Rodrigo Vieira in Música e Empreendedorismo, Empreendedores e Empresários, Empreendedorismo PMO Analyst • Grupo e-Governe Jun 4, 2016 · 3 min read · +300

Competências, valores e a gestão pessoal

Competências, valores e a gestão pessoal

É possível tornar-se um funcionário, gestor ou empreendedor bem-sucedido, aliando as melhores e modernas técnicas de gestão de pessoas aos princípios e exemplos de personagens milenares encontrados na Bíblia?

Baseando-se no trabalho do administrador Paulo Roberto de Araújo (AD Santos Editora, 2012, todos os direitos reservados), as sagradas escrituras para os cristãos, o "livro preto" para os não cristãos, não importa, fato é que contém uma excelente fonte para balizar a gestão pessoal e de outras pessoas. Longe de qualquer pretensão "evangelizadora", seus textos milenares – em especial o livro de Provérbios - fornecem orientações a pontos indispensáveis à qualificação de qualquer ser humano:  competências e valores. Particularmente, venho trabalhando em meu desenvolvimento pessoal com o conhecimento, a retidão e a humildade, e gostaria de compartilhar um pouco do que tenho aprendido.

Competências: Conhecimento

Encontramos no livro de Provérbios a sentença "Quem tem conhecimento aumenta a sua força" (Provérbios 24:5). O conhecimento aniquila a ignorância, que por sua vez tem o poder de aprisionar uma pessoa, deixando-a manipulável. Quem adquire conhecimento, vai adquirindo força para se livrar de uma submissão néscia; com o conhecimento aprimora-se a inteligência, ou seja, capacidade para estabelecer estratégias, abrindo a sua visão para uma realidade sistêmica, tornando-se aptos a identificar alternativas para solução de problemas. Sendo assim, é um ótimo empreendimento buscar conhecimento para melhor desempenhar suas tarefas, para aprender um novo idioma, para compreender as bases de controle financeiro ou alguns aspectos contábeis e até jurídicos, conforme a área de atuação de cada um, só para começar com exemplos práticos para turbinar competências e consequentemente a inteligência.

Como é bom trabalhar e conviver com pessoas inteligentes, não é mesmo? A inteligência as confere capacidade de compreender situações, analisar fatos e propor soluções. A força de uma organização é diretamente proporcional à força de seu capital intelectual. Em tempos de crise, empresas inteligentes são aquelas que fazem o possível para manter os salários dos que são capazes de propor alternativas para enfrentar e superar justamente os momentos de crise. Quem a empresa quer ser é determinado por quem são  as pessoas que nela trabalham.

Valores: a Retidão

Para mim, a retidão é um valor pessoal ancorado na justiça. Provérbios 11:5 nos confere uma frase extremamente significativa: "A retidão dos irrepreensíveis lhes abre um caminho reto". Quero reforçar que ser irrepreensível não significa ser infalível, mas sim significa buscar acertar sempre. Uma pessoa irrepreensível apresenta valores inclinados a comportamentos positivos, preferindo pagar o preço da verdade – ainda que saia caro – pois não enxergam legitimidade nas benesses da mentira.

E sobre "abrir um caminho reto"? As boas escolhas, mais dia menos dia, nos levarão ao lugar certo. Atalhos parecem encurtar o caminho, por exemplo: mentir para o cliente sobre a real senioridade da equipe de colaboradores para fechar aquele negócio "da China", forjar assinaturas em atestados de capacidade técnica para não ficar de fora "daquele" processo licitatório, bater o ponto um horário mas efetivamente começar a produzir muito mais tarde.... Atalhos que podem até conferir um êxito momentâneo, mas pense, eles levam a êxitos legítimos? Diz o ditado que mentira tem perna curta, sendo assim, cedo ou tarde a máscara cairá e os clientes, o RH, o patrão, enfim o mercado saberão a verdade.

Sei de duas histórias verídicas, uma de profissional que foi demitido ao se recusar a participar de uma negociação em que envolvia suborno e outra de empreendedor que se recusou a participar da formação de cartel para recebimento de propinas de entidade pública, conheço pessoalmente os profissionais e suas famílias, no sentido de frequentar as suas casasO profissional sofreu um bom tempo desempregado, até ser descoberto por um grande empreendedor que precisava de uma pessoa de alta confiança para gerir um departamento crítico em sua corporação. Ao conhecer a história de retidão do profissional mencionado, o empreendedor não hesitou em oferecer-lhe a gestão do departamento, que inclusive lhe proporcionou um salário várias vezes superior ao do antigo emprego. Quanto ao empreendedor, após um longo tempo sendo discriminado e tendo portas fechadas pelo "cartel", recebeu uma proposta para adquirir 50% do capital de uma organização em uma cidade portuária da região sul.

Observem que eles nem precisaram se candidatar a oportunidades muito melhores do que as ilegítimas para os seus elevados padrões morais, mas foram convidados para oportunidades muito mais rentáveis justamente devido seus elevados padrões morais.


Valores: a humildade

No nosso dicionário, humildade é a capacidade de reconhecer os próprios erros, defeitos ou limitações. Não é e nunca foi, de forma alguma, fraqueza de personalidade. Provérbios 18:12 avisa: "Antes da sua queda o coração do homem se envaidece, mas a humildade precede a honra". Quando o profissional, gestor ou empreendedor quer se sustentar de pé sozinho, sem reconhecer a importância e sua dependência para com sua equipe e colaboradores, faltando com o respeito e o trato humano, é certo que cedo ou tarde falhará em alcançar os objetivos, os alvos propostos. Pessoas arrogantes são individualistas. Já os humildes são alçados à honra, no sentido em que não se sentem inferiores porque não são tão talentosos em determinada tarefa ou habilidade; e não se sentem superiores porque são mais talentosos que outros em determinada tarefa ou habilidade: a honra que nos cabe vem da percepção dos outros, não da nossa própria.

Conclusão

Para ser considerado desenvolvido ou em desenvolvimento pessoal, precisamos de um conjunto de características em nossa personalidade e caráter. O que encanta e impressiona ainda é o diferente. Se nossa sociedade tem se tornado relativista, individualista, materialista e consumista, quem se guiar por valores elevados e por princípios imutáveis, voltados para o bem comunitário e organizacional, serão os diferenciais! Reconhecendo a necessidade de ajuda de um Ser Superior para galgar padrões tão elevados, melhor ainda !!!

Este artigo foi útil para você? Compartilhe-o e, se possível, deixe teu comentário sobre como foi útil !!!