Paulo Sousa in Turista Profissional, Comerciantes e Vendedores, Hostelería y Turismo vendedor • bausch + lomb Mar 20, 2019 · 1 min read · 3.2K

CORPOS INCORRUPTOS


CORPOS INCORRUPTOS

                                                    OS CORPOS INCORRUPTOS

Os corpos Incorruptos, quando exumados, mesmo depois de vários anos após sua morte, muitos desses cadáveres apresentam a mesma aparência ( e às vezes até a flexibilidade ) que tinham em vida, dando a impressão de que estavam dormindo.

Além disso, os corpos não mostram sinais de terem sido embalsamados, nem de terem sido enterrados em condições que favorecessem a preservação.

Nem sempre é necessário que o corpo se encontre completamente incorrupto, a presença de órgãos ou membros preservados — como o coração, as mãos ou a língua também é sinal de santidade.

Cadáveres preservados de modo natural são rapidamente isolados do contato com a umidade, com o calor ou com outros agentes externos.
Muitos deles levaram vários dias para serem enterrados, tome-se como exemplo Bernardino em Siena, que ficou exposto para o culto por 26 dias.
Outros tantos foram preservados mesmo em condições extremamente adversas de umidade.
Outros corpos ainda, como os de Colmano ficou suspenso por tanto tempo na árvore em que foi enforcado, que todos os habitantes da região se maravilharam com a sua preservação.

Muitos corpos exalaram perfumes extraordinários depois de mortos.
Um especialista analisou, certa vez, Maria dos Anjos (Espanha, † 1936) para tentar identificar a natureza do perfume. Ele teve que confessar que não se parecia com nenhum dos perfumes desta terra.
Outro fenômeno muito comum é a transpiração de líquidos especiais.
Esse milagre foi atribuido a Maria Madalena de Pazzi, Júlia Billiart, Hugo de Avalon, Inês de Montepulciano,
Teresa d'Ávila, Camilo de Lelis.
O óleo que fluiu várias vezes do corpo de Mattia Nazzarei, que morreu em 1320, continua jorrando sem parar de suas mãos e de seus pés, até os dias de hoje.

Múmias preservadas naturalmente trazem consigo um aspecto duro e rígido
A maioria dos incorruptos não apresenta rigidez cadavérica — muitos permaneceram flexíveis anos após a sua morte, alguns atravessando séculos. Catarina de Bolonha, por exemplo, tinha o corpo maleável 12 anos após a sua morte.
connosconoporto.com leva você a conhecer alguns desses incríveis corpos num passeio inesquecível.

paulo sousa