Tecg° Ronen D. Q. (Um Pensador ) en técnico em enfermagem, Técnico de Enfermagem, Enfermeiros Consultor e Analista • D&A assessoria e consultoria administrativa ,fiscal e financeira Hace 5 d · 1 min de lectura · ~100

Enfermeiro é considerado doutor ?

                 Aqui em nosso país por conveniência algumas profissões acabam levando o título de doutor que são elas .

1.) Médicos ;                  2.) Delegados ;

3.) Advogados ;             4.) Engenheiros ;

5.) Fisioterapeutas ;      6.) Dentistas ;

7.) Enfermeiros superiores de faculdade ;Enfermeiro é considerado doutor ?

                Em países como Portugal eles chamam todas as pessoas que terminam um curso universitário de doutor independente do curso concluído na universidade .

               Mas o certo seria chamar de doutor somente aquelas pessoas que fizeram doutorado que é um curso que existem depois do mestrado e confere esse título a pessoa depois de sua conclusão acadêmica.

               No Brasil o enfermeiro de faculdade ou universidade é sim considerado doutor  mesmo não tendo doutorado que é um título acadêmico de pós mestrado 

               Desde a publicação da RESOLUÇÃO COFEN-256/2001, que “Autoriza o uso do Título de Doutor, pelos Enfermeiros”, temos observado a profusão de bordados e carimbos com as letras “Dr.” antes do nome dos Enfermeiros. Alguns as exibem orgulhosamente, outros acanhadamente e outros tantos sequer fazem questão de seu uso.

               É certo que o uso do título é autorizado pela legislação como é certo também que outras classes de profissionais da saúde como médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e outros usam, também, o referido título. Seja como forma de demonstrar independência profissional, seja como forma de afirmação funcional ou simplesmente porque tem direito e pronto.

               Desta forma, é inquestionável o direito daqueles que usam o título, como também não se questiona o direito daqueles que por qualquer que seja o motivo preferem não usá-lo.

               E há aqueles que preferem o titulo de ENFERMEIRO (A), estes bordam orgulhosamente em seus jalecos as letras “Enf.” ou ENFERMEIRO (A) precedendo o nome. Este título já diz tudo, não carece de explicações, não precisa de tradução e sequer precisou de uma “autorização especial” para seu uso exceto, obviamente, a formação universitária e registro no conselho de classe.

               Se uma pessoa lê em um jaleco “Dr. Fulano de Tal”, não saberá a que classe profissional pertence o Doutor, pois como ouvi de uma paciente outro dia, “hoje todo mundo é doutor”. Mas se esta pessoa lê ENFERMEIRO saberá imediatamente de quem se trata. Na verdade acho até mais bonita a sonoridade da palavra enfermeiro precedendo meu nome. Você já experimentou chamar o Dr. João de “Médico João”? Soa estranho na? Mas se chamá-lo de ENFERMEIRO JOÃO, não parecerá estranho, soará natural sem necessidade de complementos.

              Enfermeiro não precisa de apelidos, tem um título natural e uma profissão que o define ENFERMEIRO, orgulhosamente, ENFERMEIRO.