Sergio Weinfuter en beBee em Português, beBee en Español, Professores e Educadores Escritor • Escritor freelance 12/11/2017 · 5 min de lectura · 2,6K

Caverna de humanos – caverna de demônios


Caverna de humanos – caverna de demônios

                                 Imagem: http://www.rusmea.com/2013/08/caverna-de-humanos-caverna-de-demonios.html



Duas cavernas situadas próximo ao monte Fuji e a floresta dos suicidas que também fazem parte das atrações do local, são conhecidas pelos sugestivos nomes de Cavernas de humanos – Cavernas de demônios. Devido a proximidade com a floresta maldita, essas duas cavernas também reservaram para si um pouco de mistério, um pouco do desconhecido e também acredita-se que espíritos vivem em seu interior. Assim como as cavernas do gelo são feitas de lava, essas também foram construídas da mesma forma.


Nessa região superstições é o que não falta e ajuda a manter a lenda da floresta maldita e seus arredores, contribuindo desta forma para o desenvolvimento da região, que vem se transformando em uma grande rota de turismo mundial. O escuro eterno da floresta dos suicidas e consequentemente de suas cavernas pouco exploradas, aumenta mais a crença de que algo sinistro se move em seu interior.


Segundo o organizador do site Rusmea.com (2013) “Os nomes das cavernas em Japonês são Hito Ana – Oni Ana (人穴 鬼穴)” Porém são mais conhecidas popularmente pelos nomes de cavernas de humanos – cavernas de demônios, mas ninguém sabe explicar o porque dessa denominação para essas cavernas e nem quem criou seus nomes, que tem um forte apelo ao ocultismo, coisa que o povo japonês tem profundo interesse e trata a região desta forma.


Para eles a região é perigosa devido a quantidade de espíritos que vagam pelo local, andam sem descanso assombrando os turistas e quem se aventura no interior da floresta dos suicidas e suas cavernas. Mesmo essas duas cavernas estando fora da floresta dos suicidas, elas não escaparam do apelo ao ocultismo, tornando-as também parte das cavernas sinistras que proliferam na região do vale dos suicidas. Os vídeos encontrados sobre essas cavernas evidencia esse lado do povo japonês, muitos forçando uma enorme barra na busca pelo sinistro enigma da região.


A localização exata destas cavernas ficam na "Cidade de Fujinomiya, província de Shizuoka. Na divisa da província de Yamanashi, no santuário de Asama (onde) se encontra uma caverna de lava conhecida como 'caverna de humanos' e uma outra como 'caverna de demônios'.” Apesar de serem cavernas milenares, não são muito conhecidas do público em geral, mas “Desde a antiguidade, o lugar é visitado por ascetas e religiosos como um lugar de formação espiritual.” (Rusmia, 2013)


Segundo a Wikipédia A enciclopédia livre (2017) “O ascetismo ou asceticismo é uma filosofia de vida na qual se realizam certas práticas visando ao desenvolvimento espiritual. Muitas vezes, essas práticas consistem no refreamento dos prazeres mundanos e na austeridade.” São essas pessoas que se desligaram do mundo material que procuram refúgio no silêncio dessas cavernas, procurando alcançar a tranquilidade desejada para sua meditação. Mas nada é fácil!


Devido ao isolamento da região esses monges encontram um lugar de refúgio para que seu espírito possa se acalmar e seu corpo passar o dia meditando em completa harmonia com a natureza. “Aquelas que praticam um estilo de vida austero definem suas práticas como virtuosas e perseguem o objetivo de adquirir uma grande espiritualidade. Muitos céticos acreditam que a purificação resultante do corpo com a prática ascética ajuda a purificação da alma, a compreensão acerca de uma divindade ou a encontrar a paz interior.” (Wikipédia, 2017)


Tais objetivos também poderiam ser obtidos com a automortificação, rituais, ou uma severa renúncia ao prazer. Os acéticos defendem que essas restrições auto impostas trazem grande liberdade em várias áreas de suas vidas, tais como aumento das habilidades para pensar limpidamente e para resistir a potenciais impulsos destrutivos.” (Wikipédia, 2017) Por isso para eles essas cavernas são um presente dos deuses. Pensam diferente da maioria do povo japonês que as veem como sendo refúgio de espíritos e demônios, lugar assustador, enigmático, um local a ser evitado, menos para esses monges ascetas.


Com os severos rituais dos ascetas onde alguns não suportavam e morriam, isso também ajudou a criar a lenda de lugar assustador, fantasmagórico e amaldiçoado. Confinados no interior escuro das cavernas, os monges passavam dias meditando e “No entanto, muitos morriam durante esses treinamentos”. Dessa forma a lenda de lugar dos espíritos se perpetuou e até hoje “[...] dizem que quem passar de carro pelo portal (Torii), acaba se envolvendo em acidentes.” (Wikipédia, 2017) Os espíritos confundem os motoristas e os fazem sair da estrada, batendo seu carro. Nada de concreto, mas realidade e ilusão se confundem neste local.


