Um diálogo sobre a Energia Renovável - por Ricardo Delneri

Segundo o empresário Ricardo Delneri, fundador da Renova Energia, as fontes renováveis de energia são, entre outras: hidreletricidade ou hídrica; energia solar; energia eólica; energia das ondas; energia geotérmica. No Brasil, as fontes renováveis representam mais de 80% de toda a eletricidade que usamos em nossas casas e empresas.

Você conhece cada uma delas? Não? Então confira cada abaixo!

Se você desconhece, não tem problema! Vamos começar pela hidroeletricidade ou energia hídrica. Ela é uma fonte de energia elétrica obtida através do acionamento de turbinas que movimentam as águas numa força e velocidade tamanhas que geram energia. Isso no caso das grandes hídricas. No caso das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) a força de uma queda d’água, de uma correnteza de uma represa por exemplo, pode ser aproveitada para gerar energia.

E sua potência gerada é proporcional à altura da queda de água e à vazão do líquido.

Enquanto a Energia solar, é um termo que se refere à energia que vem diretamente da luz Sol. Muita gente acha que é o calor do sol que gera a energia, engano. Na verdade, o calor intenso pode até ser prejudicial às placas fotovoltaicas, que possuem elétrons e ao movimentarem com a luz do sol, geram a energia que chega em nossas casas.

Já para a energia eólica, trata-se da transformação da energia do vento em eletricidade, mas como assim? Você conhece cataventos, não é? Eles são os grandes responsáveis pela transformação do vento em energia.

O vento possui uma força incrível que pode ser convertida em energia para a humanidade! E a sua utilização é a de aerogeradores para produzir eletricidade, moinhos de vento para produzir energia mecânica. Dentro de cada aerogerador existe uma espécie de rotor (como se fosse um motor de carro) que ao ser acionado pela força dos cataventos gera energia.

Você já ouviu falar da energia das ondas ou ondomotriz? Ela provém do aproveitamento das ondas oceânicas. Essa fonte de energia não possui custos para o ambiente e na atualidade, infelizmente, não está disponível de forma comercial, apesar de ser estudada desde o ano de 1890. Uma pena, não é?

Por fim, a energia maremotriz, ou energia das marés, é o modo de geração de energia por meio do movimento das marés.

Há 2 tipos de energia maremotriz:

Energia cinética das correntes devido às marés;

E energia potencial pela diferença de altura entre as marés alta e baixa.

Um diálogo sobre a Energia Renovável - por Ricardo Delneri