Psicoterapia e outras ferramentas podem ser muito uteis no tratamento de tais sintomas.

É importante tratar os sintomas, mas elaborar muito bem o que está por trás desse transtorno e qual ou quais podem ser os gatilhos que detonam tais sintomatologia.

Com a Hipnose Clínica aliada a Psicoterapia é muito mais rápido e eficiente o acesso às lembranças ou a cerne da questão que traz o gatilho para os transtornos.