Sergio Amaro en Natal, Professores e Educadores, Engenharia Física Designer CAD • Freelancer 1/7/2016 · 2 min de lectura · +300

O Pai Natal e a Física...

O menino pergunta ao Pai Natal: "Ó Pai Natal você rói as unhas?" - E o Pai Natal responde: "Rou, rou, rou..." 

Quando você pensa no Pai Natal, pensa em quê?O Pai Natal e a Física...

Talvez prendas, crianças felizes, família...mas nunca pensou em Física pois não?!

É bom esclarecer que a Física é aquela Física que aprendemos na escola, cheia de equações, muita Matemática, uma verdadeira dor de cabeça, o bicho papão de quase todos os alunos.

Bem se nunca pensou assim, é o que vamos fazer agora.

A pergunta é simples: E se a Física tentasse explicar o Pai Natal?

Bem muita coisa passará em nossa cabeça, mas vamos devagar e pôr os pontos nos "is":


1º - Não há nenhuma rena voadora.

2º - Na Terra, há cerca de dois mil milhões de crianças com menos de 18 anos.
Tendo em conta que o Pai Natal não vai visitar as crianças muçulmanas, hindus, judias ou budistas, o volume de entregas para a noite de Natal fica reduzido a 15% do total, ou seja, a poucos 378 milhões de crianças espalhadas pela superfície da Terra.
Se em cada casa houver em média 3 crianças, temos cerca de 100 milhões de casas,
porque deve haver pelo menos uma criança bem comportada em cada casa.

3º - O Pai Natal tem cerca de 30 horas de trabalho na noite de Natal, devido à existência de diferentes fusos horários, à rotação da Terra e se fizer a viagem de Leste para Oeste.
Isto equivale a quase 900 visitas por segundo.
O que significa que para cada lar cristão, com pelo menos uma criança bem comportada, o Pai Natal dispõe de cerca de um milésimo de segundo para estacionar o trenó, sair, descer pela chaminé, encher as meias com as prendas, distribuir o resto dos presentes junto á árvore de Natal, provar as guloseimas que lhe deixam, voltar a subir a chaminé, saltar para o trenó, e dirigir-se para a casa seguinte.

Se esses 100 milhões de paragens em 100 milhões de casa, se distribuírem uniformemente pela superfície da Terra (hipótese falsa, mas pronto), teremos que contar com cerca de 1,4 km de distância entre cada casa, o que significa uma viagem total de mais de 150 milhões de quilômetros, sem contar com os desvios para comer, ou fazer um chichizinho.

Ou seja, o trenó do Pai Natal tem que se deslocar à velocidade de 1170 km por segundo ou 3000 vezes a velocidade do som.
A título de comparação, o veículo mais rápido fabricado pelo homem não vai além dos 50 km por segundo.
E uma rena normal consegue correr apenas a 30 km por hora