RITA COSTA en Motivação e Inspiração, PROFESSORES DE INGLES, Professores e Educadores PROMOTORA DE VENDAS 18/10/2016 · 2 min de lectura · 1,5K

Há certos trens que é melhor pegar quando passam pela segunda vez

Há certos trens que é melhor pegar quando passam pela segunda vez

Tantas vezes nos disseram que os trens só passam uma vez na vida, que às vezes reagimos diante de uma oportunidade quando ainda não estávamos preparados para ela. E assim, o que alcançamos é decepção, frustração, e uma lembrança amarga de um caminho que em outro momento teria sido maravilhoso.

Parece insano deixar passar trens carregados de esperanças, de oportunidades, de progressos nas nossas vidas, como se não fossem nada. Uma lei não escrita diz que se o fizermos, estaremos destinados ao fracasso.

Por sorte, isto não é mais que o resultado de outra das muitas crenças irracionais existentes na nossa sociedade, que só causam ansiedade. Elas nos urgem para que estejamos sempre alertas a qualquer trem que passe e que nos aproxime do nosso próprio futuro, mesmo que os obstáculos que isso implica sejam maiores do que as ferramentas ou os recursos com os quais poderemos contar a curto prazo.

Nada é irreversível

A vida é um caminho cheio de trens, e cada dia é uma nova estação na qual podemos decidir qual deles pegar. Decisões nas quais as renúncias são tão importantes quanto as passagens que decidimos financiar. Pensamos que se alguma vez tivéssemos essa oportunidade de ouro nas nossas mãos e não a aproveitássemos, não poderíamos tê-la novamente e isto nada mais é do que fruto de um pensamento mágico, ilógico, surreal.

Não vivemos em um mundo no qual seja necessário estar entre a cruz e a espada, um mundo de decisões determinantes ou oportunidades únicas.

Vivemos