Reginaldo Afonso Bobato en Comunicação e Jornalismo, beBee em Português, Jornalistas Escritor político-filosófico-poético • Eu mesmo no Face book 30/5/2018 · 2 min de lectura · +400

Resgate imediato

Resgate imediato

Eu percebo em mim toda existência que em mim não existiu, até Jesus das Mazelas e das ricas donzelas que não dizem amém a tudo...

Presto atenção e teria assim prestado mais se tivesse tido acesso aprofundado e quais as suas verdadeiras razões, e o complexo e o simplório coexistiram com minhas limitações e meu mundo que eu pensava ser só meu não era de fato, era fatalmente restrito às verdades das mentiras que vinham de boca em boca parecendo inofensivas, e assim todo engodo seria para se depositar confiança e fé em quem sofreu para nos preceder com intuitos de cura muito tempo depois até antes de ficarmos enfermos, mas reza outras razões e outras ciências, e contudo suas ocultações também são méritos de cura, e sua ocultação de doença, havia necessidade premente de um equilíbrio mas a verdade era ocultada, mas meu Deus que vida curta quando prestigiosa, olhe os intentos das causas,e sem sofrimento, mesmo a sombra de bom capital seríamos postos sob jure, conseqüentemente seguiria eu, como campesinos , meu próprio espírito ingênuo e de sagacidade.

E daí muito tempo depois, em reflexões profundas, você verá que tudo fora causa de aprendizado e o que te restou em longos anos foi para encher lingüiça, e tua consciência que precisou de resgate precisou de ensinamentos doutrinários para isso, e um instante somente desta condição uma vida toda poupada do martírio.

Digo a tempo, povoe teu âmago com princípios filosóficos de essência e diga muito depois quanta cilada evitei e impedi para mim mesmo, e minha consciência em lastros de ternura se estendeu e foi longe, longe e muito longe para ficar perto de quem você realmente precisava amar incondicionalmente, e assim você amou sem saber a muitos, muito mesmo. Autor Reginaldo Afonso Bobato

Resgate imediato

Resgate imediato

Eu percebo em mim toda existência que em mim não existiu, até Jesus das Mazelas e das ricas donzelas que não dizem amém a tudo...

Presto atenção e teria assim prestado mais se tivesse tido acesso aprofundado e quais as suas verdadeiras razões, e o complexo e o simplório coexistiram com minhas limitações e meu mundo que eu pensava ser só meu não era de fato, era fatalmente restrito às verdades das mentiras que vinham de boca em boca parecendo inofensivas, e assim todo engodo seria para se depositar confiança e fé em quem sofreu para nos preceder com intuitos de cura muito tempo depois até antes de ficarmos enfermos, mas reza outras razões e outras ciências, e contudo suas ocultações também são méritos de cura, e sua ocultação de doença, havia necessidade premente de um equilíbrio mas a verdade era ocultada, mas meu Deus que vida curta quando prestigiosa, olhe os intentos das causas,e sem sofrimento, mesmo a sombra de bom capital seríamos postos sob jure, conseqüentemente seguiria eu, como campesinos , meu próprio espírito ingênuo e de sagacidade.

E daí muito tempo depois, em reflexões profundas, você verá que tudo fora causa de aprendizado e o que te restou em longos anos foi para encher lingüiça, e tua consciência que precisou de resgate precisou de ensinamentos doutrinários para isso, e um instante somente desta condição uma vida toda poupada do martírio.

Digo a tempo, povoe teu âmago com princípios filosóficos de essência e diga muito depois quanta cilada evitei e impedi para mim mesmo, e minha consciência em lastros de ternura se estendeu e foi longe, longe e muito longe para ficar perto de quem você realmente precisava amar incondicionalmente, e assim você amou sem saber a muitos, muito mesmo. Autor Reginaldo Afonso Bobato