Antônio Júnior in Profissionais Administrativos, Recursos Humanos, Desenvolvimento Humano Facilitador Trainer • AUGE - Desenvolvimento Corporativo | Conhecimento Humano Sep 28, 2020 · 5 min read · +400

Descubra de uma vez por todas Como dar Feedbacks de Forma Assertiva

Descubra de uma vez por todas Como dar Feedbacks de Forma Assertiva

Já percebeu que em alguns momentos seus colaboradores ficam desanimados e meio dispersos? O que acaba causando uma queda em sua produtividade? Pode ser que eles estejam precisando de alguns feedbacks.


O feedback é um termo muito utilizado pela área de RH da empresa. E tem como principal objetivo trazer crescimento para a equipe por meio de uma avaliação do desempenho do colaborador.


Mas afinal o que significa feedback?


O que significa Feedback


Para entendermos o que é o feedback, primeiro precisamos entender o significado desta palavra. O feedback vem do inglês. Seu significado é representado pela união de duas palavras. Feed que significa alimentar. E back que significa de volta. Ou seja, a tradução pode ser lida como o ato de realimentar ou retroalimentar.


Basicamente, feedback é uma resposta avaliativa a respeito de uma atitude ou comportamento daquele que está sendo avaliado. A principal finalidade do feedback é levar o interlocutor a entender como o seu comportamento foi interpretado ou recebido pela equipe e/ou empresa.


Geralmente, o feedback é aplicado quando uma pessoa busca por melhorar sua performance em determinada atividade e ela pede uma opinião sincera sobre como ela é percebida. É essa resposta que chamamos de feedback.


Quais são os tipos de feedbacks


Algo importante a saber é que não existe apenas um tipo de feedback. Na verdade, o feedback pode ser dividido em 3 categorias singulares. O feedback positivo, o feedback negativo e o feedback construtivo. Os fatores determinantes que marcam suas diferenças são puramente seus objetivos e forma de aplicação.


Descreveremos melhor cada uma de suas característica abaixo:


Feedback Positivo


O feedback positivo tem por objetivo elogiar uma atitude ou comportamento que trouxe impactos positivos e resultados para a empresa a fim de reforçar a viabilidade de que esse mesmo comportamento se repita.


Eu sei que pode parecer comum para você esse estilo de feedback. Porém, para algumas pessoas, até mesmo receber uma avaliação que ressalta pontos positivos pode ser difícil de ser ouvida.


Por isso, conheça bem o perfil de seus colaboradores e não tente seguir uma receita de bolo a todo o momento. É necessário avaliar o contexto geral e os atores envolvidos.


Feedback Construtivo


Este é o tipo de feedback mais conhecido e utilizado. Existe uma resistência na sua utilização por parte de gestores iniciantes quanto por colaboradores em geral.


A melhor maneira de acabar com essa resistência é construir uma cultura de melhoria contínua. O mais interessante é que a cultura pode e deve ser implantada a partir do processo de onboarding de novos funcionários.


O feedback construtivo é realmente o que o seu nome diz. Assim como para se ter uma casa é necessário uma construção, é necessário realizar ajustes nos comportamentos e atitudes para se obter os melhores resultados tanto para o profissional quanto para a empresa.


Feedback Negativo


O feedback negativo pode ser definido como aquele feedback que não é construtivo. Ou seja, é feedback que é dado quando a pessoa está estressada com a situação.


O maior problema desse feedback é que na maioria das vezes ele é ofensivo. Não foi planejado e também não traz nenhuma perspectiva do que precisa ser melhorado.


Aqui é necessário muita atenção a fim de evitar a todo custo dar um feedback negativo para um colaborador, principalmente na frente de outras pessoas. É sempre importante refletir sobre a mensagem que será passada e certificar-se de que não está agindo na emoção.


Qual a importância e os benefícios do feedback


O feedback é sem dúvidas uma das ferramentas mais fundamentais para o sucesso no universo corporativo. Isso porque, por meio do feedback, é possível avaliar e sugerir melhorias para as atitudes e comportamentos individuais e/ou em grupo.


A importância do feedback está em sua maioria ligada aos benefícios que ele traz para a empresa, para os gestores e, principalmente, para os colaboradores.


Confira a seguir os benefícios do feedback para as empresas, gestores e colabores:


Benefícios do Feedback para as Empresas:


Nada melhor para o sucesso de um negócio do que escutar a opinião de seus clientes. Sejam clientes internos, como os colaboradores, sejam clientes externos, como os consumidores.  


Saber escutar é um dos pilares mais importantes do feedback. Só assim se torna possível utilizar as avaliações positivas e construtivas para permanecer em um estado de melhoria contínua.


É fundamental que as empresas construam um modelo de comunicação interna a fim de que seja possível receber de forma automática as sugestões e opiniões que as pessoas tem sobre ela. É o olhar do ponto de vista sistêmico e estratégico que se pode verdadeiramente aperfeiçoar os resultados da empresa.


Benefícios do Feedback para os Gestores:


Ao contrário do que muitos imaginam, não são apenas os colaboradores que se beneficiam do feedback, mas os gestores também. O feedback dado de forma correta sempre será uma via de mão dupla. Portanto, todos saem ganhando quando ele é aplicado de maneira assertiva e clara.


