Paulo Castro en Engenheiros e Técnicos, Ingenieros y Técnicos, Engineers and Technicians Tecnologia SAP Inovação Energia Talentos Eletricidade • Microsapiens 4/10/2016 · 3 min de lectura · 3,5K

"Vale do Silício Virtual" Inovação no Brasil

"Vale do Silício Virtual"  Inovação no Brasil

O Brasil pode acelerar seu Desenvolvimento inovando o processo de Inovação! Não precisamos copiar! Uma Agencia de Inovação suportada por Investidores e Empresas Interessadas. Criar um Modelo de Contrato de Licenciamento "Legal" para utilização de Ideias por Empresas interessadas, precedendo o Registro de Propriedade Industrial, gratuito, que assinado entre as partes permitiria o desenvolvimento e teste das ideias e o posterior Registro no INPI após o aperfeiçoamento e conclusão da versão industrial do protótipo. Neste contrato seria definida uma Taxa percentual de Propriedade da Ideia que garantisse ao Inventor o compartilhamento nos lucros futuros da ideia contratada. Desta forma, as ideias seriam protegidas ao originador independente de Registro de Patente de Invenção. O pedido de privilegio de patente de invenção seria feito a posteriori, tendo em vista que a maioria dos inventores não tem condições de desenvolver o protótipo dos seus inventos. O contrato teria de garantir a confidencialidade da ideia sob pena de perdas e danos ao originador.

A afirmação de que "Ideias não valem nada!" é coisa do passado, pois a comunicação via Internet aproximou o mundo todo e as ideias estão sendo vistas por empresas e pessoas comuns. Se quiserem ter uma noção do que rolou no blog Ecomagination Chalenge GE  vejam este documento http://www.slideshare.net/ptharso/challenge-ecomaginationblog . Foi uma das experiências mais ricas em termos de aprendizado sobre o valor das ideias. Procure não mostrar muito suas ideias porque o Mundo está de olho! Se quiserem outro exemplo vejam este Facebook que sobre Vinhos http://www.facebook.com/cvinho . Criado como diversão, acumula 8500+ adeptos espalhados no Mundo. Pessoas de vários países acessaram o portal Mineiro de Vinhos. Portanto o Mundo está ligado Online!

O fato de registrar uma patente significa apenas que a pessoa terá que pagar emolumentos ao INPI. Se não tiver capacidade de realizar a ideia e elevar o produto a um ponto de competir com os outros nada vai adiantar. Comercializar uma patente é algo irreal, pouquíssimos conseguem...apenas em países mais adiantados e depende muito de relacionamento e sigilo. Precisamos levantar o problema e a direção certamente será parecida com este esboço: uma Agencia Intermediária, um Contrato Legal e um meio de comunicação entre os interessados em Inovação Aberta. Inovar é uma coisa simples...basta ver a evolução histórica e induzir o futuro. Difícil é vencer a burocracia e os obstáculos criados por dificultadores de plantão. Quem sabe daqui sai uma solução que poderia acelerar o desenvolvimento das ideias, beneficiando "todos"...empresas e pessoas! Outro ponto interessante a considerar seria o fato seguinte: Todos investidores, mentores, aceleradores querem que o originador da inovação apresente uma análise financeira e obviamente só apostariam seu dinheiro em ideias que apresentassem um lucro avantajado. Ora, se o inovador tem certeza de um lucro avantajado aqui neste país ele está totalmente errado, porque com esta carga tributária e os encargos sociais vigentes NÃO é possível iniciar um negócio nestas condições. Quem deveria fazer a analise financeira da ideia? A Agencia de Inovação criaria um ranking, calculando-se a atratividade (benefícios/custos) do investimento levando em consideração fatores de capital, sociais e ambientais. Desta forma conduziria as melhores ideias para a prototipação. 

Criar as Agencias de Inovação em algumas Capitais do Brasil, Criar um modelo de Contrato Fabrica/Inovador e Criar uma Rede Social especifica para Inovação, que apresentasse o escopo da ideia de forma simplificada com uma imagem, facilitando a iteração entre empresas e inovadores. O Facebook possui todas as funcionalidades para armazenar este fluxo de comunicação no Mundo todo! Organizar os tipos de Inovação em Grupos da Economia Criativa. 

Facilitar o desenvolvimento das Ideias sem prejuízo ao seu originador. Precisamos de muita boa vontade e capacidade empreendedora de muitas pessoas para articular uma ideia desta natureza. Poderia ser um "divisor de águas” neste assunto de Inovação aberta e Startups. O Brasil precisa aperfeiçoar o seu desenvolvimento. Muitos recursos estão sendo inutilizados com criação de startups financiadas para pessoas que nem gostariam de serem donos de empresas e muitas vezes nem conseguem ter penetração no mercado. Esta articulação de Aceleradoras, Venture Capital, Mentores, Engenharia especializada, ficaria agregada em um único local e as ideias (soluções) e as necessidades do mercado se encontrariam em um ambiente virtual. O nascimento de Startups seria direcionado para verdadeiros empreendedores que se interessassem em dividir os lucros das ideias com seus criadores.

Interessante observar que inovar é a essência do Homem! Faz isto o tempo todo, todos os dias com as pequenas modificações do cotidiano! Porém, algumas Inovações criadas atingem a

Humanidade como um todo, tipo Leonardo da Vinci (maior inovador de todos os tempos), Tesla (Eletricidade em Corrente Alternada), a Bomba Atômica (contribuição de muitos) e milhares de outras. A utilização da Natureza como fonte inspiradora está no cerne da Inovação. Atualmente, de uns anos para cá, o "Capital" descobriu uma nova fórmula de incentivar o crescimento econômico, geração de empregos, estimulando a formação do Empreendedorismo. Isto não é uma novidade, se falava nisto 40 anos atrás, se lembram "Inventor Nacional", "Talento Brasileiro", Desafio Brasil...etc. Acredito que poderíamos evoluir mais com a criação de Agenciadores de Ideias! Não seriam concursos onde predominam votações e teatros intermináveis, seria um novo ramo industrial para transformar Ideias em Produtos, conectando Empresas Clientes (problemas) com Inovadores Empreendedores (soluções). O grande gargalo da Inovação não é fruto de Capital e sim a "Organização do Fluxo de Transformação" das ideias em soluções comerciais oferecidas no mercado. Pesquisa e Desenvolvimento sempre foram altamente dependentes de Capital e custam muito caro, prometendo retorno longo. A Inovação Aberta tem o "Propósito" de acelerar o Desenvolvimento, mas está partindo de um pressuposto falso e que precisa ser corrigido: "Originadores de Ideias podem não ser bons Gerentes de Negócios". Desta forma, muitas "Startups" estão predestinadas ao insucesso, mesmo partindo de uma boa ideia! Há de se pensar nesta questão daqui para frente.