Para chegar até a entrada das cavernas é desta forma: (Todas as fotos são do site Rusmea. com)


Passa pelo portal Torii


Após avanças por uma longa escadaria de pedra...


Eis que algo parecido com lápides, surgem dos dois lados do caminho.


Mas na verdade não são túmulos, mas sim, memoriais erigidos por ascetas há muito tempo.


Não se parecem com nada além de sepulturas...


(Está escrito na placa da imagem abaixo: "Esta caverna, tem o comprimento total de 83.8m.

Em junho do ano 3 da era Ken Jin (1203), a cova foi explorada por Nitta Shiro, sob a ordem do segundo Shogunato de Minamoto Yoriyuki, por ocasião da competição de caça em Fuji. Por esse episódio e pelos 1000 dias de

treinamento de Fujiwara Kakugyou, o fundador dos regimes de Fuji, o local se tornou famoso."



À frente se vê o templo do santuário...


E à sua direita se encontra a entrada para a 'caverna dos humanos'.


A entrada da caverna surge no final de uma íngreme escadaria de pedra. 


O Senhor Inagawa esteve aqui também e conta que sentiu um medo extremo.
No passado, mulheres eram imoladas em sacrifícios nesta cova...


Logo na entrada há um cenotáfio feminino...
Um monumento de pedra.


Mais ao fundo, há um espaço amplo onde os ascetas praticavam o seu treinamento espiritual. 


O ambiente provoca uma estranha sensação de estar de volta ao útero materno. 
Próximo daqui, está a célebre floresta dos suicidas o mar de árvores de Aokigahara, cujos espíritos sofredores, vem a este lugar em busca de salvação...


Pode parecer, mas aqui adiante não é bem o fim do caminho, pois dizem que há uma estreita 

passagem que daria embaixo do monte Fuji.


Saindo daqui e indo em direção ao santuário, logo atrás dele há uma estrada na montanha que leva a outra caverna de lava, a "caverna dos demônios".


O relevo desta caverna é mais intenso do que a 'caverna dos humanos'.
Na entrada há um monumento semelhante a uma lápide.


A entrada é baixa e estreita...


Mas por dentro o local é inesperadamente amplo.
É preciso um pouco de cuidado, pois o piso é acidentado sendo difícil de caminhar.


Aqui também era utilizado como lugar de treinamento por ascetas e dos dois lados, há castiçais de velas.


Nos dirigimos ao fundo da caverna, onde o teto aos poucos, vai ficando mais baixo.


À frente, o caminho subterrâneo segue adiante e vai se estreitando ao infinito... 


Encontramos um misterioso Buda de pedra.


A luz do sol nunca chega aqui dentro.
É um mundo parado no tempo, sem dia e sem noite.


Um mundo exatamente como deveria ser o inferno, negro como a escuridão, onde até as almas dos mortos sentem medo.


É de enlouquecer a vontade que se sente em fugir daqui...


Sem dúvida o lugar faz jus ao seu nome de 'caverna  do demônio'.


Dizem que pessoas ao ficarem por muito tempo em um lugar sem luz, sem exceção, acabam por ter o psicológico afetado...
Assim sendo, nós vamos embora.


Imagino que os espíritos dos suicidas ficarão sem salvação aqui e não poderão atravessar o rio Sanzu...


Com toda a escuridão do lugar e o fato de em alguns desses locais terem sido utilizados para serem realizados sacrifícios de seres humanos, mais precisamente mulheres, não é de estranhar o medo do povo japonês ao entrar nesses locais. A crença em espíritos errantes faz com que a visita nestes locais sejam uma quebra de barreiras, derrubando tabus, pois além da escuridão e rudeza do caminho, precisam lutar constantemente contra suas crenças e o medo crescente de encontrar algum espírito errante.


Por tudo isso a floresta dos suicidas e seus arredores continuam envoltos em mistérios, alimentando lendas, mistério interminável. Na floresta acredita-se que os espíritos dos suicidas comando suas vontades a quem ousa entrar nela e nas cavernas os espíritos das profundidades assustam a todos que tenham coragem suficiente para entrar em algumas delas. Mesmo que todas essas coisas possam ser explicadas para uma delas não há explicação: Como esse local de espetacular beleza transformou-se no reduto da morte, onde se perdeu inúmeras vidas humanas? Até agora, ninguém consegue explicar!


Meu blog:

http://guerreiro-das-sombras.webnode.com/


Para saber mais

RUSMIA, Caverna de humanos - caverna de demônios. Disponível em: http://www.rusmea.com/2013/08/caverna-de-humanos-caverna-de-demonios.html Acesso em: 22/10/2017

____Ascetismo (filosofia). Wikipédia A enciclopédia Livre. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ascetismo_(filosofia) Acesso em: 22/10/2017



#1 Lo leo mañana en la noche Sergio, con toda tranquilidad 😊

+2 +2
Sergio Weinfuter 12/11/2017 · #1

@Sonia 🐝 Quiles Espinosa. Mais um artigo tendo como pano de fundo a floresta dos suicidas. Espero que goste. Abraço.

+2 +2