Sergio Weinfuter en beBee em Português, beBee en Español, Professores e Educadores Escritor • Escritor freelance Hace 7 d · 2 min de lectura · 1,9K

Daqui a cem anos...


Daqui a cem anos...

                                                                                 Imagem: Arquivo do autor


O que sinto ou deixo de sentir, gostos e costumes, manias, preconceitos ou erros, nada mais terá alguma importância. Daqui a cem anos ninguém de nós estará na terra para saber o que aconteceu, ninguém lembrará de sua voz, nem ouvirá algum comentário seu. Nada do que sentimos hoje, agora, terá alguma importância!

Definições da sociedade, certo e errado, mitos ou superstições, nada disso terá algum significado para nós. Não estaremos mais aqui, ninguém ou poucos se lembrarão de nós e nossas atitudes, preconceitos ou conceitos, nada disso terá importância alguma. O mundo seguirá em transformação, sempre o pensamento antecedendo as ações, ficando tudo na imaginação, preso no túmulo de nossa última lembrança.

Daqui a cem anos não terão importância o luxuoso carro que dirijo, muito menos as intermináveis horas de trabalho para conseguir pagar os luxos da vida moderna. Uma casa própria ou alugada, roupas caras, dentro da moda ou antiquadas, nada terá importância. Gosto por comidas finas ou bebidas caras não terá relevância, livros, estudos, profundo conhecimentos, todos seguirão para o túmulo, junto com os seus sentimentos.

Tratando bem ou mal os seus semelhantes, andando bem-humorado ou com a cara amarrada, olhar distante, desamparado ou com ar arrogante pensando ser o dono do mundo e todos devem ficar sob seus pés. Loucos são os homens que vivem como se fossem imortais, vivendo seus dias pisando nos outros como se fossem animais, eles também não serão permanentes e bem diferentes do que pensam, daqui a cem anos também não terão mais importância.

Importância exagerada, egos inflados, títulos cobiçados, tudo fi