ptharso castro en Engenheiros e Técnicos, Ingenieros y Técnicos, Engineers and Technicians Tecnologia SAP Inovação Energia Talentos Eletricidade • Microsapiens 3/8/2018 · 1 min de lectura · 1,2K

Explicando Ciências Milenares

Explicando Ciências Milenares

Vamos analisar as Ciencias Milenares com rigor cientifico. Vejam bem, existem dois tipos de "ciência": a Lógica (Matemática) e a Analógica (Sistemas Físicos). Os sistemas Físicos abusam da Analogia porque uma única equação (Equação diferencial de 2ª ordem com coeficientes constantes) pode representar analogicamente todos os sistemas físicos. Os cientistas fazem referência aos sistemas estatísticos como sistemas “científicos”, mas não é verdade porque fazer remédios químicos, utilizar ratos e estatisticamente falar que servem para os humanos não é lógico nem analógico. Todas as Ciências ditas como "cientificas" cujo alvo é o Homem (não máquinas) utilizam a estatística como fundamento principal: qualquer área da medicina clínica, psicologia, oftalmologia, etc. Obviamente, as estatísticas cientificas atuais SÃO INFINITAMENTE menores que as estatísticas das Ciências Milenares. Este é o primeiro ponto fundamental: estamos nos referindo às estatísticas como método cientifico e a analogia como principal fonte de sabedoria dos ditos métodos científicos.

Todas as Ciências Milenares utilizam os mesmos conceitos ANALOGICAMENTE falando, e utilizando as 10 cores do espectro é possível correlacionar as Leis do Budismo, da Medicina Tradicional Chinesa, dos Chacras Indianos e da Astrologia numa única figura e dela poderia fazer 3 analises: Mental, Corporal e Funcional com os mesmos princípios Astrológicos. Todos nós temos os doze signos (partes do corpo) e temos um mesmo modelo planetário (partes da mente) sob a ótica da astrologia. Os signos são representações dos trechos da Eclíptica (12 partes) e são repositórios SUBSTANCIAIS de energia. Os Planetas representam a dinâmica mental e executam a parte FUNCIONAL. Existe a Lei primordial da Filosofia Chinesa: Lei do Yin-Yang (TAO) mostrando que a VIDA é fluxo e refluxo entre energia e matéria (função e substancia). Ou seja, os órgãos consomem substancias para produzirem suas funções que geram novas substancias.

Existem "Cientistas" que dizem que Astrologia é Charlatanismo. Concordo com eles no que se refere à utilização dos potenciais estatísticos milenares para se fazer PROFECIAS e PREDIÇÕES. Vou exemplificar: suponha que um DADO perfeito tenha sido jogado 7 vezes e todas as vezes saiu a face com o número 1. Poderíamos profetizar que a oitava jogada seria o número 1? A chance de sair o número 1 é obviamente 1/6 e independe das jogadas anteriores. Portanto, os dados estatísticos da Astrologia nos permitem avaliar potenciais e não fazer PROFECIAS. Mas, entretanto, é possível arriscar com chances porque as estatísticas são milenares e utilizam um marcador cronológico IMUTAVEL. Alguns cientistas famosos cometem GAFES tremendas afirmando que “um buraco negro na constelação de Sagitário afetaria a Astrologia na terra” (Alexei Filippenko). Ora bolas, que asneira, a ASTROLOGIA não utiliza as estrelas em seu modelo, os signos são trechos da eclíptica, imutáveis e os pictogramas querem espelhar apenas a característica mais forte do momento que a TERRA percorre naquele período em volta do SOL. O modelo astrológico está restrito ao Sistema Solar.