Entre muitos benefícios que o feedback pode trazer para os gestores, um deles é ter colaboradores sempre alinhados com os objetivos da empresa. Não somente isso. O feedback pode produzir aumento da produtividade do time e trazer motivação para os colaboradores. Isso, consequentemente, proporciona à Organização maior retenção dos talentos na empresa, diminui a taxa de rotatividade e melhora a saúde financeira da empresa.


Com a quantidade de benefícios que o feedback pode trazer, é muito importante que os gestores estejam atentos ao que acontece ao seu redor, procurando sempre identificar os problemas no negócio e os corrigindo com assertividade.


Benefícios do Feedback para os Colaboradores:


Agora, quando se pensa nos benefícios do feedback para os colaboradores, é sempre importante lembrar que estamos falando sobre aprimoramento das atitudes, dos comportamentos e das habilidades técnicas e pessoais de cada colaboradores para determinada função na empresa.


E assim como eu disse sobre a importância de ter uma comunicação interna estabelecida dentro da empresa, aqui não é diferente, pois a comunicação é fundamental para que todas as informações sejam transmitidas de forma clara, assertiva, e objetiva para o colaborador.


Confira quais são alguns dos benefícios do feedback para os colaboradores da sua empresa:


  • o feedback gera maior proximidade entre a liderança e os colaboradores;

  • aumenta a confiança e segurança do colaborador na empresa;

  • oferece a oportunidade de aperfeiçoamento para os colaboradores demonstrando que ele é importante para empresa;

  • transforma a empresa em um local melhor para os colaboradores trabalharem;

  • melhora o marketing pessoal dos colaboradores, pois o feedback transforma profissionais por meio de orientações específicas e personalizadas, dentre outros benefícios.

Seja para empresa, gestores ou colaboradores, o feedback aplicado de forma assertiva com certeza traz benefícios para todos os envolvidos no contexto organizacional.


Erros que devem ser evitados na hora do feedback


Infelizmente, dentro das empresas, quando é necessário dar um feedback, muitos erros são cometidos. Esses erros acabam acontecendo por os gestores não levaram em conta alguns elementos chave para oferecer um feedback de forma assertiva. Os elementos são o contexto, o comportamento, o impacto e a expectativa.


1º Erro - Não deixar claro o contexto:


O primeiro erro cometido na hora de dar o feedback é não deixar claro o contexto da situação que gerou o feedback. A falta de transparência e clareza pode trazer confusão ao invés de solução para a situação. Por isso, é importante especificar o momento exato para começar a conversa. Exemplo: “ontem à tarde você teve um comportamento que foi desfavorável”.


2º Erro - Não especificar o comportamento:


O segundo erro cometido é não especificar o tipo de comportamento ou atitude não adequado para determinada situação. Ao especificar o comportamento, o colaborador automaticamente identifica onde precisa melhorar.


Exemplo: “Percebi que você continuava aumentando o tom de voz para o cliente ao explicar as normas da empresa”.


3º Erro - Não explicar o impacto causado pelo comportamento:


O terceiro erro cometido é não explicar o impacto causado por determinado comportamento ou atitude no ambiente de trabalho. É necessário explicar o porquê determinado comportamento ou atitude não condizem com o DNA da empresa e com a cultura do negócio.


4º Erro - Não finalizar a conversa definindo expectativas:


O quarto e último erro cometido na hora de dar o feedback é não finalizar a conversa definindo expectativas de melhoria para o colaborador. Por isso, procure terminar a conversa mostrando as possíveis soluções para que a situação não volte a ocorrer.


Como dar feedbacks de forma assertiva


A fim de evitar os erros citados acima, listei, logo abaixo, 4 dicas práticas para você conseguir “dar feedbacks” de forma assertiva.


1 - Descreva a situação: explique para o colaborador o motivo do início da conversa. Detalhe a informação sem redundância. E procure não criticar, mas sim informar.


2 - Explique quais os impactos: mostre ao colaborador como os outros colaboradores e a empresa são afetados por determinado comportamento que ele teve. Faça uma ligação entre o comportamento e os impactos causados. Vai gerar reflexão.


3 - Instigue-o a falar sobre possíveis soluções: ao invés de impor o que é preciso ser feito, peça ao colaborador para compartilhar alguma solução com o objetivo de a mudança ser iniciada por dele.


4 - Defina um plano de melhoria: ajude o colaborador a criar um plano de melhoria para ele com metas e objetivos e o acompanhe durante à evolução.



Considerações


Existem diversos modelos de aplicação do feedback como por exemplo o feedback Feedback Sanduíche, Feedback 360º, Feedback Canvas, entre outros. O importante é que você considere todos os pontos apresentados, evite os principais erros cometidos e busque descobrir qual melhor se adequa a sua empresa.


Gostou desse artigo? Deixe um comentário abaixo e se inscreva em nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos.


Clique aqui e acesse mais conteúdos relevantes como este.


Por Antônio Júnior, Especialista em Gestão Estratégica de Negócios e Master Trainer.