Rogério Celeste en Engenheiros e Técnicos, Cidade de São Paulo, Ecologia e Meio Ambiente Chefe • Procuradoria Geral do Estado 19/5/2016 · 3 min de lectura · 2,1K

Introdução aos Resíduos Sólidos

A população do Estado de São Paulo produz por volta de 26 mil toneladas de lixo doméstico por dia. Na Capital são produzidas 10 mil toneladas por dia, o que equivale a aproximadamente 14.300 m³ (resíduos compactados), o que daria para encher o Estádio do Pacaembu todos os dias.

Esses resíduos devem ser dispostos em algum lugar, não dá para escondê-los. Para que esta quantidade absurda tenha uma disposição final ambientalmente correta, são necessárias imensas áreas para a construção de aterros sanitários. Nesse ponto esbarramos no primeiro grande problema: Cidades como São Paulo, por exemplo, não possuem mais espaço para depositar seus resíduos, então são obrigadas a contratar empresas privadas que prestam serviço tratamento de resíduos urbanos em aterros sanitários.

Claro que estes aterros estão localizados fora da área urbana, em áreas isoladas e distantes de locais populosos. Afinal de contas ninguém admite um aterro sanitário como vizinho, mesmo que todos os cuidados com relação aos odores, contaminantes ou infectantes patogênicos sejam tomados. O simples fato da ideia de implantação de um aterro sanitário nas proximidades causa movimentação contrária da população (o que acaba influenciando o poder público por conta da pressão política), por isso os aterros são construídos em locais isolados. Mas este distanciamento acaba encarecendo ainda mais os gastos com resíduos por conta do custo dos combustíveis (frete).

Portanto quando se fala em reduzir o consumo supérfluo e o desperdício ou praticar o reuso, a compostagem e a reciclagem, na verdade estamos falando em ajudar nosso município a economizar seus recursos, pois quanto menos resíduos deixamos para o serviço de limpeza pública urbana recolher, menos caminhões ou carretas serão necessários para transportá-los até o aterro, menos frete será custeado, menos poluição será liberada no ar por queima de combustível (óleo diesel), menor volume será cobrado pela operadora do aterro sanitário, menor área será necessária para a disposição correta de resíduos e menor será a quantidade de gases prejudiciais e de chorume liberados na natureza. Ajudamos a manter preservadas grandes áreas verdes e ainda se reduz os recursos naturais utili