Antônio Júnior in Profissionais Administrativos, Recursos Humanos, Desenvolvimento Humano Facilitador Trainer • AUGE - Desenvolvimento Corporativo | Conhecimento Humano Oct 23, 2020 · 3 min read · +200

06 Dicas Infalíveis para Reduzir os Custos Fixos da sua Empresa

06 Dicas Infalíveis para Reduzir os Custos Fixos da sua Empresa

Enquanto se percorre a estrada do empreendedorismo, é inevitável não se deparar com situações de instabilidades econômicas. Em momentos assim, é preciso que a empresa busque reduzir ao máximo os seus custos fixos a fim de evitar um caos financeiro e até mesmo o seu fechamento.


Mas afinal, o que são custos fixos?


O que são Custos Fixos?


Resumidamente, o custo fixo é toda e qualquer despesa empresarial que não varie de acordo com uma nova unidade vendida ou produzida. Ou seja, se uma empresa diminuir as suas vendas e consequentemente reduzir a produção, os custos fixos continuarão com o mesmo valor.


Outra definição também utilizada é a de que os custos fixos são a soma dos valores necessários para a existência de todos os processos executados em uma empresa.


Entre os principais custos fixos podemos destacar: energia elétrica, internet, telefone, combustível, aluguel, dentre outros...


Como reduzir os custos fixos na empresa?


A fim de ajudar a reduzir os custos fixos na sua empresa e garantir a saúde financeira do seu negócio, listamos neste artigo 06 dicas infalíveis que, se aplicadas, podem trazer resultados imediatos para a sua empresa. Vamos lá?


1 - Tenha Conhecimento do Negócio


Reduzir custos não se trata apenas de sair cortando os gastos. É preciso, antes de tudo, ter o real conhecimento de toda a estrutura organizacional do negócio.


É somente após realizar uma análise aprofundada da parte financeira da empresa que se torna possível definir o quanto de custos devem ser reduzidos.


Também é importante que o empreendedor conheça bem a cultura e os objetivos da empresa. Caso contrário, pode ser que o empreendedor corte algum custo que influencia indiretamente outros fatores dentro da empresa e, assim, pode ser prejudicial no contexto geral.


O ideal é que o empreendedor possua um Mapa Estratégico da empresa. Dessa forma, todas as decisões serão tomadas considerando todos os fatores importantes do negócio. A Visão 360º de todo negócio é verdadeiramente um princípio obrigatório a ser considerado.



2 - Observe os Gastos com Energia Elétrica


Assim como nas casas, não se atentar para os gastos de energia elétrica pode gerar altos custos.


Por isso, prefira utilizar em sua empresa lâmpadas fluorescentes no lugar das habituais incandescentes. As lâmpadas fluorescentes ocasionam uma economia considerável, já que consomem bem menos energia e possuem maior durabilidade.


Outro ponto importante é sempre pensar em alternativas simples no dia a dia de trabalho como, por exemplo, abrir as janelas e usar a luz do dia ao invés de acender as luzes. Lógico: tudo dentro do equilíbrio e moderação, principalmente considerando o impacto na produtividade ao abrir mão de algo. Tudo é uma questão de bom senso e análises de impactos. Lembre-se disso.


3 - Considere o Home Office como Alternativa


No período de quarentena vivido nos últimos dias, devido a pandemia, muitos empresários se viram obrigados ao trabalho Home Office, ou seja, direto de casa. Essa situação trouxe alguns pontos positivos já que houve uma diminuição considerável nos custos de se ter colaboradores alocados no escritório.


Mesmo que ao trabalhar remotamente os colaboradores não tenham que, por exemplo, bater ponto, eles se sentem muito mais motivados a baterem as metas e os objetivos.


Além disso, a empresa também reduz custos com energia, materiais de escritório, mesa, telefone, internet, etc.


4 - Utilize o Banco de Horas


Sem dúvida alguma, utilizar o banco de horas é uma excelente alternativa para conseguir reduzir custos fixos na empresa.


Utilizar o banco de horas é positivo não só por economizar no pagamento de horas extras mas também por permitir que o colaborador aproveite para descansar. Isso evita que o colaborador fique exausto e sofra danos a sua saúde.


5 - Digitalize a empresa


Digitalizar a empresa é uma ótima opção para reduzir custos com, por exemplo, papel e cartuchos de tinta para impressoras.


É claro que, dependendo da cultura da sua empresa, alguns colaboradores que preferem papel e caneta tenham alguma resistência à mudança. Porém, é inegável que a digitalização dos documentos, relatórios e o que mais for importante para a organização pode trazer muita praticidade para a empresa.


Digitalizar sua empresa não só reduzirá custos como também possibilitará aumento da produtividade de toda a empresa.


6 - Análise a constância de Contratação e Demissão de Colaboradores


Esses dois processos geram custos à empresa. E não falo apenas dos gastos com direitos trabalhistas demitido mas sim dos gastos com investimentos no processo de onboarding.


Por isso, o ideal é contratar somente se a ocupação do cargo em questão é realmente essencial. Caso contrário, contratar funcionários terceirizados pode ser a melhor opção.


Esteja sempre de olho no índice de rotatividade da sua empresa.


ATENÇÃO: antes decidir algo relacionado diretamente à forma de trabalho dos colaboradores, a sugestão é fazer uma consulta Jurídica para evitar passivos trabalhistas e outras futuras consequências Jurídicas.


Conclusão


Além dessas 06 dicas, existem vários outros exemplos de como você pode reduzir os custos da sua empresa. Debata com toda a equipe sobre soluções e ideias para que economias sejam feitas.


Como este artigo ajudou você? Deixe um comentário abaixo e se inscreva em nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos.


Por Antônio Júnior, Especialista em Gestão Estratégica de Negócios e Master Trainer.