Reginaldo Afonso Bobato in filosofia, beBee em Português, Desenvolvimento Humano Escritor político-filosófico-poético • Eu mesmo no Face book Sep 11, 2019 · 2 min read · +400

O Favo é ela (novíssimo livro ainda sem título)

O favo é ela

Mosquitos são aparentemente dóceis, mas não são, e mesmo que pertençam a uma cadeia alimentar, são perigosos e transmitem doenças ao ser humano.

Mosquitos, ao contrário das abelhas e vespas, são preguiçosos, e gostam de encontrar tudo pronto, e não perdem a oportunidade de se sentarem nas fezes> (fazes)

Então não seja hipersensível, se você tiver oportunidade de repeli-lo, deve repeli-los, se não os mate.

Obs.: Não saia por aí matando seres humanos que têm doenças contagiosas, hoje em dia a medicina está avançada e se muitas doenças não tem cura, pelo menos têm controle e tratamento, e as pesquisas estão evoluindo como sempre evoluíram e hoje em dia muitas doenças têm cura, coisa que não existia no passado remoto, e nem se imaginaria que tais doenças tivessem cura.

Portanto a metáfora de associar o ser humano aos mosquitos não tem 100 por cento de eficácia, e é claro que você não vai saindo copulando com todo mundo que aparecer, como fazem os mosquitos

.

O favo é ela

Mosquitos são aparentemente dóceis, mas não são, e mesmo que pertençam a uma cadeia alimentar, são perigosos e transmitem doenças ao ser humano.

Mosquitos, ao contrário das abelhas e vespas, são preguiçosos, e gostam de encontrar tudo pronto, e não perdem a oportunidade de se sentarem nas fezes> (fazes)

Então não seja hipersensível, se você tiver oportunidade de repeli-lo, deve repeli-los, se não os mate.

Obs.: Não saia por aí matando seres humanos que têm doenças contagiosas, hoje em dia a medicina está avançada e se muitas doenças não tem cura, pelo menos têm controle e tratamento, e as pesquisas estão evoluindo como sempre evoluíram e hoje em dia muitas doenças têm cura, coisa que não existia no passado remoto, e nem se imaginaria que tais doenças tivessem cura.

Portanto a metáfora de associar o ser humano aos mosquitos não tem 100 por cento de eficácia, e é claro que você não vai saindo copulando com todo mundo que aparecer, como fazem os mosquitos. Autor Reginaldo Afonso BobatoO Favo é ela (novíssimo livro ainda sem título)utor 

O favo é ela

Mosquitos são aparentemente dóceis, mas não são, e mesmo que pertençam a uma cadeia alimentar, são perigosos e transmitem doenças ao ser humano.

Mosquitos, ao contrário das abelhas e vespas, são preguiçosos, e gostam de encontrar tudo pronto, e não perdem a oportunidade de se sentarem nas fezes> (fazes)

Então não seja hipersensível, se você tiver oportunidade de repeli-lo, deve repeli-los, se não os mate.

Obs.: Não saia por aí matando seres humanos que têm doenças contagiosas, hoje em dia a medicina está avançada e se muitas doenças não tem cura, pelo menos têm controle e tratamento, e as pesquisas estão evoluindo como sempre evoluíram e hoje em dia muitas doenças têm cura, coisa que não existia no passado remoto, e nem se imaginaria que tais doenças tivessem cura.

Portanto a metáfora de associar o ser humano aos mosquitos não tem 100 por cento de eficácia, e é claro que você não vai saindo copulando com todo mundo que aparecer, como fazem os mosquitos.

O favo é ela

Mosquitos são aparentemente dóceis, mas não são, e mesmo que pertençam a uma cadeia alimentar, são perigosos e transmitem doenças ao ser humano.

Mosquitos, ao contrário das abelhas e vespas, são preguiçosos, e gostam de encontrar tudo pronto, e não perdem a oportunidade de se sentarem nas fezes> (fazes)

Então não seja hipersensível, se você tiver oportunidade de repeli-lo, deve repeli-los, se não os mate.

Obs.: Não saia por aí matando seres humanos que têm doenças contagiosas, hoje em dia a medicina está avançada e se muitas doenças não tem cura, pelo menos têm controle e tratamento, e as pesquisas estão evoluindo como sempre evoluíram e hoje em dia muitas doenças têm cura, coisa que não existia no passado remoto, e nem se imaginaria que tais doenças tivessem cura.

Portanto a metáfora de associar o ser humano aos mosquitos não tem 100 por cento de eficácia, e é claro que você não vai saindo copulando com todo mundo que aparecer, como fazem os mosquitos. Autor Reginaldo Afonso Bobato